Acessibilidade Destaques

Carteira de motorista para surdos

A carteira de motorista para surdos é idêntica à carteira de motosta de quem ouve. Quer tirar CNH e tem deficiência auditiva? Não tem problema algum! Hoje é dia de ficar sabendo de algumas dicas para chegar cheio de informação quando for a um Centro de Formação de Condutores! 🙂

Quando decidi tirar carteira de motorista estava com 21 anos. É lógico que a minha primeira preocupação foi imaginar como seriam minhas aulas práticas, já que naquela época eu usava aparelhos auditivos e tinha surdez severa. Ao procurar um Centro de Formação de Condutores, foi a primeira coisa que disse:

eu tenho deficiência auditiva

Por favor, não tente esconder a sua e fale abertamente e sem frescura sobre o assunto, afinal, a maioria das pessoas não entende nada sobre isso e está despreparada para lidar conosco.

Expliquei para minha instrutora que não escutava bem e que precisaríamos de alguns ajustes para as aulas darem certo. Ouvir e entender as orientações dela de “dobra à direita”, “dobra à esquerda”, “estaciona” e “pára o carro” ao mesmo tempo em que dirigia estava fora de cogitação. Dirigir e conversar ao mesmo tempo não combina com deficiência auditiva, já que precisamos olhar para a pessoa que está falando.

Nós combinamos que ela faria sinais com a mão bem perto da direção me  ‘dizendo’ com eles o que eu deveria fazer. E deu super certo! Foi simples, prático e tranquilo. Tirando o fato de que eu era péssima (apagava o carro umas 10x por aula, no mínimo) não tive problemas. No dia da prova prática, expliquei para o examinador e pedi que ele fizesse o mesmo que minha instrutora fazia, e foi tranquilíssimo. Para minha surpresa, até passei na prova, contrariando todas as minhas expectativas, rsrsrs!

Mão dobrada pra esquerda: dobre à esquerda!

Mão dobrada pra direita: dobre à direita!

Palma da mão pra cima: pare o carro.

Palma da mão fechada: estacione!

Era assim que a gente se entendia nas aulas. Claro que quando ela sinalizava pra dobrar, eu sabia que poderia dobrar lá na próxima rua. É preciso ter cuidado pra não causar acidentes, né? Quem não gostou da idéia pode pedir pro instrutor providenciar cartões de instrução,aí ele coloca perto da direção, você olha e entende. Dá na mesma, mas achei mais simples do jeito como fizemos.

Dica importante!!

Se esquecerem de colocar a letra B na sua carteira depois de pronta, não deixe por isso mesmo. Esta letra identifica que você é um condutor com deficiência auditiva! Se por acaso acontecer de se envolver em algum acidente de trânsito, é ela que prova na hora que você é surdo.

Lá no Grupo do Crônicas da Surdez no Facebook, já li alguns relatos de pessoas que passaram por maus bocados nas auto-escolas. Médicos que reprovam condutores com D.A. a seu bel prazer, funcionários mal educados que não ajudam, instrutores que querem mais é que você repita vinte vezes a prova: acontece de tudo!! Foi por isso que pedi à uma leitora das antigas do site e funcionária do Detran de São Paulo, algumas orientações para compartilhar com vocês! Vejam só:

“Eu participo de um grupo de Facebook voltado para surdos/deficientes auditivos. Um dia, um membro fez um desabafo, relatando várias dificuldades em ajudar o irmão a obter CNH, já no comecinho do processo. No meio do papo, eu me apresentei, comentando que trabalho no Detran SP numa cidade de interior, tentando ajudar. Isso fez surgir a ideia de criar este post, a pedido da Paula, a  mais famosa “ouvinte biônica”, rsrsrs. Cito as dicas sobre como obter a CNH. Para começar, é necessário a entender as etapas:

  • Entrevista (documentação, ditado, foto e coleta biométrica)

  • Aulas e exame teórico

  • Aulas e exame prático

Então:

  1. Esse processo é para quem tem 18 anos ou acima e ainda que sabe ler e escrever. Se o surdo/DA não consegue ler ou escrever, que se esforce.
  2. Não é rápido o processo da obtenção da CNH. Exige tempo e dedicação. Tenha paciência!
  3. Tenha os documentos com os dados corretos e recentes. Não é legal deixar os dados incorretos porque a CNH terá os dados que você deixou! Principalmente comprovante de endereço. Já vi muitos com dados divergentes ou incompletos.
  4. O ato da entrevista é tranquilo. O mais importante é o ditado porque é obrigatório, isso comprova que sabe ler e escrever. Senão, o funcionário pode reprovar e pedir para voltar após 15 dias. Os demais passos – foto, coleta biométrica e agendamentos médico e psicológico – são indispensáveis para continuar o processo.
  5. O médico deve ser da banca especial. Leve o laudo médico. É ele quem coloca a restrição médica que será citada na CNH. Se perceber algo errado ou tiver um mau tratamento, vá imediatamente à unidade de atendimento de Detran SP, fale com a diretoria, que na maioria dos casos, resolve logo os casos.
  6. As aulas teóricas devem ser cumpridas. Não falte! Sem isso, não dá para passar no exame teórico. Reprovado? Mais quinze dias!

No exame prático:

  • Esteja ciente de que tem examinador diferente. Ele é capacitado para atender e examinar você na sua prova prática. Tenha cautela!
  • Esteja BEM psicologicamente. Nem pense em estar nervosa, ansiosa! Fica calma e encare a prova com confiança e sorriso!
  • RESISTA a conversar com o examinador durante a prova. E vice-versa.
  • Quando o examinador te tratar mal, em algum momento, não reaja e faça a prova. Depois disso, vá imediatamente à unidade de atendimento de Detran, fale com a diretoria. Já aconteceu um caso assim aqui na minha cidade – acho isso lamentável – essa candidata não é surda. Além de falar com a diretoria da unidade, ela decidiu fazer um B.O. contra o examinador porque ficou muito intrigada.
  • Se recebeu o reprovado…mais 15 dias! Necessário praticar mais dirigir o carro.
  • Faça LIMPO e logo cada coisa. O processo tem que ser concluído por até um ano. Nem pense em fazer “depois” o que precisa. Tem gente que não cumpre e perde o processo. Para que jogar fora o dinheiro que pagou à autoescola e tudo mais?
  • Para melhores informações, visite o site de Detran do seu estado.
  • Um detalhe, no site de Detran SP, ao clicar “Não tenho CNH”, abre a página do tutorial (youtube) e do tutorial em Libras. Quem não quiser assistir os videos, basta clicar em “Veja como solicitar sua permissão para dirigir”, mostra as informações e até a legislação.

Lembre-se, a caminhada é um pouco longa, você vai chegar lá. Obter CNH é uma vitória, que traz alegria. Ouvir parabéns dos outros é legal!! Além de tudo, dirigir é uma RESPONSABILIDADE.’

35 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010, e também escrevo o blog Sweetest Person desde 2007. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 34 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

17 Comentários

  • Eu não dirijo por outras razões, mas renovei minha habilitação há alguns anos. O médico foi bem grosso. Eu não estava usando AASI na época (foi algo que cuidei depois) e ele disse que “nem deveria renovar sua habilitação se você não usa aparelho”. E isso, porque ele próprio usa um AASI em um dos ouvidos e me disse que eu deveria fazer o mesmo, que eu estava sendo preguiçosa e não me esforçava pra viver em sociedade e disse várias coisas num tom bem ríspido.

    Se ele tinha a intenção de incentivar o uso de AASI para melhor qualidade de vida, não foi o que ele expressou. Os termos que ele usou foram como se eu fosse uma coisa quebrada que deveria ser consertada e não é assim que a gente funciona, né?

    Entendo que sim, o AASI me trouxe muitas coisas boas, e muitas situações desconfortáveis, mas também defendo que cada um tem um caminho, um tempo e o direito de fazer e refazer suas escolhas. O que eu não concordo é, no caso, ameaçar impedir alguém que não ouve de renovar a habilitação por não usar AASI. Fiquei tão chocada com a forma que ele me tratou que eu nem reagi de medo de não renovar o documento e depois ter que passar pelo processo inteiro novamente. Como eu não disse nada, fiquei só olhando e esperando o que ele ia decidir, e ficou falando tudo que quis e acabou por dizer que “vou dar um ok aqui, porque tô com pena de você”.

    Enfim, desculpe o desabafo, mas foi uma situação muito chata que me marcou negativamente.
    Foi ótimo ler este post, como tem sido ótimo ler muitos outros. Me ajuda sempre a repensar como agir ou reagir a situações como essa.

    Abraço,

    • Nicc. Se perceber que trataram mal a você, vá à unidade de atendimento de trânsito, reclame com a diretoria. Eles vão pedir para você preencher uma ficha de manifestação. Cabe a diretoria a tomar providências.

  • Oi, sou o Dival , que postei acima q minha carteira nao tinha a letra B que indicava surdez, mas olhei novamente e a vi no cantinho quase escondido. A mesma devera ser renovada em Junho deste ano.
    Gostaria que me explicassem como procedo , pois a ultima vez usava ainda protese, mas com o passar do tempo, nao me serviram mais, entaõ deixei de lado as mesmas e dirijo perfeitamente sem usar nada e também nao escuto nada, rsss. Posso renovar carteira nestas condições e continuar dirijindo???
    Se me explicarem direto no meu email, agradeço.

  • Quando tirei minha CNH usava aasi, mas não coloquei a informação na carteira. Hoje uso IC e a validade da minha carteira vai até 2019. Preciso fazer alguma alteração nela? Ou posso deixar pra fazer a inclusão da deficiência só quando for fazer a renovação?
    Moro em Fortaleza – CE.

    • Vá à unidade de atendimento de Detran de sua cidade. Eles poderião te orientar. Como a sua CNH não tem restrição, melhor renovar antecipadamente, é necessário ir a um médico de banca especial.

    • Simone sera q serei proibido de dirigir?? pois proteses nao me servem mais e nao uso nada , também dirijo sem ouvir nada! Terei q renovar em Junho, estou nervoso.

  • Eu tenho surdez profunda , nao ouço mais nada , dirijo sem protese q já usei ha muitos anos .
    Minha carteira nao tem letra nenhuma indicando minha surdez.Posso dirigir nessas condições??

    • Vc tem que ir a uma unidade de atendimento. Leve o laudo médico. Peça encaminhamento a um médico de banca especial. Assim, o médico coloca a restrição médica na sua CNH.
      Não é adequado dirigir com a CNH que não mostra que é surdo. O guarda pode perceber e pedir para você renovar.

  • Paula,
    A letra B é o que? Categoria ou restrição médica?
    categoria B = pode dirigir o carro
    restrição médica (X) = outras restriçõe
    restrição médica (Y) = surdo

  • Muito útil esse post. Só esclarecendo que a letra B deve estar na área destinada às restrições do habilitado. Não confundir com a categoria tipo B= carro, A=moto, D=ônibus, etc.

  • Paula querida..Eu já tenho CNH A 33 ANOS, eu estou tentando apenas colocar o USO de AASI nela.
    Esse não foi o seu caso?
    Obrigado e boa sorte

Deixe seu comentário