Menu
Viajante Biônica

As 10 MELHORES dicas de VALE VENETO em 2024

Passei quatro dias em Vale Veneto, no coração da Quarta Colônia italiana do Rio Grande do Sul, em janeiro de 2024. Apesar de conhecer a Quarta Colônia desde a adolescência, nessa viagem descobri que jamais havia explorado o lugar como ele merece. Tenho inúmeras dicas para compartilhar com vocês, e quero começar pelo Hotel Fazenda Vale Veneto, onde me hospedei.

Dica de Hotel Fazenda em Vale Veneto

O Hotel Fazenda Vale Veneto foi uma das melhores surpresas de viagem que tive nos últimos tempos. Ele foi fundado em 1892 como uma escola, pela Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria. Atualmente, o hotel é administrado pelo Augusto, mineiro de Belo Horizonte. Junto com sua esposa Catarina, ele assumiu o desafio de modernizar o lugar, que esse ano passará por uma grande reforma. Quando tudo estiver finalizado, o hotel contará com quartos ideais para famílias e quartos da categoria luxo, com frigobar e televisão. Hoje, todos os quartos têm ar condicionado novinho, cama box e bastante espaço, além de vistas lindas. Os preços das diárias são muito convidativos.

hotel fazenda vale veneto 2

A vista do quarto 27, onde me hospedei, era esse céu azul com verde infinito do vale. Acordar pela manhã e me deparar com essa pintura pela janela nos dias em que fiquei aqui é algo que ficará gravado na minha memória afetiva para sempre. Nosso programa básico era acordar, tomar café da manhã e depois passar umas horas no deck com piscina (que usa água do riacho que corre nos 32 hectares do hotel). Nessa área encontramos até mesmo um pé de avocado (aquele americano que você compra no mercado por uma pequena fortuna) carregado deles!

hotel fazenda vale veneto

O hotel tem deck com piscina, churrasqueira, muitas áreas de lazer e descanso, pomar a céu aberto, inúmeros animais (coelhinhos, patos, porcos, galinhas, pássaros, vacas, bezerros) e, o mais importante: paz, sossego e silêncio. Os únicos sons que se escuta são os passarinhos e o barulho da água, mais nada – Vale Veneto tem 500 habitantes! Parece que você se tornou personagem de um filme e está no meio do nada, numa pacata cidadezinha da Itália. O staff é muito acolhedor, e as irmãs que passam temporadas no hotel fazem a gente se sentir ainda mais querido.

Perfeito para ir com crianças e também com idosos. Fui com meu filho de 5 anos e minha avó de 88 anos. Ficamos num quarto triplo e a experiência de hospedagem foi muito bacana. Há uma enorme sala de TV com poltronas de couro reclináveis, a wi-fi é um espetáculo, tem elevador, rampas de acesso e tudo o que você precisa para desconectar por uns dias. Inclusive, não pega sinal de celular!

O hotel é o lugar ideal para quem quer se reconectar consigo mesmo e com a natureza, além de desligar dessa loucura digital e da correria do dia-a-dia. Passaria tranquilamente uma semana sozinha aqui num retiro espiritual de escrita criativa. Me lembrou bastante do Santuário do Caraça em Minas Gerais (a vibe é muito parecida).

Dica de bistrô charmoso em Vale Veneto

di veneto praca de vale veneto

A Larissa, que cuida das redes sociais e do marketing do Hotel, me deu ótimas dicas de restaurantes em Vale Veneto. A dois minutos a pé da recepção, no coração da praça central e em frente à igreja, fica o Di Veneto. Imagine o que significa para uma gaúcha que mora no Rio de Janeiro e só encontra Aperol Spritz ruim e superfaturado (pelo menos uns R$45) se deparar com um drink perfeito que custava míseros R$20!

di veneto em vale veneto

Fomos algumas vezes e acabamos provando o cardápio inteirinho. Os preços são amicíssimos e a qualidade dos ingredientes e dos petiscos é indiscutível. Destaque para o agnolini frito que deixou todos de queixo caído. R$25 a porção que serve tranquilamente duas pessoas.

di veneto em vale veneto agnolini frito

Conversei bastante com as proprietárias, que me contaram que deram o start no empreendimento em plena pandemia. De lá para cá, o sucesso só aumenta. O Di Veneto se tornou o verdadeiro point de Vale Veneto e suas mesas lotam rapidamente – elas não fazem reserva. A melhor parte é que as crianças ficam brincando felizes no gramado gigante em frente ao bistrô, e os pais podem comer e tomar uns bons drinks na santa paz de Deus.

di veneto em vale veneto 3

Dica de xis em Vale Veneto

O Xis Colpo foi outra grata surpresa! Matei o desejo reprimido há 10 anos de abocanhar um xis tudão sem culpa. A proprietária é um doce de pessoa e me tratou como se eu fosse a Xuxa – e como o mundo é um ovo, descobri que ela foi vizinha do meu falecido tio avô Dr. Arthur Pfeifer a vida toda! O Xis Colpo tem uma grande vantagem: está sempre funcionando e fica aberto até bem tarde, e é o único empreendimento gastronômico da região que faz isso. Esqueci meus óculos por lá e ela descobriu meu WhatsApp e me avisou. Resultado: tive que voltar para repetir o xis e resgatá-los.

xis colpo vale veneto 2

Os xis são enormes e muito bons. Destaque para o xis do Nonno, com hamburguer de salame, queijo colonial e ovo capira. A cebola frita também é dos deuses!

xis colpo vale veneto 3xis colpo vale veneto 1

Dica de passeios em Vale Veneto

  1. Termas Romanas
  2. Vinícola Domus Mea
  3. Gruta de Vale Vêneto
  4. Via Sacra
  5. Recanto Maestro
  6. Giacomini (para comprar salames, queijos e copas)

Foi minha primeira vez nas Termas Romanas e adorei a experiência. O empreendimento tem uma estrutura incrível e vive lotado. As crianças amam! Único ponto negativo é que quem tem pele seca como eu sofre porque a água das termas é ultra salgada, o que causa um ressecamento bem cruel ao longo do dia. O parque aquático encerra às 18h.

Termas Romanas Recanto Maestro 1

A Vinícola Domus Mea foi outra grata surpresa em Vale Veneto. Acabei desistindo de participar da vindima porque o sol estava de lascar, e passamos umas horas lá de tarde tomando um espumante e provando alguns itens do cardápio. Destaque para o atendimento do Carlos e o show de simpatia e conhecimento do proprietário, sr. Wesley.

vinicola domus mea recanto maestro 2vinicola domus mea recanto maestro 1

Foi minha primeira vez também na Gruta, que tem uma coleção significativa de placas agradecendo pelas graças alcançadas. A presença de Deus na Quarta Colônia é palpável.

gruta de vale veneto

O melhor restaurante de Silveira Martins

Minha relação mais estreita sempre foi com Silveira Martins. Minha mãe nos levava para jantar no La Sorella, e foi assim que ficamos amigos do Celito Dalmolin. Estava brincando com Lucas na pracinha central de Silveira Martins quando avistei o Celito de longe e fui correndo dar um abraço. E a felicidade que fiquei quando vi que ele lembrava de mim? Um querido!!! O restaurante foi modernizado mas ainda continua igualzinho a como eu lembrava.

la sorella silveira martins celito dalmolin

O que não fazer em Vale Veneto

A única crítica que tenho a fazer tem a ver com o cardápio dos restaurantes tradicionais e novos da cidade. Todos os lugares servem exatamente a mesma coisa e não têm opção a la carte. As sobremesas são sempre pudim de leite e sagu, e a comida segue a cartilha: salada de radicci, risoto de frango, galeto, bife parmegiana, tortei, polenta e batata frita. A culinária italiana vai MUITO além disso. A gastronomia do vale precisa demais de uma lufada de ar fresco!

About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.