Deficiência Auditiva

Mitos sobre a deficiência auditiva

Fonte: Better Hearing

Existem muitos mitos sobre a deficiência auditiva, o que não deixa de ser normal entre as pessoas que não estão familiarizadas com este assunto…

Só vou ter que fazer uma pequena cirurgia que nem a do meu amigo e minha audição vai voltar ao normal

Muitas pessoas conhecem alguém cuja deficiência auditiva melhorou após um tratamento médico ou cirúrgico. É verdade que alguns casos de perda auditiva podem ser tratados desta forma mas, em adultos, infelizmente, isso se aplica apenas a 5 ou 10% dos casos.

Não escuto direito de um ouvido, mas o outro está ótimo

Quase todos os pacientes que acreditam ter um ouvido ‘bom’ na verdade têm dois ouvidos ruins. Quando um ouvido é melhor, aprendemos a usá-lo para o telefone, conversas em grupo e tudo o mais. Isso pode nos dar a ilusão de que o ouvido ‘bom’ tem audição normal quando, na realidade, não tem. A maioria dos tipos de perda auditiva afeta ambos os ouvidos igualmente, e 90% dos pacientes precisa de aparelhos auditivos para os dois ouvidos.

A deficiência auditiva é coisa de velho e sinal da idade

Apenas 35% das pessoas com deficiência auditiva têm mais do que 64 anos. Há cerca de 6 milhões de pessoas nos Estados Unidos com idades entre 18 e 44 anos que têm surdez, e mais de um milhão delas está em idade escolar. A deficiência auditiva afeta todas as faixas etárias.

Se eu tivesse deficiência auditiva o médico da família me diria

Não é verdade! Apenas 14% dos médicos percebe a perda auditiva durante uma consulta de rotina. E como a maioria das pessoas com algum grau de surdez escuta bem num ambiente silencioso como um consultório médico, é virtualmente impossível para o médico perceber a extensão do seu problema. Sem treinamento especial e sem dominar o assunto surdez vai ser difícil que seu médico perceba seu problema. Procure um otorrinolaringologista!

Minha perda auditiva é normal para a minha idade

Não é um jeito estranho de olhar para as coisas? É ‘normal’ que pessoas obesas tenham pressão alta. Mas isso não significa que elas não deveriam receber tratamento.

Não há nada a fazer a respeito da minha perda auditiva

No passado, muitas pessoas com surdez unilateral com perda nas frequências altas ou com atrofia do nervo auditivo ouviram do médico da família que não havia nada que pudesse ser feito. Porém, com os avanços da tecnologia, quase 95% das pessoas com perda auditiva neurosensorial pode ser ajudadas por aparelhos auditivos.

As consequências de esconder a surdez são melhores do que usar aparelho auditivo

Que preço você está disposto a pagar por vaidade? A perda auditiva não tratada aparece muito mais do que um aparelho auditivo. Se você não entende a piada ou responde algo totalmente diferente da pergunta que lhe foi feita, as pessoas começam a questionar sua capacidade intelectual, sua atenção e sua habilidade de comunicação. As consequências da vaidade podem alterar a sua vida. Sendo simplista, a perda auditiva não tratada significa que você desistiu de ouvir sons que adorava. Sendo mais profundo, a vaidade pode reduzir significativamente a sua qualidade de vida.

Só quem tem perda auditiva severa precisa de aparelhos auditivos

A necessidade de amplificação sonora depende do seu estilo de vida, sua necessidade de audição refinada e o grau da sua perda auditiva. Se você é advogado, professor ou psicólogo, profissões nas quais uma audição refinada é necessária para diferenciar as diferentes nuances da voz humana, uma perda auditiva moderada pode ser intolerável. Se você vive numa área rural e raramente socializa com outras pessoas, pode ser que você tolere numa boa uma perda auditiva moderada.

Aparelhos auditivos vão me fazer parecer velho e incapaz

Não são os aparelhos auditivos que fazem alguém parecer velho, mas sim o que está implícito no seu uso. Se os aparelhos lhe ajudam a funcionar como uma pessoa que ouve, então o estigma perde o sentido. Os fabricantes sabem que a questão estética é importante para as pessoas – por isso que hoje em dia existem aparelhos que ficam dentro do canal auditivo. Os AASI deste tipo ajudam muitas pessoas com perda auditiva. Porém, o mais importante é ter em mente que a perda auditiva não tratada é mais visível do que qualquer aparelho. Fingir que ouviu e concordar com tudo faz sua condição ser mais visível do que o maior aparelho auditivo que existe.

Aparelhos auditivos farão todos os sons ficarem altíssimos

Aparelhos auditivos nada mais são do que amplificadores. Porém, com a evolução tecnológica atual, se tornaram inteligentes e dão apenas a amplificação necessária para o ambiente específico em que a pessoa está. De fato, muitos AASI’s hoje nem possuem mais controle de volume.

Estou preocupado com a integridade dos otorrinos e fonos e o valor dos aparelhos auditivos

Na pesquisa feita pelo Instituto Better Hearing, o índice de satisfação dos pacientes é de 92%. E 9 de cada 10 pessoas disseram que a sua qualidade de vida melhorou muito com o uso de aparelhos auditivos.

41 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010, e também escrevo o blog Sweetest Person desde 2007. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

3 Comentários

  • Olá Paula, parabéns pelo lindo trabalho de orientação !!! Estou conhecendo seu blog agora, e gostaria de pedir uma ajuda. Meu filho de 9 anos, foi diagnosticado com Hipotrofia do nervo auditivo unilateral, e uma severa retração timpânica no outro ouvido, como vc já vem buscando informações a algum tempo, saberia me dar alguma referência de tratamento de estimulação no Brasil para esse nervo atrofiado?

    Somos de Belo Horizonte, MG, e por aqui não tenho encontrado nada a respeito!
    Já agradeço sua atenção! Abraços

  • nossa, muito bom esse texto.. ai já falei aqui que tenho perda bilateral. de um lado é moderada a severa e do outro é leve a moderada. neste ultimo, comecei a testar o uso do aparelho auditivo e percebi um ganho muito bom com os dois aparelhos juntos. O som ficou mais claro, consigo identificar de onde vem os ruídos ou o chamado, enfim gostei muito.. mas fico me sentido culpada, pensando se não sou fresca de querer usar um aparelho em um ouvido para perda leve. Fico me sentindo mal.. vejo os depoimentos de vcs com perdas muito maiores que a minha, que me pergunto: será que uma boa limpeza de ouvido não me fará escutar melhor? será que preciso mesmo de um aparelho em cada ouvido? acho que talvez ainda estou na fase da negação .. enfim, gostei do trecho sobre só quem tem perda severa precisa de aparelho. Cada dia vcs me ajudam mais.. Abçs

Deixe seu comentário