Ícone do site Crônicas da Surdez – Surdos Que Ouvem – por Paula Pfeifer

Ouvindo debaixo d’água com o Aqua+

Depois que o Aqua+ entrou na minha vida passei a desfrutar dos meus momentos praianos de um jeito bem diferente. Quando a gente não ouve acaba se acostumando a coisas que não são nem um pouco legais, como estar num ambiente que deveria ser prazeroso mas só sentir desgosto e vontade de entrar num buraco. Pensem no quão desagradável pode ser entrar no mar com seus amigos e não ouvir nada do que eles dizem – a pessoa se sente um peixe fora d’água… dentro d’água!! Comigo foi assim quando cheguei à surdez profunda.

 

Dia 31 de dezembro fui à praia me despedir de 2015 (ô, aninho difícil) e encontrei esse mar maravilhoso e caribenho em pleno Arpoador. Aproveitei que nem criança. Relaxei tanto que uma hora avistei o Luciano fazendo sinal pra mim da areia pra avisar que o Aqua+ tinha caído – ele tem fio de segurança e a antena ainda estava conectada com meu íma, então eu estava ouvindo e nem me liguei que ele caiu da orelha.

Com ele eu mergulho, furo onda e fico contemplando esse pequeno milagre que é ser uma surda profunda que entra no mar e ouve o barulho da água, do vento, das pessoas, dos pássaros. Posso confessar que às vezes mergulho e fico falando embaixo d’água só pra ouvir a minha voz? Coisa de doido, eu sei, mas não consigo evitar. Ai, gente, é tão bom que dá vontade de passar horas e horas dentro do mar.

Acho que talvez num futuro não muito distante todos os implantes cocleares já serão à prova d’água, nos poupando dos acessórios. O Aqua+ deixa o IC maior e mais pesado e cai da orelha com facilidade, mas é um perrenguezinho de nada se comparado ao perrengue de ir pra praia e entrar no mar em silêncio. Nunca usei com o Mick Lock que ajuda a não cair, na próxima ida vou testar.

É super simples de usar. Duas dicas importantes: 1 – usar com bateria recarregável e não com pilha comum que precisa de ar pois ele é vedado após fechar, 2 – usuários de Nucleus 5 devem tomar cuidado na hora de tirar o earhook pois o do N5 quebra ao menor sinal de mau manuseio. O earhook do N6 teve essa falha corrigida e é praticamente inquebrável. Para ler um passo-a-passo de uso, clique aqui.

Vocês também podem gostar de ver:

Quem já usa e o que acha? Curtem tanto quanto eu?

Sair da versão mobile