Aparelhos Auditivos Destaques

Dicas para novos usuários de aparelhos auditivos

Você vai começar a usar aparelhos auditivos agora? Acabou de saber que precisa usar? Está usando há pouco tempo? Compilei uma série de dicas que costumo dar àqueles que me perguntam como tornar o processo mais agradável. Afinal, usar aparelho auditivo é totalmente diferente de usar óculos.

1. Faça perguntas

Você acaba de entrar num mundo novo e nada mais natural do que estar cheio de dúvidas. Por isso, faça todas as perguntas que quiser para a sua fonoaudióloga e dê jeito de conhecer pessoas que também usam aparelhos auditivos para fazer perguntas também a elas. Dica: entre no grupo Crônicas da Surdez no Facebook. Não saia comprando o primeiro aparelho que encontrar pela frente e peça indicação de um profissional ético e sério. E leia o post ‘Qual a melhor marca de aparelho auditivo que existe?’

2. Conforto, sempre

Os moldes não podem machucar, pelo contrário, devem estar confortáveis. Quando perceber que o molde está causando dor constante, corra para a fono. Eu mesma já precisei refazer o molde de um aparelho nada menos do que sete vezes até chegar num que não me causava dor nem desconforto durante o uso.

3. Limpe seus aparelhos todos os dias

A cera é sua inimiga daqui para a frente. Os AASI’s vêm com pecinhas para a limpeza, que deve ser feita todos os dias para evitar entupimentos por cera, que são muito comuns (mas nos fazem perder tempo levando na fono e esperando o conserto, portanto, evite!).

4. Use o desumidificador

O suor é um grande inimigo dos aparelhos auditivos. Todas as noites antes de dormir você deve colocá-los no desumidificador – pode ser uma caixinha plástica bem vedada com sílica ou algum desumidificador mais moderno que dispensa sílica.

5. Dê tempo ao tempo

Nem todo mundo consegue começar usando durante o dia inteiro. Pode ser uma boa ideia começar usando por algumas horas e ir aumentando o tempo de uso dia após dia. Mas sua meta deve ser uma só: usar seu aparelho auditivo o dia inteiro, só tirando para dormir e tomar banho. Não é do dia para a noite que você será capaz de usufruir de todos os benefícios do seu AASI.

6. Teste diferentes ambientes

Você perceberá que alguns locais são mais agradáveis auditivamente falando do que outros. Que as vozes de algumas pessoas soarão mais claras e inteligíveis. Que algumas localizações favorecem um melhor resultado. Ponha seus aparelhos e vá descobrir o mundo, testar todas as possibilidades possíveis e ir entendendo o que funciona melhor para você. Desafio: testar ambientes ruidosos, difíceis, com várias pessoas falando ao mesmo tempo.

7. Treine a sua voz

A minha voz melhorou muito quando passei a levar a sério o uso de aparelhos auditivos – uma pena que eu só tenha feito isso quando já estava na surdez severa. Um treino que adoro fazer é pegar um texto e ler em voz alta, para mim mesma, nos mais diferentes sotaques: carioca, gaúcho e nordestino. Treinando a voz a gente também treina o cérebro a ser mais rápido para detectar sons de vozes diferentes. E isso ajuda muito.

8. Um passo de cada vez

Segure a sua ansiedade. Minha dica é que você comece na zona de conforto, em casa, sem grandes expectativas. Os primeiros dias costumam ser super esquisitos mesmo, é normal, saiba disso. Estabeleça metas e force o seu cérebro a se acostumar com a novidade, porque no início ele vai se irritar e muito. Comece conhecendo ou redescobrindo os sons da casa: a máquina de lavar, uma torneira aberta, o chuveiro, a campainha. Vá evoluindo à medida em que se sentir melhor, mas não se permita desistir!

9. Faça um diário

Não fiz isso quando usava aparelhos auditivos e me arrependo. É uma dica que dou pois percebi o quanto é útil depois que fiz meu primeiro implante coclear. Mantive um diário que levava para cada consulta com a fonoaudióloga, anotava nele cada descoberta e cada desconforto do dia. Isso ajuda demais a fono a entender melhor as suas queixas auditivas e traduzi-las numa melhor programação do aparelho auditivo. É muito bacana também porque, depois de um tempo, ele serve para fazer a gente perceber o quanto melhorou.

10. Envolva a família, os colegas de trabalho e os amigos no processo

Você não vai conseguir passar por isso sozinho. Envolva no processo as pessoas que convivem com você no dia-a-dia, seja em casa, no trabalho, com os amigos, etc. Explique sobre as suas necessidades, fale sobre o assunto, não fique escondendo e tornando o processo mais estressante do que já é.As pessoas costumam nos surpreender para o bem nesse sentido.

11. Guarde os seus aparelhos num lugar seguro

Pelo amor de Deus, não vá joga-los dentro da bolsa como se fossem um celular! Eles são super frágeis. Tenha uma caixinha para acondiciona-los direitinho quando não estiver usando. É mais comum do que você imagina o seu cachorro comer seus AASI, ou você perde-los por aí. Dica: guardo às vezes numa caixinha de dentista, de plástico, que eles dão de presente quando usamos aparelho. Não ocupa muito espaço. Mas ao comprar um aparelho auditivo, você vai ganhar uma caixinha própria para guardá-los. Se não quiser enfartar de susto, JAMAIS deixe-os em cima de algum lugar fora da caixa. Conselho de quem já passou por isso! 😉

12. Faça amigos que também usam AASI

Sim, porque não? Garanto que você vai se surpreender com a quantidade de pessoas que usam aparelho auditivo e você nem sabia. É muito bom poder conversar com pessoas que entendem os seus sentimentos e sentem as suas angústias. Na fanpage do Crônicas da Surdez você já vai encontrar várias pessoas na mesma situação trocando dias e compartilhando experiências!

13. Não sinta vergonha de usar

Indico a leitura do post ‘Saia do armário da surdez’. Leia uma, duas, dez vezes se for preciso. Seus aparelhos auditivos são, a partir do momento em que você passa a usa-los, seus melhores amigos. Se as pessoas não sentem vergonha de usar óculos, não há motivo algum para sentir vergonha de usar aparelho auditivo. Não seja infantil a ponto de prejudicar a sua qualidade de vida por causa de uma bobagem dessas…

Entre para o Grupo Crônicas da Surdez no Facebook

41 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

4 Comentários

  • Gostaria muito de imprimir para minha mãe. Os AAsi dela devem chegar pelo SUS até fevereiro. Tem como me enviar por e.mail?

  • Eu também vou usar os aparelhos auditivos pela primeira vez. Já estou começando a dar o primeiro passo pro uso deles. Meu otorrino indicou uma solicitação de indicação dos aparelhos e já vou comecar o teste dos AASIS antes de eu optar pelo os ics em Setembro deste ano.

  • Menina, essa coisa de se adaptar nos primeiros dias é louca.
    Parecia que todos os sons estavam sendo transmitidos por um mega fone.
    Fora que você nunca sabe se está falando alto demais.
    É uma loucura, mas depois que vc se acostuma é só alegria. Eu mesmo se pudesse dormiria de aparelhos rs
    Amo ouvir e nunca quero perder essa possibilidade.

  • Excelente, dica nao sabia tinha tanta coisas sobre o uso do aparelho auditivo, ante eu tinha vergonha. Hoje tenho uma visao totalmente, me sinto feliz por usar me ajuda muito, apesar de alguma dificuldade se adaptar ao som varias parte.

    Goatei do artigo.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.