Menu
Surdez

O que a ciência diz sobre ALZHEIMER e SURDEZ

Não é segredo que a perda auditiva tem um impacto enorme na qualidade de vida de qualquer ser humano. Mesmo a surdez leve e a surdez moderada são associadas à solidão, isolamento e à perda de independência em adultos e idosos. E isso não é tudo: os especialistas apontam a perda de audição como a causa de 8% dos casos de demência no mundo.

Vamos aprender o que os experts têm descoberto sobre aparelhos auditivos e como eles podem proteger os nossos entes queridos contra o declínio cognitivo.

Alzheimer e surdez: demência

Tanto a perda de memória quanto a perda auditiva são muito comuns em idosos, mas você vai se surpreender com a prevalência de ambos ao verificar os números. Nos Estados Unidos, os especialistas estimam que…

  • Quase 27% dos adultos com mais de 65 anos têm alguma dificuldade de audição
  • Mais de 10% do mesmo grupo etário têm Alzheimer
  • E mais de um terço dos adultos na faixa dos 90 anos têm demência
  • Para piorar, há também evidências sugerindo que o Alzheimer e outros tipos de demência afetam desproporcionalmente adultos negros e latino-americanos.

Conectando Alzheimer e surdez

A audição e a memória são indicadores de saúde a longo prazo. À medida que envelhecemos, precisamos levar esse fato em consideração. Embora seja provável que você esteja familiarizado com ambos, talvez não saiba como os dois estão conectados. Nos Estados Unidos, estudos mostraram que…

  1. A perda auditiva é mais prevalente em adultos que têm demência
  2. A gravidade do declínio cognitivo corresponde à gravidade da perda auditiva
  3. Pacientes com Alzheimer que têm perda auditiva experimentam um declínio mais rápido na saúde cerebral
  4. A razão exata para a conexão não é totalmente clara, mas a Escola de Saúde Pública Bloomberg da Universidade Johns Hopkins compartilhou várias teorias de especialistas.

Aqui estão algumas das possíveis causas…

  • Para pessoas que frequentemente se esforçam para ouvir, o cérebro pode estar sobrecarregado. Isso poderia resultar em sintomas cognitivos negativos, incluindo dificuldades de memória.
  • É normal que nossos cérebros encolham à medida que envelhecemos, mas um encolhimento mais rápido em pessoas com perda auditiva pode contribuir para sintomas de memória.
  • Adultos com surdez perdem exercícios cognitivos vitais, incluindo o tempo gasto ao ar livre e socializando. Ambos são importantes para a memória e a saúde cerebral a longo prazo.

Aparelhos auditivos podem limitar o risco de Alzheimer?

A boa notícia é que temos um crescente conjunto de evidências especializadas sugerindo que aparelhos auditivos reduzem o risco de perda de memória. Um estudo recente com mais de 2000 participantes mostrou resultados muito promissores. Os pesquisadores encontraram um risco significativamente menor de demência, incluindo doença de Alzheimer, entre pacientes com perda auditiva que optaram por tratar a surdez.

Outro estudo sugere que, com o gerenciamento adequado da perda auditiva, os pacientes podem experimentar uma redução de 8% no risco de Alzheimer e outros tipos de demência.

Devido a esses dados, não é de surpreender que os especialistas estejam recomendando aparelhos auditivos como parte de um plano holístico para prevenção, intervenção e cuidados com a demência. Por isso, se você está preocupado consigo mesmo ou com alguém que você ama, agora pode ser a hora de fazer um checkup auditivo com um otorrino especialista em surdez.

** Artigo originalmente publicado em inglês no site Hearing Tracker. Tradução livre.

Referências Científicas do artigo:

  1. Ciorba, A., Bianchini, C., Pelucchi, S., & Pastore, A. (2012). The impact of hearing loss on the quality of life of elderly adults. Clinical interventions in aging7, 159–163. https://doi.org/10.2147/CIA.S26059
  2. Huang, A. R., Jiang, K., Lin, F. R., Deal, J. A., & Reed, N. S. (2023). Hearing Loss and Dementia Prevalence in Older Adults in the US. JAMA, 329(2), 171–173. https://doi.org/10.1001/jama.2022.20954
  3. Madans, J. H., Weeks, J. D., & Elgaddal, N. (2021). Hearing Difficulties Among Adults: United States, 2019. NCHS data brief, (414), 1–8.
  4. Alzheimer’s Association (2023). Alzheimer’s Disease Facts and Figures.. Retrieved September 21, 2023, from https://www.alz.org/alzheimers-dementia
  5. Manly, J. J., Jones, R. N., Langa, K. M., Ryan, L. H., Levine, D. A., McCammon, R., Heeringa, S. G., & Weir, D. (2022). Estimating the Prevalence of Dementia and Mild Cognitive Impairment in the US: The 2016 Health and Retirement Study Harmonized Cognitive Assessment Protocol Project. JAMA neurology, 79(12), 1242–1249. https://doi.org/10.1001/jamaneurol.2022.3543
  6. Liu, C. M., & Lee, C. T. (2019). Association of Hearing Loss With Dementia. JAMA network open, 2(7), e198112. https://doi.org/10.1001/jamanetworkopen.2019.8112
  7. Golub, J. S., Brickman, A. M., Ciarleglio, A. J., Schupf, N., & Luchsinger, J. A. (2020). Association of Subclinical Hearing Loss With Cognitive Performance. JAMA otolaryngology– head & neck surgery, 146(1), 57–67. https://doi.org/10.1001/jamaoto.2019.3375
  8. Llano, D. A., Kwok, S. S., Devanarayan, V., & Alzheimer’s Disease Neuroimaging Initiative (ADNI) (2021). Reported Hearing Loss in Alzheimer’s Disease Is Associated With Loss of Brainstem and Cerebellar Volume. Frontiers in human neuroscience, 15, 739754. https://doi.org/10.3389/fnhum.2021.739754
  9. Lin, F. R., Ferrucci, L., An, Y., Goh, J. O., Doshi, J., Metter, E. J., Davatzikos, C., Kraut, M. A., & Resnick, S. M. (2014). Association of hearing impairment with brain volume changes in older adults. NeuroImage, 90, 84–92.
    https://doi.org/10.1016/j.neuroimage.2013.12.059.
  10. Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health (2021, November 13). Hearing Loss and the Dementia Connection. Retrieved September 21, 2023, from https://publichealth.jhu.edu/2021/hearing-loss-and-the-dementia-connection
  11. The Lancet (2017, July 20). Risk factors for dementia. Retrieved September 21, 2023, from https://www.thelancet.com/infographics-do/dementia-risk
  12. Livingston, G., Huntley, J., Sommerlad, A., Ames, D., Ballard, C., Banerjee, S., Brayne, C., Burns, A., Cohen-Mansfield, J., Cooper, C., Costafreda, S. G., Dias, A., Fox, N., Gitlin, L. N., Howard, R., Kales, H. C., Kivimäki, M., Larson, E. B., Ogunniyi, A., Orgeta, V., … Mukadam, N. (2020). Dementia prevention, intervention, and care: 2020 report of the Lancet Commission. Lancet (London, England), 396(10248), 413–446. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30367-6

DICA Importante: organizei aqui todos os produtos para surdos que uso e recomendo, de pilhas para aparelho auditivo até relógio despertador vibratório e desumidificador para implante coclear e aparelho auditivo.

Converse com pessoas que usam aparelhos auditivos de marcas como Phonak, Oticon, Resound, Widex, Signia, Rexton, Argosy, Starkey e Unitron no Clube dos Surdos Que Ouvem. E assista essas aulas ANTES de comprar um aparelho auditivo para conhecer todos os segredos da indústria da audição e não ser feito de bobo.

CLUBE DOS SURDOS QUE OUVEM: junte-se a nós!

grupo de surdos que ouvem deficiência auditiva surdez

A sua jornada da surdez não precisa ser solitária e desinformada! Para que ela seja mais leve, simples e cheia de amigos, torne-se MEMBRO do Clube dos Surdos Que Ouvem. No Clube, você terá acesso às nossas comunidades digitais (grupos no Facebook, Whatsapp e no Telegram), conteúdos exclusivos, descontos em produtos e acesso aos nossos cursos*.

São 21.700 usuários de aparelhos auditivos e implante coclear com os mais diferentes tipos e graus de surdez para você conversar e tirar suas dúvidas a respeito do universo da deficiência auditiva (direitos, aparelhos, médicos, fonos, implante, concursos, etc).

MOTIVOS para entrar para o Clube dos Surdos Que Ouvem:

  1. Estar em contato direto com quem já passou pelo que você está passando (isso faz toda a diferença!)
  2. Economizar milhares de reais na compra dos seus aparelhos auditivos
  3. Aprender a conseguir aparelho de audição gratuito pelo SUS
  4. Não cair em golpes (a internet está abarrotada de golpistas do zumbido, de aparelhos de surdez falsos e profissionais de saúde que não são especializados em perda auditiva!)
  5. Conversar com milhares de pessoas que têm surdez, otosclerose, síndromes e usam aparelhos para ouvir melhor
  6. Conhecer centenas de famílias de crianças com perda auditiva
  7. Fazer amigos, sair do isolamento e retomar sua qualidade de vida
  8. Pegar indicações de médico otorrino especialista em surdez e fonoaudiólogos do Brasil com pessoas de confiança

Se você for mãe ou pai de uma criança com perda auditiva, uma das comunidades digitais do Clube é um Grupo de Telegram com centenas de famílias se ajudando mutuamente todos os dias.

o melhor aparelho auditivo

Os erros que você NÃO PODE cometer ao comprar APARELHO AUDITIVO

Criei uma série de aulas rápidas que reúnem tudo o que aprendi sobre comprar aparelho auditivo em 42 anos convivendo com a surdez 24hs por dia e que vai te fazer economizar muito dinheiro, tempo e energia para voltar a ouvir. Nele, você vai conhecer as PIORES PRÁTICAS e os SEGREDOS da indústria da audição e tudo o que você precisa saber e perguntar ao profissional de saúde que estiver testando aparelho de audição com você.  Torne-se aluno AQUI.

CURSOS SURDOS QUE OUVEM

 

 


About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.