Menu
Surdez

ATRASO NA FALA em crianças 2024: checar a AUDIÇÃO é fundamental!

O atraso na fala em crianças e no desenvolvimento da linguagem pode ter relação com a surdez, ou seja, com uma perda auditiva que ainda não diagnosticada. A audição desempenha um papel fundamental no desenvolvimento da fala e da linguagem. Para falar, uma criança precisa OUVIR. Se uma criança não consegue ouvir os sons corretamente devido a uma perda auditiva, isso pode afetar seu desenvolvimento da fala.

Existem diferentes graus de perda auditiva, desde perdas leves até perdas profundas, e todos eles causam dificuldade em ouvir e discriminar os sons da fala. Isso pode levar a um atraso no desenvolvimento da fala e da linguagem, pois a criança não está recebendo informações sonoras adequadas para aprender e reproduzir os sons corretamente.

Muitos pais acham que, se o bebê passa no Teste da Orelhinha, ele jamais vai desenvolver alguma perda auditiva. E isso NÃO é verdade: qualquer ser humano pode desenvolver algum grau de perda auditiva em qualquer momento da vida. Nos bebês e crianças, a surdez pode ser difícil de ser percebida pelos pais, e é por isso que bato numa tecla muito importante: a criança deve fazer audiometria 1x por ano. Ainda mais agora que as crianças são constantemente expostas a ruídos, sons altos e fones de ouvido todos os dias. Com saúde auditiva, não se brinca!

ATRASO DE FALA EM CRIANÇA: um alerta aos pais

É fundamental que uma criança pequena com suspeita de atraso de linguagem faça um check-up auditivo antes de qualquer outra intervenção, pois a audição desempenha um papel crucial no desenvolvimento da linguagem. Se você desconfia de atraso na fala do seu filho, o primeiro passo a ser dado é buscar um médico otorrinolaringologista especializado no diagnóstico e no tratamento das perdas auditivas, para que a criança seja avaliada adequadamente e faça um checkup auditivo!

Aqui estão algumas razões pelas quais esse check-up auditivo é tão importante:

  1. Identificação precoce da perda auditiva: O check-up auditivo permitirá a avaliação da audição da criança, identificando se há algum grau de perda auditiva presente. Isso é essencial para entender se a dificuldade de linguagem está relacionada à surdez ou a outros fatores.
  2. Intervenção adequada: Se a criança for diagnosticada com perda auditiva, uma intervenção precoce poderá ser iniciada imediatamente. O uso de aparelhos auditivos ou implantes cocleares, juntamente com terapia auditiva e linguística, pode ajudar a criança a desenvolver habilidades de audição e linguagem essenciais em um estágio crítico de seu desenvolvimento.
  3. Maximizar o potencial de linguagem: Ao tratar a perda auditiva precocemente, é possível minimizar o impacto na aquisição da linguagem e garantir que a criança tenha todas as oportunidades de desenvolver habilidades de comunicação adequadas para sua faixa etária. Isso ajudará a evitar atrasos significativos no desenvolvimento da fala e da linguagem.
  4. Evitar frustrações e atrasos acadêmicos: O atraso de linguagem pode afetar significativamente o desempenho acadêmico da criança. Se a dificuldade de linguagem estiver relacionada à perda auditiva não tratada, a criança pode enfrentar dificuldades de aprendizado, falta de compreensão em sala de aula e dificuldades de interação social. O check-up auditivo permitirá abordar essas questões de forma adequada e garantir que a criança receba o suporte necessário para ter sucesso acadêmico.
  5. Orientação adequada aos pais: O check-up auditivo também proporciona aos pais uma compreensão clara da situação auditiva de seu filho. Eles receberão orientações e informações valiosas sobre como apoiar o desenvolvimento da linguagem e a comunicação de seu filho em casa.

Ser avaliado corretamente por um otorrino e realizar um check-up auditivo em uma criança com suspeita de atraso de linguagem é fundamental para garantir que ela receba a intervenção adequada o mais cedo possível. Isso proporcionará a melhor chance de desenvolvimento saudável da linguagem, comunicação eficaz e sucesso acadêmico, permitindo que a criança alcance todo o seu potencial.

O ATRASO DE FALA EM CRIANÇA ligado à SURDEZ

É importante observar que nem todo atraso na fala está relacionado à surdez. Existem várias outras causas possíveis para o atraso na fala em crianças, como atraso no desenvolvimento global, distúrbios de processamento da linguagem, fatores genéticos, problemas de desenvolvimento neurológico, síndromes, entre outros.

O atraso na fala relacionado à surdez em crianças ocorre quando a perda auditiva interfere na capacidade da criança de ouvir e processar os sons da fala. A fala é um processo complexo que envolve a audição, a percepção dos sons, a compreensão e a produção da linguagem.

Quando uma criança nasce com perda auditiva ou desenvolve uma perda auditiva durante os primeiros anos de vida, ela pode ter dificuldade em ouvir os sons da fala com clareza. Isso ocorre porque a perda auditiva afeta a maneira como os sons são transmitidos ao cérebro. Se a criança não consegue ouvir os sons corretamente, ela não será capaz de processá-los adequadamente, o que pode levar a atrasos no desenvolvimento da fala.

A capacidade de ouvir os sons da fala é fundamental para a criança aprender a linguagem e desenvolver uma boa articulação e pronúncia. Se a criança não tiver acesso adequado aos sons da fala, ela pode ter dificuldade em adquirir novas palavras, formar frases corretas e se comunicar efetivamente com os outros.

TODA CRIANÇA COM PERDA AUDITIVA TEM ATRASO NA FALA?

É importante ressaltar que nem toda criança com perda auditiva terá atraso na fala, pois isso depende de vários fatores, como o grau de perda auditiva, o momento em que a perda ocorreu e se a criança recebeu intervenção adequada, como o uso de aparelhos auditivos ou implantes cocleares, e terapia fonoaudiológica.

Por isso, é fundamental que a criança com suspeita de perda auditiva seja avaliada por um profissional especializado – médico otorrinolaringologista e fonoaudiólogo – para determinar a presença da perda auditiva e oferecer o suporte necessário para o desenvolvimento da fala e da linguagem. A intervenção precoce é essencial para minimizar os efeitos do atraso na fala e promover um desenvolvimento saudável da linguagem.

medico otorrino especializado em surdez

OS 7 SINAIS DO ATRASO DE FALA EM CRIANÇAS

Existem alguns sinais clássicos que podem indicar um atraso na fala em crianças. É importante lembrar que cada criança se desenvolve em seu próprio ritmo, mas se você observar vários desses sinais em uma criança, pode ser útil buscar uma avaliação por um profissional de saúde especializado, como um fonoaudiólogo. Alguns sinais comuns de atraso na fala incluem:

  1. Ausência de balbucio: Balbuciar é quando os bebês produzem repetições de sílabas como “ba-ba-ba” ou “ma-ma-ma”. Se a criança não estiver balbuciando por volta dos 9 meses, pode ser um sinal de atraso na fala.
  2. Falta de resposta a sons: Se a criança não reage aos sons ao seu redor, como não se virar ao ouvir sua voz ou não responder a barulhos altos, isso pode indicar um problema auditivo que afeta a fala.
  3. Vocabulário limitado: Aos 18 meses, a maioria das crianças deve ter um vocabulário de cerca de 20 palavras. Se a criança tiver um vocabulário muito limitado em comparação com outras crianças da mesma idade, pode ser um sinal de atraso na fala.
  4. Dificuldade em formar frases: Se a criança tem dificuldade em combinar palavras para formar frases coerentes ou usa frases curtas e incompletas, isso pode indicar um atraso na fala.
  5. Dificuldade em articular os sons corretamente: Se a criança tiver dificuldade em pronunciar os sons da fala corretamente para a idade dela, como trocar ou omitir sons, pode ser um indicativo de atraso na fala.
  6. Dificuldade em entender e seguir instruções: Se a criança tiver dificuldade em compreender e seguir instruções simples, isso pode ser um sinal de atraso na linguagem receptiva, que está relacionada à capacidade de entender a linguagem falada.
  7. Pouca interação social: Se a criança tiver dificuldade em se comunicar ou se engajar em interações sociais, como não responder a perguntas ou não fazer contato visual durante as interações, isso pode ser um sinal de atraso na fala e na linguagem.

É importante destacar que esses sinais podem variar de criança para criança, e o desenvolvimento da fala é influenciado por vários fatores individuais. No entanto, se houver preocupações persistentes em relação ao desenvolvimento da fala de uma criança, é recomendável buscar uma avaliação por um profissional qualificado para obter um diagnóstico preciso e receber o suporte adequado.

CLUBE DOS SURDOS QUE OUVEM: junte-se a nós!

clube dos surdos que ouvem grupo

A sua jornada da surdez não precisa ser solitária e desinformada! Para que ela seja mais leve, simples e cheia de amigos, torne-se MEMBRO do Clube dos Surdos Que Ouvem. No Clube, você terá acesso às nossas comunidades digitais (grupos no Facebook e no Telegram), conteúdos exclusivos, descontos em produtos e acesso aos nossos cursos*.

São 21 mil usuários de aparelhos auditivos e implante coclear com os mais diferentes tipos e graus de surdez para você conversar e tirar suas dúvidas a respeito do universo da deficiência auditiva (direitos, aparelhos, médicos, fonos, implante, concursos, etc).

MOTIVOS para entrar para o Clube dos Surdos Que Ouvem:

  1. Estar em contato direto com quem já passou pelo que você está passando (isso faz toda a diferença!)
  2. Economizar milhares de reais na compra dos seus aparelhos auditivos
  3. Aprender a conseguir aparelho de audição gratuito pelo SUS
  4. Não cair em golpes (a internet está abarrotada de golpistas do zumbido, de aparelhos de surdez falsos e profissionais de saúde que não são especializados em perda auditiva!)
  5. Conversar com milhares de pessoas que têm surdez, otosclerose, síndromes e usam aparelhos para ouvir melhor
  6. Conhecer centenas de famílias de crianças com perda auditiva
  7. Fazer amigos, sair do isolamento e retomar sua qualidade de vida
  8. Pegar indicações dos melhores médicos otorrinos e fonoaudiólogos do Brasi com pessoas de confiança

Se você for mãe ou pai de uma criança com perda auditiva, uma das comunidades digitais do Clube é um Grupo de Telegram com centenas de famílias se ajudando mutuamente todos os dias.

  como comprar aparelho auditivo

OS ERROS QUE EU JÁ COMETI ao comprar aparelho auditivo

Eu já passei pela saga da compra de aparelhos auditivos várias vezes. Já fui convencida a me endividar para comprar um aparelho auditivo “discreto e invisível” que sequer atendia a minha surdez. Já fui enganada ao levar um aparelho auditivo para o conserto na loja onde o comprei: a fonoaudióloga disse que ele não servia mais para mim sem sequer verificá-lo ou fazer uma nova audiometria. Já quase caí no conto do vigário de gastar uma fortuna num aparelho auditivo para surdez profunda “top de linha”, cujos recursos eu jamais poderia aproveitar devido à gravidade da minha surdez. Já fui pressionada a comprar um aparelho auditivo porque supostamente a “promoção imperdível” duraria apenas até o dia seguinte. E também quase cometi a burrada de comprar um aparelho de surdez que já estava quase saindo de linha por causa de um desconto estratosférico.

Mas VOCÊ não precisa passar por isso.

Crieir um curso online rápido de 1h e 30min de duração que reúne tudo o que aprendi em 41 anos convivendo com a surdez 24hs por dia e que vai te fazer economizar muito dinheiro, tempo e energia para voltar a ouvir. Torne-se aluno AQUI.

CURSOS SURDOS QUE OUVEM

 

 




About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

2 Comments

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.