Navegue por cateforias

Crônicas da Surdez

Crônicas da Surdez

Carta de uma filha surda a uma mãe ouvinte

24/04/2017

Mãe, Hoje você faria 58 anos. Às vezes me pego pensando em tudo o que enfrentamos juntas para que eu pudesse chegar até aqui. Com 35 anos e dois ouvidos biônicos, olhar para trás é revisitar a nossa história. A minha surdez foi nossa. Minhas dores foram tuas e tuas lágrimas foram minhas. Primeiro, a negação. Dia desses um amigo me perguntou como foi que a gente esperou até os meus 16 anos para tomar uma atitude a respeito da minha deficiência auditiva. Fui o mais longe que pude na memória e lembrei de uma audiometria que fiz quando era muito pequenininha. Você saiu do consultório cuspindo fogo e dizendo ‘onde já se viu essa fonoaudióloga achar que a minha filha tem esse problema?‘ Seguimos. Eu, com os infinitos “Hãn”, as otites, as dores de ouvido. Você, levantando o tom de voz, articulando os lábios, respondendo por mim, me salvando…

Leia Mais...

Crônicas da Surdez, Deficiência auditiva

Sua surdez é sua responsabilidade

11/04/2017

Foto: Shutterstock Embora muitas pessoas com deficiência auditiva fiquem paradas no mesmo lugar durante anos apenas reclamando e não fazendo nada a respeito, a verdade é uma só: nós somos os únicos responsáveis pela nossa surdez. Não estou dizendo que temos culpa pelo que nos aconteceu, embora muitas vezes isso seja verdade (casos de pessoas que não protegeram a audição ao se expor a muito ruído, que sabiam que deviam procurar um médico e não o fizeram, que sabiam que precisavam de uma cirurgia e não encararam, etc). Estou dizendo que, a partir do momento em que temos o diagnóstico de surdez, o negócio é simples: mãos à obra! A sua surdez é sua responsabilidade Não tem como fugir disso. A gente pode gastar o tempo que quiser se vitimizando, reclamando dos outros, reclamando de Deus e do resto do mundo – e às vezes fazemos isso por anos. Eu…

Leia Mais...

Crônicas da Surdez

Sobre cinema e surdez

26/03/2017

Foto: Shutterstock Foram muitos os pequenos prazeres da vida que a surdez me roubou e o implante coclear me devolveu. Se precisar escolher, eu diria que um dos que mais amo, hoje, é poder ir ao cinema e aproveitar cada mísero momento da experiência. Antes do implante coclear ir ao cinema sempre foi um martírio. A começar pela escolha do filme, que precisava ter legendas – e nós sabemos bem a dificuldade que é encontrar filmes legendados em horários ‘normais’, pois geralmente eles colocam os filmes legendados nos piores horários possíveis. Isso quando encontramos filmes legendados… O pessoal da campanha Legenda Para Quem Não Ouve Mas Se Emociona sabe bem disso. As frustrações Perdi a conta de quantos filmes nacionais e desenhos deixei de assistir na vida pela falta de legendas. Passei a afirmar categoricamente ‘eu odeio filmes brasileiros‘ mas isso não passava de auto-defesa, por saber que eles nunca…

Leia Mais...

Crônicas da Surdez, Deficiência auditiva

A maior privação causada pela surdez

22/03/2017

Foto: Shutterstock Quem convive com a surdez sabe de todas as privações que precisamos enfrentar no nosso dia-a-dia. São muitas, e além de serem desgastantes também nos deixam tristes e, muitas vezes, deprimidos. Qual a maior privação que a surdez nos causa? A conexão humana Quando não conseguimos alcançar o que alguém diz, não nos comunicamos efetivamente com essa pessoa. E quando não nos comunicamos efetivamente com outro ser humano, perdemos a conexão humana, que é a conexão mais bela e mais poderosa da vida. É por ela que vale a pena viver. É através dela que nos sentimos vivos, plenos, completos. Não alcançar os lábios ou não alcançar a voz de outro ser humano nos priva de estar em real contato com ele. Sem entender o que alguém diz não estamos conectados a esse alguém e, por consequência, também não nos expressamos com todo o esplendor que poderíamos. Quem nunca…

Leia Mais...