Advanced Bionics Destaques Histórias dos Leitores Implante Coclear Publicidade Reabilitação auditiva

Usuário Advanced Bionics: Pedro

O Pedro nasceu dia 27/05/13, de 38 semanas, tive uma gestação tranquila e correu tudo bem na cesariana. Antes da sua alta na maternidade, levaram ele para fazer o teste do pezinho e junto o da orelhinha. Ao retrornar para o quarto, a fonoaudióloga que fez o teste da orelhinha me disse que havia dado negativo, mas que eu poderia ficar tranquila, pois poderia ser liquido ainda da placenta/sujeirinhas…. E orientou que repetíssemos o exame com 20 dias.

Fomos para casa felizes e tranquilos. Mas no decorrer desses 20 dias que eu iria refazer o exames, notei que o Pedro não se assustava com certos barulhos (portas, latido da nossa cachorra, panelas) comecei a ficar mais atenta e constantemente a fazer vários testes. Pegava panela de pressão com a tampa e batia bem do lado dele, e nada. Conversei com meu marido e ele começou a se preocupar, pois a minha irmã também é deficiente auditiva.

Com 20 dias fizemos novo teste da orelhinha e novamente deu negativo. Contei para a fono sobre os testes que havia feito em casa, e o caso de minha irmã, ela de imediato pediu o exame Bera. Com 44 dias, tivemos a confirmação que o Pedro tinha perda auditiva neurossensorial profunda bilateral. Ainda na sala do exame, ao receber o diagnóstico, eu e meu marido choramos muito. Por mais que eu soubesse que não era o fim do mundo, não pudemos conter as lágrimas, pois toda mãe deseja que seu filho nasça  perfeito, alias, meu filho É PERFEITO. 🙂

Ainda nesta mesma clínica, a fono que nos atendeu teve uma delicadeza tão grande, soube nos acalentar, e já nos apresentou o Implante Coclear. Nunca havia ouvido falar, minha irmã usa o AASI, por uns dias eu ainda falei “transplante coclear” rsrsrsrs. Era o dia todo na internet procurando casos de usuários, e a cada dia eu sentia esperança que o meu filho pudesse começar a ouvir.

Com três meses já estávamos em Bauru, no Centrinho, ele já saiu de lá usando AASI, mas infelizmente não tinha retorno auditivo. Foi então encaminhado ao Implante Coclear, com 1 ano e 1 mês, no dia 07/07/2014, às 07:00,  foi feito o primeiro Implante, lado direito. Graças ao Bom Deus deu tudo certo, e ele teve uma recuperação incrível. No dia 18/08/2014, foi sua ativação, estávamos super ansiosos, e realmente foi perfeito, ele não chorou, simplesmente sorriu ao ouvir o primeiro som emitido pela fonoaudióloga.

A partir daí começou nossa garra e persistência, seguimos extamente tudo que a fono do Pedro nos orientou, foram muitos puxões de orelha, muitos aprendizados, e sim, muitos resultados. Com quase 1 ano de implante coclear, decidimos tentar o bilateral, demos entrada no plano de saúde, e para nossa alegria, em menos de 15 dias a cirurgia já estava liberada. No dia 03/10/2015 foi a sua segunda cirurgia, como da primeira vez, ele teve uma ótima recuperação também. No mesmo mês, dia 24/10, sua ativação. Ele estranhou no primeiro momento, mas já saiu da clinica já usando, e é assim até hoje. Ama o seu papapa.

Com seis meses de bilateral, notei um avanço muito grande em seu desenvolvimento, hoje ele já fala pequenas frases, frequenta escola regular, e é muito inteligente, gosta de aprender. Por ainda ter seus 3 aninhos, ele já cuida muito bem do IC, ao tomar banho, ele se despede do papapa dizendo “tchauuu”, por que sabe que não pode molhar. Isso até o dia em que ele ganhou o Acqua Case! Na primeira vez, ele ficou receoso, e não queria de jeito nenhum usar o papapa dele na água, mas expliquei e mostrei que ele ficaria guardado dentro da caixinha, e que ele poderia ouvir a mamãe na água. Depois disso, só foi alegria. Ele amou!! Piscina, terra e barro agora são brincadeiras completas!!

Pedro AB Cronicas SurdezAquaCase Cronicas Surdez ABAquaCase AB surdez

Por tudo que o Pedro já desenvolveu, posso afirmar que o Implante Coclear não faz milagre sozinho, nem só com terapias. É necessária a participação diária de toda  a família, estando no dia dia, na rotina, incentivando e estimulando a cada etapa necessária do processo de fala. Só assim, o Implante Coclear será sucesso!!!

Agradeço a Deus todos os dias, por dar ao Homem, o dom de estudo para desenvolver uma tecnologia tão incrível. Amamos o Implante Coclear, o Pedro ama o Papapa, tenho certeza que no futuro ele irá nos agradecer por ter feito essa escolha por ele. Amamos tanto, que comemoramos com tudo que tem direito cada ano de sua ativação: sua segunda data de nascimento!!’

51 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010, e também escrevo o blog Sweetest Person desde 2007. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 34 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

Deixe seu comentário