Menu
Crônicas da Surdez / Deficiência Auditiva

Dirigir com deficiência auditiva

Foto: Shutterstock

Ontem passei por uma situação ‘daquelas’. Pela manhã, minha vó e minha dinda me pediram carona. Enquando a vó buscava o jornal lá na frente do prédio, eu e minha tia fomos tirar o carro da garagem. Não vi nem ouvi nada de diferente mas, assim que chegamos no portão da garagem, minha tia falou: “Que horror esse barulho, parece que o carro vai explodir!“. E eu pensando: “Mas que barulho?“.

Saímos da garagem e minha vó entrou no carrro. Assim que abriu a porta já falou: “Meu Deus, que barulho horroroso. O que é isso?“. Eu não estava percebendo barulho nenhum. A ficha só caiu quando vi o câmbio (é assim que chama? rsrsrs) tremendo todo. Putz!!

Quando esse tipo de coisa acontece fico assustada

Dou graças a Deus por estar sempre acompanhada de alguém nesses momentos mas, e se um belo dia estiver sozinha?? Se elas não estivessem junto, eu continuaria dirigindo sem perceber o barulho até o carro explodir? Dirijo há anos numa boa, sempre de aparelhos auditivos – até porque minha carteira de habilitação diz “uso obrigatório de otofone ou prótese auditiva“. O DETRAN podia atualizar o repertório porque otofone é de matar né? Mas voltando ao assunto, esse singelo acontecimento me fez tirar o cavalinho da chuva.

Numa viagem de carro recente para o Uruguai, fiquei pensando que seria legal fazer uma viagem de carro sozinha contornando toda a América Latina – e fiquei mega empolgada com essa idéia por vários dias. Só esqueci de pensar nos perigos que eu correria em função da deficiência auditiva, e também que, em caso de acidentes ou problemas no carro, eu estaria ferrada.

No trânsito, na grande maioria das vezes, escuto a sirene das ambulâncias que vêm na minha direção por trás. Entretanto, em várias ocasiões não escutei, e me deparei com a ambulância atrás de mim desesperada pedindo passagem (a descarga de adrenalina causada pelo susto e a tremedeira posterior são de arrepiar os cabelos).

Dirigir requer atenção auditiva

A verdade é que dirigir requer SIM muuuita atenção auditiva do condutor. Perceber barulhos no veículo, ouvir sirenes, ouvir buzinas, apitos dos guardinhas, enfim, uma série de sons que, se não forem ouvidos, podem colocar em risco não só a nossa vida, mas a vida de outras pessoas também. Acho esse assunto meio tenso. Se os aparelhos auditivos não me trouxessem de volta ao mundo dos sons, acho que abriria mão de dirigir.

Não concordo que apenas com a visão a pessoa esteja 100% segura no trânsito enquanto dirige. Até porque, num determinado momento, a gente relaxa e não fica cuidando os espelhos do carro a cada 5 ou 10 segundos e faz isso só quando necessário.

Termino este post perguntando: como são as experiências de vocês no trânsito?

Alguém aqui que não escuta e não usa AASI/IC dirige?

Entrem no grupo Crônicas da Surdez no Facebook! 🙂

Sobre

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 38 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

52 Comentários

  • Nastri
    07/11/2017 at 10:15 pm

    Oi, tenho 62, anos.. piloto motos de alta cilindradas e carros desde os 18 anos. Interajo com o veículo e consigo sentir problemas mecânicos mesmo sem ouvir. Não concordo com a conotação dada pela blogueira, pois sou muito mais motorista e motociclistas que a grande maioria que escuta e por isso mesmo, relaxa na atenção visual.

    Responder
  • Leandro Ferreira
    01/03/2017 at 11:35 am

    Ola pessoal, vou renovar minha habilitacao mas estou com muito receio de nao conseguir porq nesses ultimos 4 anos percebi que estou com um zumbido muito alto e estou com muito medo de ser reprovado no exame auditivo, existe essa possibilidade de eu perder o direito de dirigir por esse motivo?

    Responder
  • Carlos Oliveira
    24/01/2017 at 4:46 pm

    Paula boa tarde.
    Primeiro, sou seu fã..Li seu livro e muito me acrescentou.
    Eu uso AASI e tenho 51 anos.
    Perdi a audição progressivamente a 13 anos e desde então estou na espera do AMÁVEL I.C.
    Tenho Habilitação desde meus 18 anos mas, me disseram que tenho que colocar uma observação nela que diz ser necessario o uo de AASI.
    Como você fez pra colocar essa observação na sua CNH?
    Obrigado

    Responder
  • Victor
    10/01/2017 at 10:11 am

    Olá,
    Vi pelos comentários que várias pessoas não possuem dificuldade e que na verdade dirigem a muito tempo… Mas como foi o início? E uma pessoa que quer tirar uma CNH agora? A dificuldade pode ser inicial e com o tempo ela pode se aprimorar?
    Parabéns pelo post. Muito interessante!

    Responder
  • Soo
    01/07/2016 at 11:47 pm

    Olá!
    Bom, acho que é segunda vez que visito esse site, gostei bastante dele.
    Minha pergunta é: É possível perder a audição ao sofrer um acidente de carro?

    Responder
  • nao concordo sou surdo total dos dois ouvidos desde criança e nao escuto nada e dirijo normalmente e tenho uma percepçao de risco elevada e sou muito cuidadoso no transito e sempre fico ligado e ja trabalhei como motorista isso depende muito da pessoa surda nao vou aceitar nao de ninguem so pq sou surdo eu posso viver com uma pessoa normal e eu faço leitura labial avançada. e serei motorista profissional e nao vou aceitar burocracia tirar meu sonho.

    Responder
    • Nastri
      07/11/2017 at 10:08 pm

      Guimarães, você falou por mim. Também fiquei um tanto indignado com o blog por achar que audição é necessária. Tenho muita percepção dos barulhos do carro na bunda.. rerere Como você pode ver a blogueira disse que só entendeu o problema quando viu (não ouviu) o câmbio (é câmbio mesmo) tremendo….

      Responder
  • Leandro Andrade do Nascimento
    24/10/2014 at 5:49 pm

    Olá, boa tarde.

    Sou Policial Rodoviário Federal, instrutor de Direitos Humanos, e estou preparando uma aula em um curso interno de aperfeiçoamento sobre a questão de grupos vulneráveis no trânsito.

    Já conheço o significado da placa verde com a linha diagonal vermelha mas preciso saber em que norma está prevista para fundamentar minhas explicações. Já procurei no site do Denatran e no google mas não encontrei nada a respeito.

    Alguém saberia me explicar se existe uma lei ou uma resolução que definiu essa placa e o significado ou se trata de uma “convenção” das associações/organizações de pessoas com deficiência auditiva?

    Ficarei muito grato com a ajuda.

    Leandro.

    Responder
  • Soraia Rodrigues
    24/09/2014 at 11:03 pm

    Boa noite, pessoal!
    Meu nome é Soraia Rodrigues, sou intérprete, e esse fim de semana ouvi um comentário de uma amigo surdo. Ele me disse, que aqui em Brasília, as novas CNHs dos surdos estão vindo com a observação “B” de uso obrigatório de prótese ao invés do “X”. Uma amiga surda nossa em comum, renovou sua habilitação e está muito chateada, pois ela não usa sempre o seu aparelho auditivo. Caso seja parada em uma blits será multada sem o aparelho. Daí fiquei pensando em tantos outros surdo que nem se quer usam prótese alguma. Isso é ridículo!!! É como se obrigassem os surdos a terem aparelhos.
    Em seus estados, alguma coisa parecida está acontecendo?
    Abraços,
    Soraia

    Responder
  • adao
    20/05/2014 at 8:01 pm

    ola pessoal eu so deficiente auditivo deste os 14 anos e dirijo a 40 anos nunca bati o carro vo renovar a carteira essa semana so agora e que fique sabendo que eu tenho direito a cnh abraço

    Responder
  • Eduardo Fernandez Vasques
    13/04/2014 at 9:22 pm

    Dirijo há mais de 30 anos sem maiores problemas, Rio, São Paulo, Belém, Europa , tenho surdez bilateral sensorial profunda,acho que nossa direção é altamente segura pois, nossos reflexos e percepção estão sempre em ponto de bala, não uso e só usei aparelhos para experimentar e não achei necessário, tenho grande desenvolvimento em leitura labial e nem foi preciso estudar ou praticar a linguagem de sinais; estou renovando a Carteira e vou fazer o exame médico atéo final do mês…vamos ver, acredito que tudo correrá bem; mas, só falta mesmo aprovarem a isençao de IPI para aquisição de veículo novo, tomara que saia logo a aprovação. Boa sorte!

    Responder
    • Nastri
      07/11/2017 at 10:10 pm

      amigo, pensei que surdez não tivesse direito a isenção de IPI.. Poderia me orientar de como obter essa isenção, caso você tenha conseguido.

      abraços

      Nastri

      Responder
  • antonio
    22/08/2013 at 7:36 pm

    ola tenho habilitaçao desde 1995 mas esta vencida a 7 anos hoje uso ic sera que tem como eu renovar a habilitaçao alguem pode me responder ,eu escuto sirene ,as pessoas falando entendo bem do ouvido direito ok abraços

    Responder
  • SAMUEL
    29/12/2012 at 4:55 pm

    Boa tarde,

    Muito bom tê-lo encontrado pessoas com deficiências auditivas condutoras…eu tb sou surdo de grau profundo, nunca usei aparelhos, eles não me servem para nada, um fonoaudiologo já tentou, mas tudo em vão.
    Sou condutor há vinte anos, entendo as dificuldades e limitações, por isso creio que merecemos isenções de impostos na aquisição de carro 0km,IPVA, IR e outros…e ainda mais emprego no mercado de trabalho que nos proporcione um padrão de vida alto(nem me fale)…dai nossa esperança dessa isenção quando o que ganhamos é o minimo.
    Com um carro novo creio que teriamos mais segurança em viagens e menos problemas mecânicos…Veja o que aconteceu comigo no dia 09/12/12: parti em viagem com minha familia num, ano 1997, e ao faltar +- 1km ao destino minha esposa me disse ouvir um barulho…então reduzi a velocidade a uns 40 a 60km/h devagar até ao destino num sol quente, e de repente percebi um estouro e joguei o carro fora da pista par evitar colisão.
    Quando fui ver estourou o motor. Neste dia foi uma decepção mas, ao mesmo tempo um alivio porque todos sairam bem. Até agora estou sem carro procurando um novo e torcendo para conseguir um com isenção de imposto. Bom a história termina assim.
    Parabéns a todos vcs lutadores, se puderem fazer a diferença, façam é isso que sou.
    Ninguém é dono de sua vida, senão o que você mesmo, procure DEUS todo dia, faça sempre a coisa do jeito certo, viva cada dia como se fosse o último, amem seus semelhantes, e perdoe os que te ofendem e discriminam. Pois, no fim todos morrem.
    A Paz de DEUS estejam com vcs e com todos os que até o leram.
    Abraços

    Samuel

    clason-samuel@hotmail.com

    Responder
  • Valter
    25/07/2012 at 2:20 am

    Ola galera! Estou com muita vontade de tirar CNH mais tenho deficiência auditiva profunda no ouvido direito e estou com muito medo do exame medico me dê uma força agradeço muito desde já vlw.

    Responder
  • Lázaro
    18/04/2012 at 1:04 pm

    Tenho surdez profunda e severa uso prótese dirijo desde os 18 hoje to com 47 nunca levei uma multa não só roda presa ate dezembro 2012 trabalhei como motorista , Bom de ser surdo e que você fica mais atento usa a visão pra compensar a falta de audição , com iso você sempre fala olhando nos olhos rosto e boca das pessoas , as expressões faciais e olhar dizem mais que as palavras a boca pode mentir mais o olhar a o rosto sempre dizem a verdade

    Responder
  • Bruno Carlos
    23/01/2012 at 5:43 pm

    Sou surdo profundo e dirijo há 19 anos sem aparelhos auditivos, nunca me envolvi em acidente devido à surdez ou em função de deixar de ouvir o trânsito. Já me envolvi em acidente por frear em cima da hora, por falta de atenção de terceiros. Troco as marchas sentindo a vibração, dirijo super tranquilo e nunca achei que precisasse de atenção redobrada. Ignoro o apito de trânsito, sirenes de ambulância, bombeiros e carro de polícia pois faço 2 coisas: o guarda de trânsito nunca usa só o apito, ele é obrigado a fazer sinais tb, então me atenho aos sinais; sirenes nunca vêm sozinhas, tem que ter luzes de alerta tb, então me concentro nelas e no movimento do trânsito. É fácil saber quando uma ambulância/carro de polícia pede passagem, eles vão entrando em todas cavidades entre os carros e piscando os faróis. Tem que ser muito lerdo e distraído para não perceber esses sinais de alerta que o trânsito envia, porém é justamente pelos sons serem dispensáveis(e a atenção visual não) que os surdos podem dirigir e os cegos não!!! Se seu argumento estivesse certo e dirigir dependesse da audição, cego estava dirigindo por toda parte….

    Responder
    • Joel Oliveira
      25/08/2016 at 2:34 am

      Concordo com você Bruno sou deficiente auditivo e não acho q ser surdo interfira pois precisamos mesmo éda visão, Quantos indivíduos dirigem com volume do som muito alto q não conseguem ouvir os barulhos externos ,acho discriminação impedir qq alguém com deficiência auditiva tirem a habilitação ou trabalhem com veículos sendo de cargas ou não.

      Responder
  • Veridiana
    12/01/2012 at 10:50 pm

    Pra quem quiser conversar comigo no msn: veridianarb@hotmail.com.
    Preciso muito saber como é o processo do exame medico, se preciso estar usando aparelho ou nao. Desde ja agradeço. bjos

    Responder
  • Veridiana
    12/01/2012 at 10:05 pm

    Olá, pessoal!

    Me expliquem, como conseguiram tirar carteira sem usar aparelho de audiçao? Eu quero muito aprender dirigir, mas por causa da minha deficiencia, fiquei com medo de nao conseguir, e ter que usar o aparelho primeiro. Sou surda do ouvido esquerdo.
    Quando se vai fazer o exame medico, nao tem como esconder isso.
    Me respondem, por favor! Me dá uma luz… rsrsrs.
    Abraços

    Responder
    • Yuri Sandro
      14/01/2012 at 1:45 pm

      Não tenha medo!
      O DETRAN vai te orientar melhor.

      Yuri

      Responder
      • Veridiana
        14/04/2012 at 11:31 pm

        Obrigada, Yuri!

        Responder
  • Ewerton Luiz
    11/01/2012 at 9:28 pm

    Hoje pela manhã levei um baita susto, estava dirigindo bem tranquilo olhando para os lados quando de repente “apareceu” uma Silverado do lado da minha pick-up, nem deu tempo de desviar… mas a estralaçada dos dois espelhos se tocando foi violenta, sem danos no entanto e um belo susto.

    Normalmente sou muito cuidadoso com o ambiente à minha volta, infelizmente o meu radar falhou, já que tenho “restos auditivos”.

    Quanto ao adesivo e carteira constando a surdez, nunca ouvi falar (redundância…) porém em todas as renovações de carteira sempre perguntei se deveria constar ser deficiente e a resposta sempre foi negativa ao contrário de quem usa óculos, vai entender.

    Ei, Raquel, mulher na “dereção” perigo constante!… 🙂 velhos tempos!

    Responder
  • Renato Guimarães
    11/01/2012 at 6:24 pm

    Paula,

    Realmente a cada busca minha derrubo uma ideia preconcebida. Nunca imaginei na possibilidade de uma pessoa surda dirigir, ainda mais em grandes cidades, com trânsitos caóticos. E vejo que na verdade muitos surdos dirigem!

    Seu blog é fascinante! Parabéns!

    Responder
  • gerrie ruberg
    10/01/2012 at 11:13 pm

    ola ,já tive a bateria do carro descarregada por não ecutar .acontece !!uso uma placa verde com a faixa vermelha ,mas para renovação de carta em Campinas SP é um drama ,não marca uso obrigatorio de protese .consta uma letra X .Que ninguem sabe dizer oque é .
    abraços

    Gerrie

    Responder
  • Karyne
    10/01/2012 at 7:08 pm

    Com ambulância já aconteceu comigo de escutar sim, só que eu olhava e olhava pelos espelhos retrovisores laterais e não “achava”onde ela estava para saber pra que direção tirar o carro. Derepente sinto um baque no carro, foi qdo me dei conta de que a ambulância estava me empurrando! Tipo: saia da frente sua loca! Hoje dou risada, mas no dia foi um sustão! Teve outra vez que passei num trilho de trêm que não estava sinalizando nada, qdo cheguei em em cima do trilho vinha uma vagão (único) com um maquinista em pé buzinando… Passei por pouco e hoje, mesmo que não esteja sinalizando passagem de trem, eu paro, olho e escuto! bjoo

    Responder
  • Juliana Moreira
    10/01/2012 at 3:55 pm

    Paula,
    eu dirijo há dois anos e meio. Comprei o carro zero e faço a revisão periodicamente na concessionária. Até hoje nunca tive problemas mecânicos.
    Sou muito atenta, meus olhos são radares, enxergo de longe o que os outros não veem. Já vi ambulância logo atrás e sinalizei para o carro da frente, que estava distraído e não ouviu. Ou seja, isso tb acontece com quem não é deficiente auditivo. Lembre-se: o que vc não tem de audição vc tem de CONCENTRAÇÃO
    Já viajei de carro, do Rio para SC com meu namorado, revezando no volante. Meu recorde foi dirigir 10 horas, entre Rio e Registro (SP), com muito trânsito, e algumas paradas no meio do caminho. Sempre com o AASI. O único problema é que não consigo conversar se os vidros estiverem aberto, por causa do barulho de fora. Então fecho os vidros, ligo o ar condicionado, e consigo conversar dirigindo. Claro que algumas vezes não entendo, por não estar usando o apoio labial, então quem anda comigo de carro tem que ter paciência. A gente se acostuma com o jeito do outro de falar, coloque mais paciência nisso.
    Não tenha medo de viajar sozinha. Caso vc passe por algum perrengue na estrada, pare o carro, ligue o alerta e, se nao conseguir ligar para alguém, envie SMS. E tenha muita calma; não deixe de fazer as coisas por medo: uma pessoa que não é deficiente auditiva pode viajar sozinha e tb pode encontrar imprevistos, por exemplo: celular não ter sinal (por ex. na rodovia Régis Bittencourt muitas operadoras não pegam) ou estar descarregado.
    Nesses quase três anos de muita estrada (meu carrinho já está quase na casa dos 40 mil km rodados), só levei uma multa: falar no celular enquanto dirige. Precisei atender uma ligação, não durou 30 segundos, falei algo como “Estou dirigindo, vou encostar e já te ligo”, mas o suficiente para o gurda ver e multar. Não é cômico?
    Sobre o desconto em impostos relacionados a veículos, uma pessoa me explicou que só vale para quem adapta o carro, como aquelas pessoas que não tem movimento nas pernas e então os pedais de baixo são acionados pelas mãos, esse “desconto” seria uma forma de compensar este gasto.

    Responder
  • Fernanda Araújo
    10/01/2012 at 2:04 pm

    Olá, Paula.

    Dirigo há mais de 8 anos, e com meu carrinho, 5 anos. Uso proteses auditivas, mas como Yuri disse, a nossa visão é melhor e percebe mais nas manobras através de retrovisores. Por exemplo, vi algumas amigas minhas que dirigiam, fechavam os vidros totalmente (para evitar roubos ou algo assim), escutavam musiquinhas para tirar stress no trânsito, e algumas bateram por não puderem ouvir buzinas ou por distração (não olharam retrovisores antes de manobrarem), eu acho que não há necessidade de ouvir apesar de ajudar um pouco como buzinas de motos avisando que irão passar no meio da faixa, mas a visão ajuda 100% como fazemos leitura labial, percebemos pequenos movimentos e temos maior noção.

    Bom, eu uso adesivo surdez e viajei de carro para SP e MG, na minha opinião, já me ajudou, apesar de adesivo ficar na parte traseira e ao lado da placa, vi alguns carros atrás até ambulancias e policiais, em vez de usarem buzinas, percebi que viram adesivos, piscaram com farois avisando que precisam de passagem, mesmo que ouvi sirenes antes.

    Aqui no Rio ou qualquer lugar do Brasil, ninguém respeita e todo mundo quer ultrapassar, nada a ver com adesivo, pois muitos carros usam adesivo deficiente fisico (e olham que alguns usam só para usarem vagas e nem são deficientes). Mas como cada um tem sua preferência de utilizar ou não o adesivo surdez, mesmo sendo obrigatório ou não em cada estado.

    Só sei que usei o adesivo-imã (sempre posso retirar quando quiser) por 2 anos, e nunca tive problemas sérios, graça a deus. Sobre problemas mecânicas, é bom solicitar uma ajuda de um ouvinte como amigos ou parentes, pois não percebemos 100% os barulhinhos e de onde vens esses…

    Responder
  • Fernanda Araújo
    10/01/2012 at 2:04 pm

    Olá, Paula.

    Dirigo há mais de 8 anos, e com meu carrinho, 5 anos. Uso proteses auditivas, mas como Yuri disse, a nossa visão é melhor e percebe mais nas manobras através de retrovisores. Por exemplo, vi algumas amigas minhas que dirigiam, fechavam os vidros totalmente (para evitar roubos ou algo assim), escutavam musiquinhas para tirar stress no trânsito, e algumas bateram por não puderem ouvir buzinas ou por distração (não olharam retrovisores antes de manobrarem), eu acho que não há necessidade de ouvir apesar de ajudar um pouco como buzinas de motos avisando que irão passar no meio da faixa, mas a visão ajuda 100% como fazemos leitura labial, percebemos pequenos movimentos e temos maior noção.

    Bom, eu uso adesivo surdez e viajei de carro para SP e MG, na minha opinião, já me ajudou, apesar de adesivo ficar na parte traseira e ao lado da placa, vi alguns carros atrás até ambulancias e policiais, em vez de usarem buzinas, percebi que viram adesivos, piscaram com farois avisando que precisam de passagem, mesmo que ouvi sirenes antes.

    Aqui no Rio ou qualquer lugar do Brasil, ninguém respeita e todo mundo quer ultrapassar, nada a ver com adesivo, pois muitos carros usam adesivo deficiente fisico (e olham que alguns usam só para usarem vagas e nem são deficientes). Mas como cada um tem sua preferência de utilizar ou não o adesivo surdez, mesmo sendo obrigatório ou não em cada estado.

    Só sei que usei o adesivo-imã (sempre posso retirar quando quiser) por 2 anos, e nunca tive problemas sérios, graça a deus. Sobre problemas mecânicas, é bom solicitar uma ajuda de um ouvinte como amigos ou parentes, pois não percebemos 100% os barulhinhos e de onde vens esses…

    Responder
  • Greize
    10/01/2012 at 12:07 pm

    Tenho carteira de motorista há 10 anos.Qdo perdi audição entrei em pânico, e ai como vou dirigir?Meu pai que foi motorista de táxi qdo era jovem me deu a 1a dica, Visão.Fiz umas 10 aulas pq estava mto parada.O intrutor já deu aulas para quem não ouve, percebi que é vibração tb, eu voltei a dirigir numa boa.Só que é tenso qdo penso em dirigir sozinha em estradas, carro estragar, e ai?Ligar como?

    No começo qdo voltei a dirigir sai com o carro e o alarme ligado, até o posto de gasolina e o moço me falar, seu alarme ta disparado né.Pensei rodei 3 quadras com esse barulho???!!Ele deve ter pensado só podia ser mulher, tsctscts.Rsrsrs.
    Mas fui correndo regular meu aparelho auditivo.Buzina,meu pai fala a pessoa deve usar em último caso,e um toque leve, mas hj em dia ninguém respeita, tdos no voltantes mudam, deixam de lado o racional e o selvagem vir a tona.

    Mas hj sempre observo tudo antes de sair de carro.Mas fico tensa em algumas situações sim.A pessoa não respeita o outro qdo esta dirigindo, Bh esta em obras para a Copa do mundo esta horrível dirigir aqui.O adesivo aqui não é obrigatório, não coloco.Pq os motoristas aproveitam qdo vê algum adesivo, acham que devemos dar passagem por isso.
    É tenso, mas é mto bom.Detalhe:Tinha mais medo de dirigir qdo ouvia bem, do que agora, louco né.

    Responder
  • Raquel
    10/01/2012 at 11:51 am

    Ok, conta pra gente aqui depois!
    Beijos!

    Responder
  • Yuri Sandro
    10/01/2012 at 8:30 am

    Discordo da necessidade de ouvir pra dirigir.
    Os retrovisores são nossas armas. Como a nossa visão é “maior” que ouvintes, a gente enxerga bem ou quase o que acontece ao redor do carro nas ruas.
    Quanto a ambulâncias e patrulhas, a dica é desviar seu carro, mesmo até subir na calçada (não será multada), para permitir passagem deles. Não se estressa. Falo por experiência minha durante minha moradia no Rio, onde o trânsito é muito louco, com taxistas malucos e vai e vem das patrulhas toda hora e olha que nem uso próteses auditivos. =)
    Quanto a adesivo, vi a lei no link e não fala da obrigatoriedade de usar adesivo nos carros. Não coloco no meu carro por motivos da segurança.

    Antes de viajar, sempre faça check-in no seu carro com seu mecânico de confiança.

    Boa sorte!

    Responder
    • Raquel
      10/01/2012 at 11:03 am

      Yuri,
      Não foi só esse link que eu vi, existem outros que vi no Google que dizem que é obrigatório, apesar de não estar muito claro. Vou procurar confirmar isso.
      Estou pensando em tirar o adesivo. Vc já usou o adesivo? Vc sente que as pessoas te desrespeitam muito no trânsito?
      Bjs!

      Responder
      • D.Damas
        10/01/2012 at 11:12 am

        Comigo ja parei em inúmeras blitz e nunca fui cobrado pelo adesivo e muito menos pela placa , como a nossa deficiencia é escondida o agente de transito nunca vê que sou deficiente , ou ele não se importa . Então é dirigir feliz 🙂

        Responder
      • Yuri Sandro
        10/01/2012 at 11:15 am

        Raquel,

        Ainda não usei. Tá guardado na minha casa rs
        Mas não coloquei por falta da necessidade ainda.
        Consultei site do Detran da Bahia e não fala nada sobre adesivo.
        Bjs

        Responder
        • Raquel
          10/01/2012 at 11:35 am

          Yuri,

          Pq não experimenta por um dia? Acho que pra mim não vai fazer taaaanta diferença com ou sem adesivo. Existe uma mentalidade errada que mulher não sabe dirigir, o homem não aguenta ver uma mulher dirigindo na frente dele e já quer ultrapassar logo… Mas não é bem assim, tb tem homem mongol com um ego super grande que acha que sabe dirigir muito bem afff…

          Já vi no Detran de PB, PE e ES… Pra mim isso ainda não está muito claro, vi em algum site que o Denatran mandou aviso para todos Detran pra divulgar esse símbolo. Então não tenho certeza da obrigatoriedade.

          Beijos!

          Responder
          • Yuri Sandro
            10/01/2012 at 11:42 am

            Raquel,

            Vou experimentar hj à noite até fim de semana e te conto!

            Pois é! Aqui em Salvador, tem gente assim, com seus carros rebaixados… babacas…

            Ah nos blitz em que fui parado aqui e no Rio, nunca me falaram do adesivo, mesmo sabendo da minha surdez.

            Bjs

  • Lak Lobato
    09/01/2012 at 9:54 pm

    Paula, como você sabe, eu tenho perda profunda bilateral desde os 10 anos. E fiquei 8 anos sem usar qq prótese auditiva. Justamente nesses 8 anos que eu fiz as coisas mais importantes da minha vida: Faculdade, aprender francês, conhecer o marido (hihihi) e tirar CNH.
    Ou seja, eu dirigi praticamente 7 anos sem prótese. Na minha CNH nunca constou ‘Obrigatório uso de próteses auditivas’, constava apenas ‘Deficiente auditiva’ e agora, nem isso. A médica que renovou minha carteira, já implantada, ‘esqueceu’ de por e não consta mais nada, nem a letra B, que é o equivalente atual.
    Enfim, nunca tive problemas, porque eu percebo muita coisa pelo tato sim. Inclusive, assustei o Edu logo que nos conhecemos, porque apenas pelo tato, eu reconheci um problema específico do carro dele, que quando ele mandou consertar, era exatamente o que eu tinha sugerido.
    Não acho que seja TÃO importante assim a audição não. Até acho que dirigir com aparelho ou IC é melhor, mas dirijo sem na boa. A maioria das vezes que buzinam, é mais reclamação do que um aviso válido, portanto…
    A única duvida que eu tinha era se o guarda teria ou não apitado pra mim. Mas, graças a Deus, nunca tive problema quanto a isso.
    Beijocas

    Responder
  • Luiz Leonardo
    09/01/2012 at 1:19 pm
  • Deni
    09/01/2012 at 12:12 pm

    Dirijo há anos, desde os 18 anos para ser mais exata. Nunca tive qualquer estresse relacionado ao fato de não ouvir, acredito que o fato de não ouvir 100% faz ligar outras anteninhas nossas. Inclusive já peguei a estrada, para longe não sozinha, mais pelo fato de ser mulher, pois vai que de repente dá um pane e você no meio do nada sozinha, sei lá, mas minha independência tem um certo limite… hehehehe… e assumo isso sem grilos!
    Uma curiosidade é que na minha última renovação da carteira, tive de cumprir a nova lei e fazer a prova de Direção Defensiva e Primeiros Socorros e ao receber a nova carteira não tenho mais aquela observação “uso obrigatório de otofone ou próteses auditivas”. E não sei por que saiu.

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      09/01/2012 at 4:33 pm

      Deni,
      Eu já levei uns bons cagaços por estar meio desatenta, especialmente no que toca a ambulâncias. Se vc não fica olhando todos os espelhinhos de 5 em 5 segundos, quando vê, pronto, tem uma atrás de ti buzinando enlouquecida. Quando isso acontece quase desmaio de susto!!!!
      A minha carteira vence no ano que vem, só aí vou saber se vão tirar ou não aquele ‘otofone’ que ninguém merece né??
      Beijosss!!!

      Responder
      • Henri
        21/12/2012 at 11:25 am

        Dirigo a quase 5 anos carro e moto e nunca tive problema.
        Viajo sozinho para o litoral constantemente.
        É só presta atenção tanto nos espelhos retrovisores como na vibração do auto/moto.

        Responder
  • Raquel
    09/01/2012 at 12:09 pm

    Oi Paula!
    Tenho surdez profunda e não uso aparelhos auditivos. Uso muito as mãos pra sentir qq barulho. Realmente dirigir sozinha é muito tenso em algumas situações. E olha que dirijo sempre na Av Brasil e Linha Amarela. É maior loucura! Vivo pensando: “E se meu carro der problemas em plena Av Brasil?! Como vou ligar pro seguradora e chamar o reboque?”. Já reclamei com a seguradora na semana passada e vamos ver se isso vai mudar.
    Vc usa aquele adesivo azul de surdez? Acho que é obrigatório só em SP, não tenho certeza. Moro no RJ e coloquei o adesivo pra evitar qq problema, mas muitas vezes vejo pelo retrovisor que as pessoas ficam encarando o adesivo e querem logo passar na minha frente. Pensam que não somos capazes de dirigir, que somos ruins no volante?! Nossa, tem muita gente mal educada. Hoje mesmo um cara ficou olhando pro adesivo, ficou grudado atrás de mim, tentava passar desesperadamente e qdo paramos no sinal, ainda ficou me encarando ao meu lado (?!).
    Não sei se é melhor com ou sem adesivo, pq sem adesivo, posso ter problemas se não perceber alguma coisa e com adesivo, as pessoas podem fazer manobras perigosas.
    O que vc acha?
    Beijos!!!

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      09/01/2012 at 4:31 pm

      Raquel, eu nao conheço esse adesivo e aqui no RS nunca vi!
      Como ele é?
      É obrigatório aí?

      Responder
      • Raquel
        09/01/2012 at 4:55 pm

        Engraçado… Acabei de ler uma lei:
        http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8160.htm

        O símbolo está no anexo desse link. É obrigatório em todos estados, mas aqui no RJ parece que não é obrigatório pq o Detran não informa nada. Alguns surdos usam apenas pra alertar. Vi no Google que nos sites do Detran de PB, PE, ES dizem que é obrigatório. O Detran de alguns estados é muito “informado” né?!

        Pra colocar o símbolo de deficiente auditivo na CNH foi um parto e ninguém sabia de nada… Levei um ano pra colocar só um “x”!

        Responder
      • D.Damas
        10/01/2012 at 10:41 am

        Olá , além do adesivo , oficialmente existe a placa verde com lista diagonal vermelha, ela que indica que o condutor é deficiente auditivo, ( meu carro placa normal , para que inventar ) essa placa como disse ela tem uma diagonal vermelha diferenciando a outra placa verde que normalmente é de concessionarias testando carros .
        Quando fui tirar minha carteira aqui em Brasília , pelo menos na epoca que tirei em 1989 realmente foi um tormento , exames pelo Detran dificil de fazer , muito demorado so o exame foi em torno de 4 meses de espera . na epoca não existia carros adaptados , e no meu caso o pessoal do Detran exigiu no carro da auto escola a placa verde e mais um retrovisor enorme dá uns dois palmos o retrovisor especial.
        Quanto a problemas normalmente um amigo ou irmao , quando dão uma volta no meu carro dizem olha tem barulho ali ou acolá , e tambem para compra de um veículo usado levo sempre um ouvinte perfeito para escutar o motor etc. dispenso isso no Zero km nao faz sentido .
        No pessoal das ambulâncias quando escuto o barulho da sirene começo a olhar pra todo lado de onde vem a ambulancia , sair rápido é justamente para que os caras salvem a criatura e eu nao levar a culpa de ter atrapalhado .
        Já para dirigir o cara surdo praticamente é o melhor piloto que existe , a concentração é absurdamente superior pelo menos comigo eu desligo o aparelho e tenho uma viagem incrível.

        Responder
    • Mariana
      19/01/2012 at 11:52 pm

      É obrigatório sim, o Detran daqui já disponibilizou vários… ainda preciso de mais um, para colocar em outro carro. As pessoas realmente meio que ridicularizam, pelo menos, por aqui é assim… Eu uso também, já vi uma motorista atrás de mim apontando pro adesivo e rindo. Bom, são uns ignorantes, né?

      Responder
  • Alessandra
    09/01/2012 at 11:24 am

    Eu também tenho surdez oralizada, de moderada a grave, e não me adaptei ao uso do aparelho auditivo… Dirijo mesmo assim, com atenção dobrada. Quanto aos barulhos do carro, eu percebo pela vibração em meu corpo, e muitas vezes até aviso ao meu marido que o carro está com algum barulho, mas são sentidos pela vibração mesmo. Você sabe se os surdos oralizados têm direito a desconto de IPI e IPVA? Como proceder se tiver?
    Obrigada.

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      09/01/2012 at 11:28 am

      Alessandra,
      Como a surdez não consta no rol de deficiências que têm direito a isenção de IPI (verdadeiro absurdo e discriminação isso) nós não temos direito a isenção de IPVA e ICMS.
      Inclusive eu trabalho na SEFAZ/RS e já me informei sobre o caso. Legislação tributária é interpretada literalmente, então enquanto a surdez não constar lá (TODAS as outras deficiências constam), nós não teremos esse direito.
      Bjo,

      Responder
      • Tatiana
        09/01/2012 at 7:07 pm

        Paula,

        aqui em Campinas/SP, dependendo de com quem você fala, você consegue a isenção… É uma máfia…

        Responder

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.