Aparelhos Auditivos Destaques Publicidade Tecnologia

A tecnologia dos aparelhos auditivos

Há alguns anos atrás, não se acreditava muito na eficiência dos aparelhos auditivos. O resultado oferecido não era o esperado, além de serem grandes e desconfortáveis. Isso fez com que muitas pessoas deixassem de utilizar o dispositivo e até mesmo de buscar ajuda de médicos para solucionar o caso. Em média uma pessoa leva 6 anos para buscar ajuda após perceber a chegada da perda auditiva.

app-em-uso-mulher

Segundo a OMS, cerca de 70% da população acima de 60 anos apresenta problemas auditivos. No Brasil hoje temos aproximadamente 12,5% de idosos e estima-se que essa população vai chegar a atingir 30% até 2050. A falta de informação e o preconceito são as principais causas para o grande número de pessoas com perda auditiva no Brasil sem o tratamento adequado. Além disso, a expectativa de vida aumentou bastante e o estilo de vida dos idoso mudou muito. A menos que aconteçam outros problemas de saúde limitantes, pessoas com mais de 60 anos trabalham, viajam, participam de atividades sociais, utilizam smartphones, redes sociais e têm maior necessidade de estar conectados com o mundo. Por isso, comunicação é fundamental para esse público e a audição afetada atrapalha completamente a sua rotina de vida.

BT-First-Lifestyle-Holding-Hero-Dark_iPad

A perda de audição pode levar a prejuízos maiores como isolamento social, depressão e agravar quadros de doenças cognitivas como Alzheimer. O melhor caminho é focar na solução e não no problema. A tecnologia em aparelhos auditivos vem evoluindo ano a ano trazendo dispositivos que se aproximam cada vez mais da audição natural. Os aparelhos buscam “imitar” habilidades naturais da audição, auxiliando mesmo nas situações mais desafiadoras, como assistir TV com familiares, conversar ao telefone ou em ambientes como restaurantes e reuniões, entre outras coisas.

app-em-uso-close

Para entender melhor, atualmente os aparelhos são ajustados via computador, com software específico com dezenas de possíveis ajustes bem minuciosos. Eles são baseados nos exames de audiometria e pesquisa de limiar de desconforto inseridos no software. É possível determinar diferentes programas para diferentes ambientes, acionar redutores de ruído que analisam o ambiente, separando fala de outros sons, favorecendo a compreensão. Eles permitem mudanças de volume de forma automática de acordo com o ambiente em que o usuário se encontra.

Os aparelhos mudam muito a questão de compreensão de fala. Os ouvintes normais, em um restaurante por exemplo, conseguem ouvir a fala dos amigos sem deixar de ouvir os sons do ambiente (outras pessoas falando, o garçom conversando, talheres, musica, ruídos da rua, etc…). Isso nos situa no ambiente no qual estamos inseridos e já estamos acostumados e, por isso, os demais sons não nos atrapalham. Os aparelhos, hoje, fazem o mesmo pelas pessoas com perda auditiva. Os microfones (um dos componentes do aparelho) se movimentam de forma automática, captando sons de fala. Se mais de uma pessoa está falando, eles abrem seus raios de captação, mantendo a direcionabilidade e o foco na fala, evitando que os ruídos sejam captados também. Funcionam de forma independente e cada ouvido faz uma função, permitindo que a pessoa escute os sons ao seu redor e consiga conversar normalmente.

Para falar ao celular, existem recursos como acessórios wireless, além da conectividade direta com dispositivos apple. O som do telefone vai direto para os aparelhos, sem precisar encostá-los na orelha. Permitem ouvir suas músicas sem fones, com altíssima qualidade. Essa tecnologia também se aplica à televisão. Um acessório especifico é ligado à TV e transmite o som da mesma direto para os aparelhos. Assim, o volume da TV fica bom para o paciente e para quem mais estiver com ele, favorecendo a socialização.

A área de tratamento para zumbido também possui novidades. O Tinnitus Breaker é um gerador de som que auxilia o paciente a desviar o foco do zumbido, através de sons similares. Há também um app que complementa esse tratamento, proporcionando alívio ao paciente através de sons relaxantes e suaves. Alguns modelos também contam com um aplicativo que permite otimizar ajustes via celular com total discrição. No app, ele pode mexer no volume, melhorar a percepção dos ruídos de ambiente, equalizar o som conforme sua necessidade, eliminar ruídos de vento, alterar programas, acessar seus acessórios de conectividade e, até mesmo, localizar seus aparelhos em caso de perda via geolocalizador.

Isso tudo e muito mais em modelos muito pequenos, leves e discretos, que mesmo atrás da orelha, são quase imperceptíveis.

celulares

A Audibel oferece o melhor atendimento do mercado, com toda atenção e cuidado que você merece. Os fonoaudiólogos são verdadeiros especialistas e atendem você de forma personalizada. Eles definem a melhor solução para o seu caso, levando em conta suas necessidades, expectativas e estilo de vida. Equipes presentes e acessíveis o tempo todo, para garantir a melhor adaptação. Se interessou? Acesse www.audibel.com.br, conheça melhor a empresa e saiba onde encontrar a unidade mais próxima.

32 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010, e também escrevo o blog Sweetest Person desde 2007. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

8 Comentários

  • Olá pessoal.
    Uso aparelho há um tempinho pois possuo perda severa nos dois ouvidos.
    O primeiro aparelho que usei foi justamente da audibel. Não tenho nada a acrescentar o que a Paula mencionou.
    Depois de muito tempo, tive que trocar o aparelho, pois já não me satisfazia, então escolhi outra marca, que foi a Widex e também achei o fono muito atencioso. Então acredito que qualquer marca que se procure, vamos (devemos) encontrar bom atendimento, afinal, a cada ano mais pessoas aparecem com esse problema, formando um grupo maior de consumidores desses aparelhos.
    Grato

  • Boa Noite!meu esposo e deficiente desde que nasceu,a há dez anos usa o mesmo aparelho,ele tem o sonho de usar um implante,Gostaria de saber ao encontramos os implantes ?
    Moramos no Rio Grande Do Sul.na cidade de Pinheiro Machado,Qual cidade mais próxima.
    Previmos dessa informação para darmos o início.de realizar esse sonho.
    Obrigado.

  • Oi, Paula.
    Gostaria de saber sua opinião sobre os aparelhos da AUDIUM. Tenho perda unilateral direita moderada, caso de surdez súbita ocorrida há 4 anos.
    Meu e-mail é : antonioplsantos@gmail.com .
    Seus posts são muito úteis para os deficientes auditivos, parabéns.
    Obrigado pela atenção.

  • oi pessoal…
    Eu tenho da Widex…Não conheço outras marcas..mas o atendimento da Widex é muito bom, tanto das fonos como da assistência técnica.

  • Oi Paula.
    Estou pensando em adquirir um novo aparelho para meu ouvido esquerdo, pois parei de usar o meu depois do IC no direito. Meu AASI não faz diferença alguma quando uso e até atrapalha o som do IC. Gostaria de saber se vc conseguia ouvir algo no ouvido esquerdo sem o IC no direito com esses novos aparelhos que usaste e se esses sons eram sons mesmo ou só barulho. Tenho medo de fazer um investimento e não obter resultado.

  • Carol,
    Eu não poderia afirmar categoricamente jamais que uma marca é melhor do que outra. Não sei se vc percebeu, mas este post é um publieditorial, ou seja, a marca está falando sobre si e seus produtos.
    Eu apenas posso falar das minhas experiencias pessoais com AASI’s e IC’s que já usei – e já usei um da Audibel e tive uma experiência sensacional com ele!
    Bjo

  • Olá Paula.
    Gostaria da sua opinião sobre a Audibel aparelhos auditivos.
    Se são bons mesmo.
    e quanto a Audium Aparelhos Auditivos.
    Não conheço nenhuma dessas duas empresas e queria saber sua opinião dessas ou das que vc usa, quero comprar outro aparelho e estou em dúvida sobre qual é a melhor empresa. Uso no esquerdo, mas tbm precisarei usar no direito.
    Beijos e obrigado se puder me ajudar.

Deixe seu comentário