Surdos Que Ouvem

Inovadores #SurdosQueOuvem: ajude a provocar a mudança

A iniciativa 4 do projeto Surdos Que Ouvem tem o objetivo de aumentar o alcance do projeto através de ações de membros da nossa comunidade. Queremos que vocês exercitem sua capacidade de liderança e empreendedorismo e tentem resolver algum problema referente ao nosso movimento, dessa forma impactando a vida de outras pessoas e abrindo novas possibilidades para os surdos que ouvem.  Assim, vocês ajudarão a criar impacto REAL na vida de outras pessoas que precisam de suporte tanto quanto nós mesmos já precisamos

Quer ser um Inovador Surdos Que Ouvem? Clique aqui e saiba como fazer parte disso.

Seja o primeiro a amar.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

1 Comentário

  • Me chamo Ana Maria Santos Mollica. Sou arquiteta aposentada, artesã e supervisora de franquias. Moro no Rio de Janeiro. Tenho 63 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral profunda. Tenho ortospotese dos ossos atemporais. Tenho implante Coclear no lado esquerdo. O do lado direto foi desativado.
    1- amo meu aparelho, pois me devolveu o som da minha própria fala.
    2- amo meu aparelho por me dar mais segurança.
    3- amo meu aparelho por me dar liberdade de ir e vim sozinha em qualquer lugar.
    4- amo meu aparelho por poder retornar a algumas atividades profissionais.
    5- amo meu aparelho por poder ir a festas e dançar.
    6- amo meu aparelho por poder participar de eventos e poder entender o que estão falando.
    7- amo meu aparelho por poder participar do crescimento dos meus netos.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.