Ícone do site Crônicas da Surdez + Surdos Que Ouvem – por Paula Pfeifer

Tenha paciência com o idoso que tem deficiência auditiva

surdez velhice

O impacto da surdez na velhice é subestimado não só pelas famílias, mas, principalmente, pelos próprios idosos. Todo mundo tem um avô que diz que dá graças a Deus por não precisar todas as bobagens que falam em casa, né?

Em geral, o modo como tratamos nossos idosos que não escutam não é legal.

Eu mesma já me vi em situações de falta de paciência com a minha amada vó Tereca (te amo, periquita!). Se eu, uma pessoa que exigiu paciência e respeito das pessoas à minha volta durante toda a vida já fiz dessas, o que sobra para o resto da população?

A surdez e os idosos

Acima de tudo, o idoso que não ouve ou ouve mal é um ser humano. Com medos, sentimentos, angústias.

A grande maioria dos idosos que eu conheço não querem de jeito nenhum causar qualquer incômodo para os seus familiares, portanto, é muito comum que eles tratem a deficiência auditiva como um problema que pode ser deixado para lá. Só que não pode.

Saúde auditiva é assunto muito sério, principalmente porque já está mais do que provado que surdez não tratada pode causar depressão, apressar Alzheimer, fazer com que a pessoa se isole do mundo, etc.

Aliás, leia sobre A Surdez em Idosos e O Risco de Demência.

O papel da família do idoso com surdez

Raras são as famílias que percebem a surdez de um idoso e tomam uma atitude, em vez de achar que é ‘coisa da idade’. Surdez não é coisa da idade em idade nenhuma: todo ser humano merece ouvir, audição é saúde!

E digo mais, audição é saúde mental para os nossos pais, avós e bisavós.

Como alguém pode achar normal deixar a surdez de um idoso pra lá só porque é mais um problema para resolver na correria do dia-a-dia?

Já conheci muitas pessoas com essa atitude, e o que me deixava mais triste era constatar que eram pessoas que foram ajudadas por esses idosos durante uma vida inteira. Ingratidão define.

Pare e pense

Pois saiba que um dia pode ser você.

Saiba que a expectativa de vida hoje é altíssima, e raras serão as pessoas que não terão nenhuma perda auditiva ao longo dos anos. Do câncer e da surdez nesse mundo louco e poluído – inclusive sonoramente – em que vivemos, poucos escaparão.

Dicas para lidar com idosos com surdez:

LEIA MAIS

 

REDES SOCIAIS CRÔNICAS DA SURDEZ – SURDOS QUE OUVEM

RECEBA A NEWSLETTER CRÔNICAS DA SURDEZ

Coloque seu email na lista