Como o livro Crônicas da Surdez te ajudou?

Como o livro Crônicas da Surdez te ajudou VII

Lucimara Livro

“A deficiência auditiva era dolorida. Não admitia, pois escutava. Nunca me imaginei escrevendo algo sobre minha deficiência…

Era uma criança calma, escutava, mas com dificuldade de entender as palavras. Aprendi leitura labial, nos estudos tinha muita dificuldade. Até então, nunca tive um diagnóstico que provasse deficiência auditiva! Em 1976 (aos 16 anos) fiz minha primeira audiometria e realmente não escutava bem! Mesmo assim fui resistente, não admitia; sofria calada pois eu escutava – era só a pessoa falar um pouco devagar e mais alto, mas não era assim com todos.

Vivi com algumas dificuldades, mas encontrei muita alegria na vida, pois amo a vida e tudo que ela me trouxe. As dificuldades não enfrentei, calei-me pois não tinha forças, tinha medo e insegurança – o que agravou minha autoestima. Fingia que tudo estava bem emocionalmente; chorava sem motivo, me excluía das pessoas, tinha medo de que os outros iriam pensar, falar de mim, sentia-me ansiosa e com as mãos geladas!

Quando fiz minha segunda audiometria, fiquei muito nervosa e ansiosa; mas um anjo apareceu na minha vida! Comecei a ser atendida na fonoaudiologia da UNIFENAS, onde estou até hoje rodeada de anjos (minhas fonoaudiólogas e funcionárias). No começo foi super emocionante, com o primeiro aparelho minha reação foi: “Nossa, quantos passarinhos cantando!! Som das pedrinhas ao andarmos! Ar condicionado faz este barulho? Interfone? Asas da pombinha?”  Enfim, no primeiro momento não me adaptei porque era muito som e meu cérebro não agüentou, passei a ficar angustiada e deprimida! Quando conheci realmente o que é ouvir melhor e seus benefícios, resolvi fazer as pazes com a audição e depois com os aparelhos. Com ajuda de terapia e fono, foi tudo perfeito nos primeiros 40 dias, porém passei à base de analgésicos para dor de cabeça. Quando li o livro Crônicas da Surdez, passei a me conhecer e a compreender tudo o que precisava para enfrentar de peito aberto, sem culpa, sem perfeição, sem mágoa. Assumir a deficiência auditiva foi um grande passo na minha vida, pois não preciso esconder e nem fingir que escutei, é bom ser sincera comigo mesma, fico mais leve. Sou feliz,tenho tudo que preciso,mas algo me incomodava… Seu livro trouxe todas as informações visíveis e invisíveis dos meus sentimentos e emoções. Não fico tranquila em público, fico ansiosa (mão gelada), tenho pânico na cabine de audiometria, não gosto de escuro, sempre procuro filmes legendados. Agora é só fazer as pazes com tudo e com todos; com os aparelhos já fiz há 1 ano, sendo que usei pela primeira vez em 2005 (longa história). Hoje só tiro para dormir e tomar banho (quando não esqueço).

Ler o Crônicas da Surdez foi uma verdadeira terapia existencial. Descobri, lendo seu livro, querida Paula, que a felicidade está na coragem de transformar um ponto fraco em força, através do autoconhecimento para autotransformação e finalmente o auto-amor! Às pessoas amadas, a minha eterna gratidão e pra você Paula, muito obrigada, que Deus te ilumine sempre!  Crônicas da Surdez é maravilhoso, envolvente, emocionante, com um profundo esclarecimento.

Agradeço profundamente a todas as pessoas que entraram na minha vida e me inspiraram, comoveram e iluminaram com sua presença! Você é uma delas.

Grande beijo!

Lucimara

35 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

11 Comentários

  • Tenho muito orgulho de tê-la como minha mãe!Uma guerreira que vence as batalhas da vida com muito amor, és uma pessoa iluminada em nossa vida!
    Estou sempre com você!
    Amo você!
    Beijo 🙂

  • AERMÃ QUERIDA, ESTAMOS JUNTAS E COM A GENTE OLHA SÓ QUANTA GENTE MARAVILHOSA…
    VAMOS VIVER INTESAMENTE CADA MINUTO DE NOSSAS VIDAS. PRA TUDO TEM UM JEITINHO. EU ESTOU CONSEGUINDO…VOCÊ CONSEGUE.
    AMO VOCÊ!
    GRANDE BEIJO!

  • Querida aermã!
    Existem pessoas que passam por desafios, esses desafios as tornam com grande capacidade de mostrar a grandeza que a vida nos proporciona.
    Essa grandeza está em pessoas como você!
    Parabéns pela luta constante e muito obrigada por tudo e principalmente pelo apoio com o meu primeiro aparelho auditivo.
    Amo você!

  • Minha querida Tia Lucimara!
    A senhora passou por dificuldade, mas é uma guerreira e superou tudo!
    É uma pessoa iluminada que nos transmite uma ótima energia!
    Tenha a felicidade de ser sua sobrinha!
    Lindo depoimento!
    Beijoos

    • BABÍ QUERIDA, RESPONDI NO LUGAR ERRADO…UM POUCO MAIS DE PRÁTICA FICO MELHOR.
      OBRIGADA QUERIDA! FIQUEI EMOCIONADA COM O SEU COMENTÁRIO.
      AMO VOCÊ!
      GRANDE BEIJO!

    • BOM DIA NEIDE!
      OBRIGADA PELO COMENTÁRIO. HOJE ME CONHECENDO MELHOR EM TODOS OS SENTIDOS ACREDITO QUE APRENDI MUITO COM A DEFICIENCIA. AUTOCONHECIMENTO É O PRIMEIRO PASSO – RECONHECENDO NOSSOS SENTIMENTOS/EMOÇÕES PODEMOS TRANSFORMÁ-LOS EM ALGO BOM PRA NOSSA VIDA QUE SERIA O SEGUNDO PASSO QUE É A AUTOTRANSFORMAÇÃO. ASSIM NASCE UM GRANDE AMOR… DIGO AMOR PRÓPRIO…AUTOAMOR!
      ESTAMOS AQUI NA TERRA PARA SER FELIZ. QUANDO A GENTE SE CONHECE E SABE O QUE QUER NADA TE ABORRECE.
      VIVA INTENSAMENTE E SEJA FELIZ!
      GRANDE BEIJO.
      LUCIMARA

  • Meus Deus parece que todos nós passamos pelos mesmos momentos, hoje graças a Deus, me sinto uma pessoa Eficiente – eliminei faz tempo D

    Bjs

    • ADOREI SEU COMENTÁRIO – ELIMINEI O “D”.
      ELIMINANDO COM CARINHO O QUE NOS ABORRECE É UMA GRANDE EVOLUÇÃO. OBRIGADA!
      FELICIDADES E UM GRANDE BEIJO!
      LUCIMARA

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.