Crônicas da Surdez Destaques

Ouvindo debaixo d’água

Depois que o Aqua+ entrou na minha vida passei a desfrutar dos meus momentos praianos de um jeito bem diferente. Quando a gente não ouve acaba se acostumando a coisas que não são nem um pouco legais, como estar num ambiente que deveria ser prazeroso mas só sentir desgosto e vontade de entrar num buraco. Pensem no quão desagradável pode ser entrar no mar com seus amigos e não ouvir nada do que eles dizem – a pessoa se sente um peixe fora d’água… dentro d’água!! Comigo foi assim quando cheguei à surdez profunda. É por isso que é tão libertador poder usar um acessório como o Aqua+ (ele é feito para ser usado com os implantes Nucleus 5 e 6 da marca Cochlear, outras marcas têm seus próprios acessórios).

Aqua+ Cronicas Surdez 2

 

Dia 31 de dezembro fui à praia me despedir de 2015 (ô, aninho difícil) e encontrei esse mar maravilhoso e caribenho em pleno Arpoador. Aproveitei que nem criança. Relaxei tanto que uma hora avistei o Luciano fazendo sinal pra mim da areia pra avisar que o Aqua+ tinha caído – ele tem fio de segurança e a antena ainda estava conectada com meu íma, então eu estava ouvindo e nem me liguei que ele caiu da orelha.

Aqua+ Cronicas Surdez 3

Com ele eu mergulho, furo onda e fico contemplando esse pequeno milagre que é ser uma surda profunda que entra no mar e ouve o barulho da água, do vento, das pessoas, dos pássaros. Posso confessar que às vezes mergulho e fico falando embaixo d’água só pra ouvir a minha voz? Coisa de doido, eu sei, mas não consigo evitar. Ai, gente, é tão bom que dá vontade de passar horas e horas dentro do mar.

Acho que talvez num futuro não muito distante todos os implantes cocleares já serão à prova d’água, nos poupando dos acessórios. O Aqua+ deixa o IC maior e mais pesado e cai da orelha com facilidade, mas é um perrenguezinho de nada se comparado ao perrengue de ir pra praia e entrar no mar em silêncio. Nunca usei com o Mick Lock que ajuda a não cair, na próxima ida vou testar.

É super simples de usar. Duas dicas importantes: 1 – usar com bateria recarregável e não com pilha comum que precisa de ar pois ele é vedado após fechar, 2 – usuários de Nucleus 5 devem tomar cuidado na hora de tirar o earhook pois o do N5 quebra ao menor sinal de mau manuseio. O earhook do N6 teve essa falha corrigida e é praticamente inquebrável. Para ler um passo-a-passo de uso, clique aqui.

a-kit-2 passsoapasso_1_2

Vocês também podem gostar de ver:

Quem já usa e o que acha? Curtem tanto quanto eu?

17 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010, e também escrevo o blog Sweetest Person desde 2007. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

3 Comentários

  • Meu caso não é implante coclear, mas não posso molhar o tímpano. Já tive muitas infecções. Nenhum tampão é recomendado pois podem entrar água. É uma grande frustração.. Sinto saudades de mergulhar.. Fico triste com tanta tecnologia não exista nada que eu possa usar.

  • Paula, chego chorar quando leio de suas aventuras no mar, que é minha maior paixao, inclusive , já veterano pratico windsurf há muitos anos, alem de caminhadas, futebol salao, e uma ginastica para mantert a forma. Devido a essas atividades, fiz como opção o aparelho Neptuno , ao responder um questionario no Fundão sobre escolha de proteses, para Implante Coclear , cujos exames me deixaram apto ao mesmo, porém devido a minha escolha de uma prótese, cujo hospital do fundão , não trabalhava , fui orientado a me desligar da fila , dando a vez a outra pessoa. Ora, eu que tenho uma sudorese que encharca tudo , e estraguei muita prótese das comuns, que me obrigava gastar muito dinheiro , mesmo sem condições, não poderia pegar uma prótese das comuns, sensível ao suor , pois sabia que a manutenção de IC é uma fortuna, portanto ficaria Off com frequência. Portanto fico muito triste ao ver seu relato em relação ao mar, pois nada como praticar um esporte no mar se comunicando com os amigos, ou mesmo fazendo uma caminha em dia de sol , ligado nas conversas dos amigos.

Deixe seu comentário