Ícone do site Crônicas da Surdez + Surdos Que Ouvem – por Paula Pfeifer

Jornada do Implante Coclear parte V

Finalmente me sinto melhor para sentar e escrever um pouco. Hoje fui ao médico, e ficou decidido que os pontos serão retirados na próxima segunda ou terça. A tontura diminuiu muito, graças a Deus!! O zumbido deu uma estabilizada boa. O paladar do lado direito da língua ainda não voltou. Já conheci e estou ficando íntima da minha ‘careca’, inclusive hoje descobri que passando a mão nela dá pra sentir uma parte do IC. Já saí dos antibióticos. Ainda não descobri quantos quilos já ganhei de brinde desde as semanas pré-cirurgia, apenas sinto que se der uma respirada mais profunda meu jeans explode. Mas isso é problema pra depois! O que me mata agora é a saudade do meu cachorro, que certamente vai me virar a cara com gosto quando eu puder voltar pra casa. Da última vez que fiquei fora uns dias ele me tratou com desprezo nível 10, imagina agora. Tô com medo. Engraçado que desde a cirurgia durmo numa posição múmia e acordo de manhã ainda uma múmia no mesmo lugar – pra quem praticava nado sincronizado durante o sono em dupla com um yorkieshire, tô que tô. Minha cabeça não pesa mais 1000kg de chumbo como antes e, a cereja do bolo, lavei o cabelo domingo, numa legítima operação de guerra. Do jeito normal ainda não rola de lavar, então virei a rainha do shampoo seco – aliás, futuros implantados, anotem aí, ele se chama Batiste, faz milagre e custa R$17.

O melhor jeito que encontrei de mostrar pra vocês como foram meus últimos dias foi esse: fotos!!!

 

 

No domingo dia 29/9 com o Dr.Luiz Lavinsky

 

Com a mãe no domingo dia 29/9 – sinceramente, não sei o que seria de mim sem ela nessa jornada. Mãe zelosa, preocupada, companheira e que vive junto cada emoção comigo. É só eu chorar que ela chora junto.

Com a Regina Vaz Ribeiro – também conhecida como mommy n.2 -, no domingo dia 29/9. Nesse dia ela veio direto de Santa Cruz do Sul e trouxe do meu restaurante favorito – o Antigo Bistrô – os pãezinhos que mais amo, além de mil revistas. Amo!! Além da Regina, a Ale Vernier, a tia Naná e a Elene também foram me ver. Cada visita que chegava e fofinha aqui desabava chorando…

Nada melhor pra levantar o astral do que ganhar presente!! Recebi no hotel mimos da Brasil Sul, chocolates da leitora baby biimplantada Isabella enviados pela sua mommy amada Cris, brigadeiros da minha best friend Jordana! E a Carol me trouxe cookies que ela mesma fez (já pode casar, gata!). Outras visitas deliciosas no hotel foram do meu único primo, que agora é médico, Chico; da Bárbara Degrandi; da Ester Scotti; da Anita e do Zé.

 

Lá pelo terceiro dia, tentando dar uma olhada na internet – mais que 5 minutos e a tontura me matava…

 

Com a Patricia Coradini, da Comunicare, que veio ajustar meu Pure Carat esquerdo – acabamos conversando por quase 4 horas… Tô louca que chegue o logo o Micon da Siemens para fazer o meu upgrade pra ele.

 

A foto acima é do nono dia pós-IC. Tava naquelas de pegar intimidade com a minha careca lateral, sabe como é. Pior que eu gostei dela! To apegada à careca… Tô me sentindo tão moderna! Juntando isso com minhas várias tatuagens e minha predileção por couro e tachas e sai uma punk fajuta. Não sinto A MÍNIMA vontade de esconder, de colocar o cabelo por cima. To orgulhosa desse side shave, gente.

Segunda dia 7/10 mandei um SMS pro Rodrigo Panceri perguntando se ele topava vir bater papo comigo no hotel. É o amigo cujo humor negro é o mais parecido com o meu, adoro (somos TÃO incompreendidos hehehe). Resposta: ‘Hmmm, poderia adiantar o assunto? Poxa, mas eu nem me depilei!’. Aí mando de volta um: ‘VTC, vem ou não vem?‘. E quando chega aqui manda um lá do hall: ‘Cheguei. Coloca perfume!‘. Pode?? Bendita seja a Carol, esposa dele, porque aguentar essa fera… Mas falando sério, graças a Deus pelos amigos. O Rodrigo ativou o IC dele há pouco tempo (com a mesma fono que vai ativar o meu) e ficou horas me contando maravilhado sobre todas as experiências sensacionais que vem tendo desde então. E eu, que nem tinha pensado na minha ativação ainda, comecei a ter coceira de vontade que ela chegue logo. Conversar com o Rodrigo me animou muito porque a felicidade dele me contagiou.

Só consigo pensar no Implante Coclear como um desses milagres tecnológicos que a gente olha, entende e fica “putz, é muito louco, queria dar um beijo na boca do cara que inventou isso!”! Honestamente acho que a minha ficha ainda não caiu…Me programei internamente pra não ter expectativa nenhuma então acho que ainda tô meio abobada, sem filosofar demais sobre o que pode vir a acontecer. Só que depois de conversar com o Rodrigo comecei a formar uma idéia sobre o quanto a minha vida vai mudar pra melhor e não consigo parar de sorrir. Graças a Deus pela medicina e pela tecnologia.

Tô bem ciente que é um processo longo e demorado, vai ter um baita período de adaptação, audição binaural (AASI de um lado e IC do outro) leva tempo pra ficar ‘gostosa’ e tudo o mais. Só que entrei nessa jornada de coração aberto e vou enfrentar tudo com resiliência e cabeça erguida. Confesso que mal posso esperar pra vir aqui contar da minha ativação pra vocês!!!! <3