Menu
Histórias dos Leitores

Uma jornalista com deficiência auditiva

*depoimento de uma leitora

“Sou jornalista e leitora do Crônicas desde que o blog foi criado. Não sou completamente surda, mas tenho zumbido e perdi parte da audição do ouvido esquerdo há seis anos. Do nada, um dia acordei e não ouvia mais as entrevistas. As palavras viraram sussurros para mim. Passei por uma dezena de médicos, que até acharam outras doenças “de brinde”, mas nada que explicasse o motivo daquilo ou se era possível tratar. Só suspeitas e possibilidades.

De lá para cá, me acostumei a fazer entrevistas por telefone com o ouvido direito e a me posicionar ao falar com as fontes sempre de modo que nada afetasse a compreensão das informações. Nunca tive problemas com os entrevistados, já que perguntar é fundamental na minha profissão.

O convívio com as pessoas fora do expediente, ao contrário, pode ser um pouco complicado. Tenho que pedir para falarem do lado do “ouvido que escuta”, lidar com piadinhas, com gente que se irrita ao ter que repetir as coisas ou me ver chegar mais perto para ouvir a informação com clareza. Muitas vezes ouvi que “só escuto quando quero”, o que me deixa chateada, claro. As pessoas não entendem que lidar com um som irritante o tempo todo exige atenção para se ouvir além dele. E para se desligar também. E nem sempre dá para manter a concentração no que todos dizem.

Em todos os lugares que trabalhei tive respeito e não fui julgada por esta condição, mas pela qualidade do meu trabalho. Hoje, estou em uma nova cidade – mil vezes mais barulhenta que a anterior –, me adaptando à realidade e aos seus sons. Conhecendo gente nova e lidando com as minhas limitações em um novo contexto. Confesso que o medo de ouvir ainda menos me acompanha e a idéia de perder a audição do lado direito, também. Estou sempre preocupada que isso possa acontecer.

Já pensei em usar aparelho auditivo, mas a cada médico é a mesma história: “tu não és surda o suficiente para isso.” Mas, só quem passa por isso sabe o quanto é frustrante querer ouvir algo e não conseguir. Ou escutar as pessoas falando e não conseguir entender. Ou ainda, entender uma coisa e a pessoa ter dito outra.

Espero ter contribuído e desejo longa vida ao Crônicas!”

Nota minha: se você tiver a oportunidade, procure um fonoaudiólogo e faça um teste domiciliar com um aparelho auditivo. Eu tenho zumbido ininterrupto nos dois ouvidos desde criança e te digo que, por experiência própria, aprendi que usar meus aparelhos tira totalmente a minha atenção do zumbido. O cérebro presta atenção nos outros sons e ‘esqueço’ do zumbido quando estou de aparelho. Nunca vi isso de alguém dizer ‘tu não é surda o suficiente’. Confesso que achei estranho. O médico te dá o diagnóstico, mas o fonoaudiólogo é que te avalia para o uso de aparelho. E existem aparelhos para todos os tipos de perdas auditivas – talvez, com o uso de um, tu não precise mais ficar dependendo do teu ouvido ‘bom’! Não custa ver isso! 😉

About Author

Moro no Rio de Janeiro e tenho 39 anos. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Sou autora dos Crônicas da Surdez e Novas Crônicas da Surdez.

17 Comments

  • MARCOS
    16/05/2014 at 2:42 pm

    ESSA MANIA DE MÉDICO FALAR QUE TER O APARELHO, MASCARA O ZUMBIDO, CONVERSA PARA BOI DORMIR. É A MESMA COISA QUE COBRIR UM SANTO E DESCOBRIR O OUTRO. SERIA MUITO BOM OUVIR SOMENTE O SOM DA PESSOA FALANDO E NÃO OUVIR O BARULHO QUE NOS RODEIAM. NÃO EXISTE, SOMENTE QUEM TEM ZUMBIDO SABE COMO É IRRITANTE.

    Reply
  • Luciana
    12/02/2013 at 1:45 am

    Luciana again, to no smartphone e as x fica pequeno, falando nisso eu tbem ouço gracinha, eu ainda ouço, cada coisa q escuto: inclusive da minha familia. Voce ta ouvindo o q estou dizendo, ta ouvindo ou você ta surda. Agora to ficando bem” estressada e n deixo mai nada p ontem. Quero so ver qdo as pessoas comecarem com piadinhas. Vamu p delegacia! Valeu pelo desabafo. Abracos.

    Reply
  • Luciana
    12/02/2013 at 1:20 am

    Olá, além da surdez eu também tenho zumbido. Este por sua vez não passa por nada. Uso aparelhos, faço terapia, acupuntura. Comecei tudo faz 1 mes( inclusive os aparelhos). O Zumbibo nao vai embora, nao passa mesmo.Eu passo longe de barulhos altos, balada,shows.. Etcs Esquece! Tenho pra mim que: melhora um pouco com tratamentos aliados. Como foi citado acima. Mas se vcs souberem de algo por favor me avisem. Obrigada. Luciana.

    Reply
    • Mariana Solano dos Santos
      07/11/2013 at 1:22 pm

      Luciana, tambem tenho zumbido, ele nao acaba nunca. Temos zumbido pq quando tiramos o aparelho tudo fica muito quieto e vem o zumbido, nao ha cura.

      Reply
  • José Carlos
    27/06/2011 at 8:12 pm

    olá” compreendo toda a sua frustração eu melhor que ninguém sei o que isso é, e posso dizer que é horrível viver com deficiência auditiva moderada a grave, no meu caso ouço somente dum ouvido e mal. uso aparelho auditivo no ouvido que ouço mal para compensar e graças a Deus dá-me uma enorme ajuda sem ele não conseguiria estar no meio da sociedade. sem ele tenho a sensação que não existe ninguém no mundo e isolo-me para fugir de todas a conjecturas relatadas atrás. vivo apenas com um ouvido porque fui submetido a uma cirurgia de reconstituição e perdi irreversivelmente a totalidade auditiva. de tal forma que nem para usar prótese dá. também tenho um zumbido tipo titiritirititi idêntico ao trabalhar dum relógio . mas já me acostumei. em relação ao aparelho dá uma grande ajuda, actualmente, embora bastante dispendiosos, existem bons aparelhos, a nitidez fique um pouco aquém mas recupera-se bastante..

    Reply
  • Neto guido
    27/04/2011 at 12:09 pm

    Adorei este post, pois demonstra um despreparo da area médica no que se refere a protese auditiva.

    Concordo com você, acho que a Jornalista deve procurar um fonoaudiologo audiologista e fazer um teste para saber se ela se adpta.

    Depois ela pode contar a experiência dela neste blog.

    Reply
  • liviany moura
    23/04/2011 at 10:48 pm

    Ola!

    Também concordo com vocês que o médico não poderia ter dito assim que a protetização não seria possivel, visto que isso não é o trabalho dele, e que a pessoa deve passar por alguns testes antes de se fazer essa aformação. Isso é o fonoaudiologo quem faz, e não os ORLs!

    Massssssss… o fato é que em alguns tipos e graus de perdas auditivas, uma protese não ajudaria.

    Normalmente indicamos a protetização em pacientes que tenham perdas profundas, severas ou total. Isso é o que vai garantir a eficacia da colocação da protese. Não significa dizer que pessoas com outros tipos de perdas não possam ser protetizadas, mas muitas vezes, quando isso acontece… joga-se dinheiro no lixo, porque não adianta de muita coisa (ou de nada, e em alguns casos, o zumbido parece atenuar). Todos os casos tem que ser avaliados individualmente pelo fonoaudiologo.

    Por isso, se existe duvidas, o melhor é procurar um fono competente. Caso contrario, ele vai sim atender ao seu pedido, protetizar e colocar o seu rico dinheirinho no bolso sem nada fazer para melhorar o seu caso. Muito cuidado com isso!

    Espero ter ajudado!

    Beijo grande.

    Reply
  • Silvia
    23/04/2011 at 3:16 pm

    Olá, como vai?
    Ao entrar neste blog, achei interessante sua crítica em relação à plublicação de uma pessoa extremamente preconceituosa falando sobre os barulhos do restaurante.
    Sou estudante e faço pós graduação em Inclusão Social pela Faculdade Adventista de São Paulo – Campus Engenheiro Coelho e meu trabalho de conclusão de curso é sobre deficiência auditiva.
    O que vc poderia me relatar sobre sua experiência de vida que pudesse contribuir para o enriquecimento deste trabalho?

    Bj! E agradeço imensamente se me responder.

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      26/04/2011 at 10:54 pm

      Silvia,
      Minha experiencia de vida está toda no blog, basta ler os arquivos.
      Bjos,

      Reply
  • D.Damas
    14/04/2011 at 2:48 pm

    “tu não és surda o suficiente para isso.” , putz , eu ja não tenho a menor confiança em otorrinos porque cada um se supera em falar asneiras e esse caprichou.
    Eu tenho um barulho que parece uma motoca acelerando dentro do meu ouvido o dia inteiro . eu simplesmente “esqueço” que existe esse barulho se nao ia ficar pirado.
    Quando aparece alguma pessoa que diz “vc so escuta quando quer”, dou uma resposta bem mau educada , tipo , isso mesmo escuto so quando eu quero e mesmo assim quando é importante. ou essa “vc desligou o aparelho” sim claro que desliguei para não ouvir vc falar bobagens. essas são as mais leves para não dizer as outras.
    Não é possivel que esses médicos não sabem ler os exames de audiometria , pelo que entendi a perca auditiva deve ser bem pequena , que para nós é enorme dai os entendidos acha que não é nada , é isso ai procura logo uma loja que tenha bons fonoaudiologos e veja o que pode ser feito no seu caso . boa sorte 🙂

    Reply
  • Greize
    14/04/2011 at 1:28 pm

    Olá, às vezes o aparelho pode ajudar ou não.Tudo depende.Vc teve perda total do seu ouvido?Se sim, realmente, não indicam aparelho com 0% de resposta.Agora se vc perdeu partte, ai sim deve tentar.Se quiser.
    Sobre Zumbido, como disse vários médicos que fui, é uma mistério da medicina, a maioria que tem perda auditiva, os tem.Mas tem mtas pessoas que ouvem muito bem e tb tem zumbidos.Aparelhos podem ajudar, ou não.Cada caso é um caso.No meu não ajudou, uso remédios, para ter um alívio.
    Cuide bem , do ouvido que vc ouve, e seja feliz, dá para viver só com audição de um ouvido na boa,te garanto.
    Bjus.

    Reply
  • monica
    13/04/2011 at 10:57 pm

    Realmente o uso do aparelho faz com que vc nao “ouça” o zumbido…uso só o do lado diteito, mais minha perda é bilateral.
    Já estou avaliando aparelho para o lado esquerdo, pois o zumbido é coisa chata!!!! e sei que vai melhorar bastante!! tente tbm!!!! bjs

    Reply
  • Patricia N. Baco
    12/04/2011 at 2:49 pm

    Com certeza escutar um zumbido não é fácil. Além de escutar um barulho chato, tem que prestar tanta atenção no que os outros falam, que no final do dia se sente esgotada, como se tivesse trabalhado em jornada dupla! Pode inclusive causar isolamento.
    Não existe um único tratamento para zumbido, mesmo porque ele nunca vem sozinho, sempre vem associado com a perda auditiva, ingestão de alguns medicamentos, exposições a niveis de pressão sonora por um tempo prolongado, stress, entre outros.
    Um dos tratamentos é o aparelho de amplificação + mascarador de zumbido; neste tratamento estão envolvidos o otorrino, fono, psicologo, neurologista, nutricionista e fisioterapeutas.

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      12/04/2011 at 3:22 pm

      É verdade Patricia!
      Ontem mesmo eu estava conversando com a minha avó e ela lembrou que desde que eu tinha uns 5 aninhos eu reclamava ‘vó, tem um apiiiito no meu ouvido’.
      O zumbido pra mim é ‘normal’ porque convivo com ele 24hs por dia desde a infância. Mas conheço pessoas que sofrem muito com o zumbido na vida adulta.
      Nem presto atenção no meu zumbido usando os aparelhos auditivos!
      Vc vai estar em Maceió semana que vem? Eu vou!
      Bjos,

      Reply
      • Mariana Solano dos Santos
        07/11/2013 at 12:21 pm

        Eu tambem estou mega acostumada com o zumbido, ele vem quando tiro o aparelho, minha colega da escola, que se chama alice(tambem eh surda), falou q sofre com o zumbido todo dia, fica se fazendo de coitadinha, ha, como isso me aborrece!

        Reply
  • Marina Souto Dalmaso
    11/04/2011 at 9:51 pm

    Eu ia falar exatamente o que a Paula colocou no final do teu relato e isso vale para todos:

    Não existe perda auditiva não-protetizável.

    O que pode acontecer é tu ter que investir um valor alto numa prótese com mais recursos e não ter taaanto benefício. Quando falo de recursos, me refiro por exemplo a casos que você tem perda apenas em agudos ou apenas em graves, daí a prótese tem que “cortar” a amplificação das outras frequencias para deixar a audição linear, (pra que amplificar o que não precisa, entende?) e isso depende de uma programação mais complexa da prótese e consequentemente o valor aumenta.

    Seu zumbido tende a melhorar também pela atenção aos novos sons e também pela plasticidade neuronal, ativação de áreas auditivas do cérebro que não estão sendo usadas desde que começou sua perda…

    Enfim, procura um fono que tenha experiência com próteses e zumbido e vê as possibilidade! Boa sorte!

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Iniciar conversa
Marque a sua consulta na Clínica Sonora