Menu
Dicas Rio de Janeiro / Rio de Janeiro

Restaurantes em COPACABANA: os 10 melhores (dicas de insider)

restaurantes em copacabana rio

Moro no Rio de Janeiro aqui desde 2014 e adoro compartilhar dicas, achados e bons serviços (coisa rara) na Cidade Maravilhosa. Vivo em busca de restaurantes legais, especialmente no eixo Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon. A pandemia fez com que muitos restaurantes que eu adorava fechassem as portas no Rio, infelizmente. Aos poucos, novos lugares estão surgindo, e os mais antigos, melhorando cardápios e serviços e buscando reinvenção.

In English: I live in Rio de Janeiro since 2014. I’m always seeking for the newest hotspots in Leme, Copacabana, Ipanema and Leblon to share with my readers.

Começo com dicas de restaurantes em Copacabana, pois é bairro no qual eu moro desde que cheguei aqui, mais circulo e conheço restaurantes.

MELHOR RESTAURANTE DO LEME: S Bistro

Na semana passada, tive o prazer de conhecer o S Bistro, que fica na Avenida Atlântica. Você vai se sentir no meio de uma floresta: é uma delícia. A comida é espetacular, os drinks são um primor, o ambiente é descontraído e não dá vontade de ir embora!

Fomos atendidos por um rapaz de Santa Catarina muito dedicado, que nos ajudou a escolher os melhores pratos. Tudo foi uma grata surpresa, mas especialmente a qualidade dos pratos e os preços – conjunção astral difícil de encontrar no Rio de Janeiro.

S Bistro LemeS Bistro Leme

Os 10 melhores restaurantes em COPACABANA

Copacabana tem inúmeros tesouros escondidos. É bom levar em consideração a localização do restaurante que você quer conhecer: pensando em termos de segurança, algumas ruas são melhor frequentadas de dia do que à noite. Fuja da maioria absoluta dos restaurantes da Avenida Atlântica, todos pega-turista da pior espécie. As exceções são Dom Camilo, Venga, S Bistro e Boteco Belmonte.

1. MEE, no Copacabana Palace

Vou começar com o mais top de todos, ao qual já fui para comemorar ocasiões especiais. Fica dentro do Copacabana Palace e serve uma comida asiática dos deuses, literalmente. Tudo no Mee tem um toque especial. A melhor dica que posso dar se é para lá que você vai é: peça para sentar no balcão.

Sentando no balcão, você observa o trabalho fenomenal dos chefs em tempo real – o que é um sonho para quem gosta de cozinhar. Eles têm uma sequência de pratos que vale mais a pena do que pedir separadamente, mas essa experiência só fica legal se você sentar no balcão e ficar conversando com o chef enquanto ele prepara a sua comida.

2. MARINE RESTO

Fica no sexto andar do Hotel Fairmont, no post 6a, em frente ao Forte de Copacabana. Já fui algumas vezes, sempre no almoço. É impecável. Foi lá que comi um algodão doce descontruído super diferentão.

E a vista? A melhor de todas! Além disso, você consegue ter visão panorâmica em tempo real de tudo o que acontece dentro da cozinha. Ir lá para jantar numa noite de céu estrelado deve ser inesquecível. Reserve com antecedência, pois é point absoluto de turistas endinheirados.

3. BOTECO BELMONTE

Eu adoro o Boteco Belmonte do Leme. Sou sempre muito bem atendida, a comida é farta e os preços são muito amigos para uma cidade como o Rio. Gosto do ambiente sem frescura e sem afetação, com o pé na praia e vista espetaculosa para o mar, além de ser mega amigável para crianças.

Abriram uma filiar na Avenida Vieira Souto, sou louca pra ir, mas sempre que passo lá está abarrotado de gente por causa da vista de Ipanema-Leblon.

4. LE BLÉ NOIR

Antes da pandemia, para conseguir mesa no Le Blé Noir você precisava chegar meia hora antes de abrir, porque eles não fazem reservas. Eles são especializados em crepes de trigo sarraceno de-li-ci-o-sos, de comer rezando.

Já pedi algumas vezes o omelete com salada do molho da casa deles e posso dizer que NUNCA na minha vida comi um omelete igual. Não sei que mágica eles fazem com os ovos, é igualmente incrível. Dica: peça o crepe flambado e tire as melhores fotos de comida ever! Uma pena que sejam tão fracos nas redes sociais – no Instagram da casa, você não encontra nenhuma foto que faça jus aos crepes…

5. LE PULE

O Le Pule é um bistrô francês imperdível que fica na Praça General Osório, escondidinho por muitas plantas. Todos os pratos são deliciosos, e eles fazem o melhor Bloody Mary do Rio de Janeiro, disparado. Na hora do almoço, pergunte pelo menu executivo (que não é divulgado e nem fica no cardápio) e delicie-se por um precinho módico. Se pudesse, almoçava lá todos os dias – marco todos os almoços e reuniões rápidas lá mesmo por motivos óbvios. A decoração do Le Pule é um caso à parte!

6. AMIR

Tradicional restaurante árabe do Rio de Janeiro, fica numa ruazinha sem saída ao lado do primeiro arranha-céu do Rio de Janeiro, o edifício Ribeiro Moreira. O ambiente é bem simples porém acolhedor, os garçons são das antigas e a comida é absurdamente gostosa.

Prefiro pedir na hora do almoço, pois os pratos executivos custam bem mais barato do que custam à noite. A dica: faça o pedidor assim que abrem, meio dia, senão, você vai ter que esperar muiiiiito até o seu pedido chegar.

Dica: o quibe vegano com ricota, espinafre e nozes é de dar água na boca.

7. CHURRASCARIA PALACE

Se o seu negócio é buffet livre, a Churrascaria Palace é o lugar certo para isso em Copacabana. As opções são tantas que você fica confuso na hora de escolher o que colocar no prato. Carnes de primeira, comida japonesa, uma infinidade de saladas, frutos do mar, pratos quentes…

Fica na rua ao lado do Copacabana Palace e o ambiente foi reformado há pouco tempo. Sou sempre feliz e bem atendida por lá.

8. EMILE

Fica dentro do Hotel Emiliano, no térreo. É do tipo para ir comemorar ocasiões especiais, com um paredão verde lindíssimo – aliás, a melhor mesa da casa fica em frente a esse paredão. Vá preparado para abrir a carteira, pois os preços são bem salgados. O atendimento costuma ser um pouco frio e impessoal, mas a comida compensa. Um dos raros restaurantes nos quais as pessoas falam baixo e a música ambiente não perfura os seus tímpanos.

9. FARRAPOS

O Farrapos é um restaurante do meu coração, cujo proprietário, Pedro, já é de casa pra gente. É um bom português de bairro com ótimos justos e comida muito boa. Na hora do almoço, eles têm várias opções de executivo começando na casa dos R$26. Adoro o tartare de carne, o risoto de costela com agrião e o bacalhau Brás.

Fica na rua Anita Garibaldi, e eles têm uma bela carta de vinhos.

10. ADEGA PÉROLA

Da série botecos em Copacabana, esse é o melhor. O pessoal que frequenta é das redondezas e tranquilão, ao contrário de muitos outros botecos abarrotados de turistas.

Se você gosta de beliscar petiscos, dos mais simples aos mais exóticos, não deixe de ir conferir. Dica de ouro: peça uma porção de alho da casa porque você nunca vai comer nada igual, e ainda vai pedir pra repetir!

Fica em frente ao Shopping dos Antiquários, na rua Siqueira Campos. Volta e meia, você topa com artistas ali tomando um chopp.

MAIS DICAS DE RESTAURANTES NO RIO?

Não deixe de compartilhar as suas dicas de restaurantes em Copacabana nos comentários 🙂

Mais dicas de Copacabana, no Rio de Janeiro

About Author

Moro no Rio de Janeiro e tenho 39 anos. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Sou autora dos Crônicas da Surdez e Novas Crônicas da Surdez.

1 Comment

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Iniciar conversa
Grupo SURDOS QUE OUVEM
Grupo SURDOS QUE OUVEM