Histórias dos Leitores

Uma leitora e um sonho

“Oi Paula, tudo bem?

Acompanho o Sweetest faz bastante tempo, e confesso que levei um susto quando você lançou o Crônicas da Surdez. Quando que eu iria imaginar que você é surda? Não tinha motivos para imaginar nem que sim,  nem que não…Leio o blog desde o primeiro post e adoro a delicadeza dos seus textos, sempre me emociono, e vejo os comentários também. Tenho a audição perfeita, apesar de ser super desligada e fazer as pessoas repetirem as coisas várias vezes por pura falta de atenção. Foi muito engraçado que um dia desses eu sonhei que eu descobria que um amigo meu era surdo! Foi muito engraçado no sonho reparar nas orelhas dele e ver o aparelhinho lá. Acordei meio confusa, mas alguns minutos depois ficou óbvio o motivo do meu sonho, seu blog! Engraçado porque esse amigo do sonho é um cara super descolado, que faz o maior sucesso com a mulherada…meu inconsciente foi pego por essa ideia que o blog passa, da surdez ser de certa forma invisível aos olhos de muitas pessoas.

Parei pra pensar agora pouco se eu conhecia alguém com alguma deficiência auditiva, e de cara achei que não. Olha que besta, meu avô é surdo! Não sei qual a dimensão da perda auditiva dele, mas me lembro que quando era criança, chamava o aparelhinho de surdez dele de “radinho”. Tinha uma caixinha que ficava presa à camiseta dele. Todo mundo tinha que falar bem alto e um pouco devagar com ele, além da deficiência auditiva ele é cego. Os dois problemas apareceram com a idade, acho que por volta de uns 50 anos. Lembrar disso agora me trouxe várias lembranças da minha infância. E ele é um cara sensacional, tá sempre com um rádio de pilha (que não é o aparelhinho, esse já foi trocado por um modelo mais confortável faz tempo!) bem perto do ouvido e tem um bom humor inabalável.

Enfim, escrevi porque você pediu colaborações, vejo o quanto você fica feliz com os comentários no blog e gosto tanto, tanto do seu blog que resolvi contribuir mesmo sem ter muito pra falar. Os seus posts realmente me tocam, não sei se por ser filha de médicos e ter um interesse geral em questões de saúde, ou pela curiosidade que toda jornalista tem, mas acho esse espaço fundamental. Tem coisas que precisam ser faladas, discutidas, compartilhadas. E olha só como é interessante até pra quem não tem nada a ver diretamente com o tema!!!

Beijos,
Bia.”

4 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

3 Comentários

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.