Menu
Deficiência Auditiva / Histórias dos Leitores

O que é hiperacusia: relato de quem convive com isso

Hiperacusia é uma tolerância colapsada ao som que torna virtualmente impossível as pessoas que sofrem desta doença perseguirem uma vida normal. Consegue imaginar o som de um beijo causar dor e um zumbido crônico para o resto da vida? Pois isso é hiperacusia.

Uma condição ainda mal compreendida

Trata-se de uma condição ainda pouco estudada. Na maioria dos casos, ela é causada pelo excesso de barulho, o qual provoca um dano no nervo auditivo. Assim, o nervo perde a capacidade de lidar com o barulho.

As pessoas ouvem tudo muito mais alto. Por causa disso, sentem uma dor excruciante nos ouvidos, que, dependendo da intensidade do barulho, demora dias a passar.

Esse barulho também provoca zumbidos crônicos que vão aumentando com o dia a dia… Imagine que você está na rua. Nela, passa um carro, e o carro buzina. Então você sente dor, ouve um zumbido, e desse modo perde a audição pelo resto da vida a vida. Difícil de explicar e de compreender. Por exemplo, uma criança gritando é sentida como uma agulha furando o seu ouvido, e essa sensação permanece por dias.

Dificuldades trazidas pela hiperacusia

Cientistas afirmam que o mecanismo dessa dor é similar a ter uma ferida na pele. Se alguém encosta nela, você sente dor. No caso da hiperacusia, a dor é provocada pelo barulho, mas ninguém consegue controlar o barulho. Sons como pessoas a falar alto, cães a latir, portas fechando, sons de talheres e de pratos causam todos esses sintomas. Por conseguinte, as pessoas com essa condição acabam por se isolar (o pior efeito da hiperacusia é o isolamento social). Afinal, quando tentam conviver no dia a dia, acabam ficando piores para sempre.

Existem muitos casos conhecidos em que pessoas em estados severos de sensibilidade ao som acabam se suicidando. Artigos interessantes no Buzz Feed e no The New York Times sobre a condição relatam casos reais.

Outro grave problema é falta de ajuda medica, porque os médicos otorrinos não estudam nos seus internatos sobre hiperacusia, mal diagnosticando os pacientes e dando conselhos errados que acabam por surtir efeitos negativos e piorar a doença.

Todos estão expostos ao aumento do barulho

Devido à evolução tecnológica do mundo, este está muito mais barulhento. A Organização Mundial de Saúde estima que 30% da juventude mundial esteja em risco de perda de audição, tinnitus e hiperacusia por causa do extremo uso de smartphones, brinquedos barulhentos, telemóveis, aparelhos de música, idas a locais como concertos, festivais e discotecas. Antigamente, esta era uma condição que acometia os mais velhos que tinham certo tipo de profissões com muita exposição ao barulho, músicos, trabalhadores de fabrica, militares.

Hoje em dia, como o mundo está muito mais barulhento, existem cada vez mais casos de pessoas com 20 anos que têm essa condição, a qual lhes vai impedir de viver normalmente para sempre.

Frederico Oliveira – Fundador da Associação Portuguesa de Tinnitus e Hiperacusia, cuja missão é criar sensibilização especialmente da hiperacusia.

Sobre

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 38 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

30 Comentários

  • Eliane
    29/08/2020 at 12:23 pm

    Qual o especialista que trata dessa doença?

    Responder
  • Pelucio Peroni
    24/05/2020 at 3:01 am

    A vida de quem sofre com esse mal é um inferno. Eu por exemplo tenho que ligar o som na maior altura quando tem algum barulho que vem do vizinho. Parece estranho, mas parece que fazer mais barulho do que ele me traz um pouco de alívio. É como se eu estivesse pagando na mesma moeda, se ele me incomoda também vou incomodar ele. É estranho mas faz sentido. Só tenho sossego as duas da madrugada, isso se nenhum cachorro latir. Quando começa, é como se não fosse nuca mais parar.

    Responder
    • Pryscilla Cricio
      03/08/2020 at 3:42 pm

      Olá Pelucio,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Responder
  • Ysa
    10/05/2020 at 11:44 pm

    Foi dificil, mas consegui descobrir que o remedio que usava para labirintite e zumbido é que causava a “superaudicao”. Foi só parar com o remedio e voltei a surdez. Betaistina nunca mais!

    Responder
    • ANA CRISTINA BENTES
      19/05/2020 at 4:07 pm

      No seu caso, a betaistina diminuiu o zumbido?

      Responder
      • Ysa
        02/06/2020 at 12:11 am

        A Betaistina provocou a hiperacusia (hiperaudicao), ela deveria tratar o zumbido, mas preferi parar e o zumbido continua, alem da surdez..

        Responder
        • Gabriel
          26/07/2020 at 1:40 am

          Sofro com alguns barulhos em específicos: musical (qualquer horário do dia), e de vizinhos a noite. É algo realmente insuportável, a ponto de usar protetor auricular de cera e abafador de som ao dormir e mesmo assim não conseguir dormir devido o incômodo que o barulho me gera. Algo que só fui perceber lendo seu texto é que eu tenho zumbido permanentemente.

          Responder
        • Pryscilla Cricio
          03/08/2020 at 3:29 pm

          Olá Ysa,

          Tudo bem?

          Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

          https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

          E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

          https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

          Estamos te esperando!

          Abraços,

          Equipe Surdos Que Ouvem

          Responder
      • Pryscilla Cricio
        03/08/2020 at 3:50 pm

        Olá Ana,

        Tudo bem?

        Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

        https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

        E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

        https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

        Estamos te esperando!

        Abraços,

        Equipe Surdos Que Ouvem

        Responder
  • Caroline Araújo
    03/12/2019 at 3:58 am

    Odeio vários sons juntos, tipo sair em um barzinho, som de risada, música, conversas, talheres batendo. Isso me causa muita angústia. Sofro com TAG e já tive crise de depressão. Festas em família também me incomoda pq muitas vezes ligam a televisão e conversam ao mesmo tempo. Fico muito irritada e acabo agindo com impulsividade. É muito ruim sentir isso. Fico muito irritada mesmo com vários barulhos. Eu amo música, mas somente o som da música, música com outras pessoas falando junto me deixa muito mal.

    Responder
    • Gabriel
      26/07/2020 at 1:43 am

      Sofro exatamente como você, pelos mesmos motivos. Como sou professor de ensino fundamental e médio, todos os dias em sala de aula são apavorantes.

      Responder
      • Pryscilla Cricio
        30/07/2020 at 4:22 pm

        Olá Gabriel,

        Tudo bem?

        Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

        https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

        E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

        https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

        Estamos te esperando!

        Abraços,

        Equipe Surdos Que Ouvem

        Responder
      • Charlene
        10/09/2020 at 10:11 am

        Gabriel, procure estudar também sobre Misofonia, os sintomas são parecidos porém a Misofonia sentimos raiva do som. Existe um grupo no Facebook sobre e vai achar informações também no site https://www.misofonia.com.br.
        O Misofonico tem os sons escolhidos pelo Cérebro e não pelo ouvido, geralmente ele vem acompanhado de algum transtorno, tipo ansiedade, Toc, TDAH… e é tratado através de terapias alternativas.

        Responder
    • Pryscilla Cricio
      05/08/2020 at 6:31 pm

      Olá Caroline,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Responder
  • Fabiana Ferreira
    23/07/2019 at 9:43 am

    Olá. Tenho zumbido no ouvido já faz algum tempo e sensibilidade a sons corriqueiros parece q os ossos do ouvido estão moídos e se m exem quando alguém fala alto ou coisa assim e o zumbido está aumentando antes era só a noite agora é 24 horas por dia já não sei mais o q fazer .se puder me ajudar por favor

    Responder
    • Jean Pierre
      02/08/2020 at 1:06 pm

      Olá, Fabiana. Já faz um ano que adquiri, aos 47, uma condição muito parecida com a sua. Os sintomas são muito difíceis de explicar/traduzir, e é preciso recorrer a analogias como a que vc fez. Eu sinto como se houvesse uma esfera metálica solta dentro do crânio, que gira e produz um atrito angustiante contra o crânio quando ouço alguns sons. Passado todo esse tempo e dezenas de exames, nenhum diagnóstico concreto… Apenas suposições e recomendação de antidepressivos. Como os médicos não sabem do que se trata, assumem que deve ser um distúrbio mental e recomendam um antidepressivo para ver se “acaba com essa frescura”…
      Tenho procurado pessoas com casos semelhantes, para conversar e tentar ajudas mútuas.
      Se tiver interesse, sou de FLorianópolis/SC, e meu email é jeanpi@uol.com.br.

      Responder
    • Pryscilla Cricio
      17/08/2020 at 5:13 pm

      Olá Fabiana,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Responder
    • Fabiana Ferreira
      23/07/2019 at 9:36 am

      Olá. Tenho zumbido no ouvido já faz algum tempo e sensibilidade a sons corriqueiros parece q os ossos do ouvido estão moídos e se enchem quando alguém fala alto ou coisa assim e o zumbido está aumentando antes era só a noite agora é 24 horas por dia já não sei mais o q fazer .se puder me ajudar por favor

      Responder
  • Ignácio Moura neto
    31/05/2019 at 6:59 pm

    Estou no inferno! Desejo hiperacusia aos charlatães que me roubaram milhares de reais prometendo cura com um aparelho auditivo!

    Responder
    • Pryscilla Cricio
      17/08/2020 at 6:08 pm

      Olá Ignácio,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Responder
  • Márcia
    18/03/2019 at 7:18 am

    Bom dia
    Meu filho adquiriu Hiperacusia através de um grito de uma menina de escola. Fazem 2 anos, mês passado ele ficou internado um mês por conta de depressão, pois ele não tem vida social.
    Gostaria de trocar experiências .
    Através da internet procurei médicos ou medicamentos, vi que não tem especialistas para essa doença. Gostaria de trocar experiência.
    Já estamos no limite do desespero
    Obrigada
    Márcia

    Responder
    • Clara Craveiro
      21/11/2019 at 3:09 pm

      Bom meu nome é Clara, meu esposo sofre com isso a 10 anos, sendo q a 5 meses piorou muiito,não temos mais vida social,evitamos lugares cheios e ele não dirige muito, por conta do barulho do trânsito.Estou levando ele ao Psiquiatra e ele passou uma.medicacao onde ele relacha mais e consegue lidar melhor com barulho, mais o extress, correia, agito, piora muito! Acho q a saída é um psiquiatra q com medicação, tenta levar o paciente a relachar e te dar ter uma.vida melhor, ou seja digna.Estamos TB nesta luta e crendo em dias melhores. Deus aos abençoe!

      Responder
      • Pryscilla Cricio
        07/08/2020 at 2:14 pm

        Olá Clara,

        Tudo bem?

        Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

        https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

        E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

        https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

        Estamos te esperando!

        Abraços,

        Equipe Surdos Que Ouvem

        Responder
    • Pryscilla Cricio
      18/08/2020 at 6:30 pm

      Olá Márcia,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Responder
  • […] Laranja também inclui o combate a outros dois tipos de incômodo no ouvido, a misofonia e a hiperacusia, com dias nacionais de conscientização em 12/11 e 13/11, […]

    Responder
  • Vera Lúcia V.Motta
    09/09/2018 at 1:11 am

    Olá, pesquisando cheguei até você. Muito bom o relato pois tenho percebido que parece que estou “ouvindo em excesso” mas isso só ocorre com certos sons, como música muito alta e gritos de crianças. Também alguns apitos que são bem irritantes. Bom poder falar disso, pois a nossa postura é ficar mais isolada.Tentarei buscar mais a respeito do assunto.
    Abraço.

    Responder
    • Pryscilla Cricio
      26/08/2020 at 4:10 pm

      Olá Vera,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Responder
  • Milena
    12/05/2018 at 4:28 pm

    Olá rcnp tenho este mesmo problema mais sou casada e tenho amigos, sei muito bem como é essa tortura que você sente. Meu nome é Milena, se quiser converssar meu email é: milena050315 @gmail.com.
    Paula me ajudou muito obrigada.

    Responder
  • Leo
    25/03/2018 at 2:47 am

    RCNP, eu gostaria muito de conversar contigo. Acabei de saber que um conhecido meu sofre de hyperacusia. E pesquisando o tema, cheguei ao seu relato.

    Responder
  • RCNP
    09/02/2018 at 4:41 pm

    Eu tenho isso desde os 13 anos e hoje estou com 30, certos sons feitos pelo meu pai e pelo passarinho Ben-Te-Vi me machucam de uma maneira insuportável, é horrível minha relação com meu pai fica prejudicada, as pessoas pensam que eu sou maluco, junto com isso veio o vitiligo, a obesidade, o medo, o pavor, a raiva e a desconfiança das pessoas, tenho 30 anos e sou virgem, nunca tive uma namorada sequer beijei uma moça na boca, minha vida é um tormento cotidiano que só irá terminar na minha morte. Não tenho ninguém que de fato possa chamar de amigo, apenas conhecidos que converso dia sim e dia não. Fico sempre isolado, e não me comunico com ninguém e as pessoas me acham ridículo ou mal-educado, zombam ou tem medo de mim. É um Inferno.

    Responder
    • AleValle
      16/03/2018 at 11:27 pm

      Olá RCNP.
      Eu estou fazendo uma pesquisa sobre um outro problema que eu tenho. É diferente desse. Eu tenho medo, e sinto ansiedade com barulhos específicos que estouram. Como por exemplo: fogos de artifício, bolas de aniversário estourando, ou qualquer outro som que vem de repente e vai embora. Numa fração de segundos sei lá, como um tiro mesmo.
      Enfim, deve ser difícil ter o que você tem, é diferente do meu problema, mas se quiser conversar, desabafar, manda um e-mail para mim: ale.valle93@gmail.com com o título : RCNP – Hiperacusia.

      Responder

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.