Menu
Crônicas da Surdez

Ajude a manter o Crônicas da Surdez vivo

Precisamos da sua ajuda para continuar transformando vidas através do acesso à informação de qualidade sobre surdez, aparelhos auditivos e implante coclear.

Senta que lá vem história

Se você é novo por aqui talvez não saiba como tudo começou. Em 2010, eu decidi sair do armário da surdez de uma por vez todas e criei o site Crônicas da Surdez. Em poucos meses, milhares de pessoas liam os posts todos os dias, e o Crônicas se tornou um ponto de encontro para pessoas com algum grau de surdez. Estava plantada a semente do grande movimento que esse site se tornaria.

Em 2013, lancei o primeiro livro, de mesmo nome. Cada vez mais pessoas se encorajavam a sair também do armário, passar a usar aparelho auditivo, voltar a usar aparelho, procurar um otorrinolaringologista ou fazer um implante coclear. Incontáveis histórias de leitores foram publicadas aqui, e viramos uma rede de ajuda e suporte emocional que me enche de orgulho até hoje.

No mesmo ano, fiz um implante coclear. A surdez profunda estava comigo há tempos e eu não aguentava mais, então decidi tentar. Deu muito certo e o resultado foi um espetáculo – que eu não estava esperando, diga-se. A força do destino falou mais alto, e um dos posts do Crônicas apareceu na timeline do Dr. Luciano Moreira, que me enviou uma mensagem elogiando pela maneira como eu escrevia sobre as dores e as delícias da deficiência auditiva.

Um ano depois, nos casamos e eu vim embora para o Rio de Janeiro. Pedi demissão de um emprego público e comecei um novo capítulo da minha vida profissional, como freelancer. Em 2015 veio o segundo livro, sobre minha experiência como implantada. Cada vez mais pessoas acessavam o Crônicas todos os dias, e comecei a fazer palestras e eventos pelo Brasil para falar de reabilitação auditiva.

Em 2016, após a morte da minha mãe, fiz o segundo IC. Assumi o cargo de Relações Públicas numa multinacional de beleza e, três meses depois, fui obrigada a tomar uma decisão: ter uma carreira na iniciativa privada ou me dedicar integralmente ao Crônicas da Surdez. Era impossível conciliar as duas coisas. Escrever todo o conteúdo (são mais de 700 posts, fora tudo o que vai para o Instagram, Facebook e Linkedin), responder as pelo menos 50 mensagens diárias, moderar um grupo com mais de 18.000 pessoas e todo o resto toma muito tempo. Até então, sempre havia feito tudo sozinha.

Escolhi fazer do Crônicas da Surdez minha prioridade máxima, e foi dando certo. As palestras, anunciantes e consultorias permitiam ir em frente. Em 2018, após o nascimento do meu filho, recebi a notícia de que o nosso grupo havia sido vencedor do Facebook Community Leadership Program, e demos início a um novo capítulo desta história.

Pude finalmente ter uma equipe: que sonho!!! Dani Kraus e Maria Menicucci, que sempre foram 1000% ativas na ajuda aos membros do nosso grupo, assumiram funções fundamentais nessa jornada. Tivemos designer, gerente de projetos, analista de mídias sociais, estrategista de mídias sociais, assessora de imprensa, consultores, revisores, tradutores… Eu estava nas nuvens por ter tanta ajuda, e assim descobri que fazia sozinha o trabalho de umas 15 pessoas antes de ter essa chance.

A pandemia chegou e tivemos que mudar os planos. Do dia para a noite, todos os eventos, trabalhos e palestras foram cancelados, e o financiamento do Facebook chegou ao fim.

Posso dizer que tenho duas grandes paixões na vida: escrever e ajudar pessoas com deficiência auditiva a voltarem a ouvir. A quantidade de vidas transformadas através de tudo o que foi escrito aqui ao longo de 11 anos é incalculável. Eu gostaria MUITO de poder continuar fazendo isso. Mas, sem ajuda, é impossível.

Por que precisamos de ajuda?

Refleti muito antes de abrir essa campanha de apoio entre os membros da nossa comunidade e pessoas que acompanham nosso trabalho mesmo sem ter deficiência auditiva. Pedir ajuda assim é um pouco desconfortável, mas é absolutamente necessário para que seja possível continuar ajudando milhares de outras pessoas.

Com recursos, será possível:

  • remunerar o moderador da nossa comunidade (trabalho pesadíssimo e quase 24hs)
  • trabalhar exclusivamente focada nos site Crônicas da Surdez, escrevendo posts e lançando vídeos toda semana
  • cobrir os custos mensais de hospedagem e manutenção dos sites
  • cobrir custos de edição de vídeos
  • cobrir custos de legendagem de vídeos
  • cobrir custos de design (quando necessários)

Como você pode ajudar?

Sendo apoiador contínuo da nossa campanha de Crowdfunding.

Pense nesse apoio como se você estivesse comprando a sua revista favorita todo mês na banca: ela só existe porque os leitores pagam um valor simbólico por ela.

Apoiar os criadores de conteúdo que você gosta e que agregam algum valor à sua vida é o que permite que eles possam continuar fazendo isso.

Quais as opções de apoio?

  • R$5: Apoio Amigo
  • R$12: Apoio Leitor
  • R$35: Apoio Power (dá direito a benefícios!)
  • Pequena Empresa (dá direito a benefícios!)
  • Marca (dá direito a benefícios!)

Entendi! E como faz pra ajudar?

Clique aqui e torne-se apoiador.

Existe outro jeito de ajudar?

Com certeza! 🙂

  • Compartilhe esse post com outras pessoas nas suas redes sociais;
  • Se você for de alguma empresa ou marca que possa ter a ver com o nosso trabalho e a nossa comunidade, conte a eles que há várias formas de trabalhar conosco: publicidade, palestras (sobre diversidade da surdez, acessibilidade e capacitismo) e consultorias (de conteúdo, estratégia digital e acessibilidade);
  • Se você for de alguma agência, chame o Crônicas da Surdez para participar de ações publicitárias

Agora é com você!

Obrigada por ter lido até aqui.

Agradeço de coração a todos os que se tornarem apoiadores e espero em breve voltar com boas notícias sobre a campanha!

About Author

Moro no Rio de Janeiro e tenho 39 anos. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Sou autora dos Crônicas da Surdez e Novas Crônicas da Surdez.

2 Comments

  • Heloísa Marins
    23/04/2021 at 11:01 pm

    Boa noite,

    Sou Heloísa, fundadora do Prazer em Ouvir Centro Auditivo, e sou uma surda que ouve pois faço uso de AASI.
    Me interesso pela causa e gostaria de contribuir para a manutenção do crônicas da surdez.

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Iniciar conversa
Marque a sua consulta na Clínica Sonora