Destaques Histórias dos Leitores Implante Coclear

A ativação do implante coclear da Sil

Eu estava no Canadá quando recebi a mensagem da Silvani Marcolino junto com o vídeo da ativação do implante coclear dela. Achei tão lindo e me emocionei tanto que pedi que a Sil escrevesse um pouquinho sobre a sua trajetória rumo ao som e, para meu espanto, o Crônicas faz muita parte dessa trajetória. Ela é um poço de coragem, persistência, resiliência e vontade de ouvir, fiquei absolutamente admirada. E feliz, MUITO feliz de ver uma leitora-amiga realizar um sonho tão bonito e compartilhar conosco. Inspirem-se! Quem quiser ver como foi a minha ativação em 11/11/2013, inscreva-se no meu Canal do YouTube e assista aos dois vídeos. 🙂

‘Paula,

Tudo começou em 2011. Minha família tem herança genética de insuficiência renal. Por isso comecei a fazer Hemodiálise em abril daquele ano. Nas sessões de diálise, eu sentia muita dor de cabeça e fui investigar a causa. Descobri 4 aneurismas cerebrais, 2 de cada lado da cabeça. Comecei então a via sacra para escolher o médico cirurgião e finalmente em 17/11/11 entrei para cirurgia para corrigir dois deles. Entrei ouvindo e sai com perda auditiva bilateral, com causa não identificada aos 47 anos. A suspeita dos vários médicos que consultei depois era que eu poderia ter perdido a audição na profilaxia com antibiótico para a cirurgia. Por ter insuficiência renal, sou mais sensível. Mas nada foi comprovado até hoje.

Meus 3 filhos ficaram muito abalados e começaram a pesquisar tudo. Minha filha que mora em São Paulo encontrou uma matéria sobre você em um vôo da TAM. Ela ficou muito empolgada com o que leu e me disse: “Mãe, procura esse blog. Acho que vai nos ajudar muito.” E não deu outra. Foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido. Descobri que não estava sozinha, descobri que tinha como melhorar a minha qualidade de audição e de vida usando aparelhos e sabendo das histórias de tanta gente que estava na minha situação. Dividir, ouvir, compartilhar a luta, o sofrimento, as dificuldades me empurrou e eu me tornei leitora assídua do blog e, claro, comprei o livro e dividi a leitura com várias pessoas. Fono, família, amigos. Foi maravilhoso as pessoas me entenderem.

Quando voce fez o seu primeiro implante, fiquei muito feliz com o resultado, com a sua alegria e a minha esperança renasceu. Porém, eu não podia ainda implantar naquela época. Ainda tinha 2 aneurismas no lado direito da cabeça pra tratar. Comecei então a batalha pela segunda cirurgia, com receio de todas as possíveis consequências. Mas eu não podia me entregar. Ao lado dos meus filhos, que nunca me abandonaram, procurei um novo médico, porque o meu cirurgião havia falecido no ano da minha primeira cirurgia. Depois de muita peregrinação, escolhi o cirurgião e em janeiro de 2015, operei de novo. Dessa vez, sem sequela nenhuma, apesar do pós-operatório ter sido muito, muito sofrido. Mas…. Passou… Recuperada dos aneurismas, comecei a batalha pelo implante. Tudo um pouco mais complicado por causa da insuficiência renal.

Eu queria muito ter qualidade de vida, voltar a viver escutando todos os sons que perdi. Por causa do Crônicas da Surdez, eu soube que era possível, e como era possível… As experiências, os relatos das pessoas com conhecimento de causa me estimularam, me empolgaram, me deram coragem de enfrentar de novo a terceira cirurgia de risco. Minha família, meus 3 filhos queriam tanto quanto eu. E me apoiaram e ajudaram em tudo e em todos os momentos. No dia anterior à cirurgia, descobri que o aparelho fornecido pela Unimed não era de última geração. Havia um mais moderno. Recorri ao Crônicas, pedi ajuda e você, de forma incrível, respondeu prontamente todas as minhas dúvidas. Faltavam só 24 horas para a cirugia. Eu não tinha tempo. Foi maravilhoso e surpreendente poder contar com as informações, a atenção e o carinho que você me dispensou, Paula. Você me tratou pelo meu apelido, Sil, que só os mais íntimos usam. Isso foi reconfortante… Me senti apoiada. Eu me senti muito segura. E fui em frente! Eu desejo que todos, todos os DA do mundo possam viver o momento único que vivi no dia do acionamento do meu implante. Muito obrigada ao Crônicas da Surdez, por tudo, até aqui. E, claro, nunca deixo de acompanhar.’

68 amaram.

Sobre a Autora

Paula Pfeifer Moreira

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 36 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

4 Comentários

  • Oi Paula, sou irmã da Sil….

    Quero lhe parabenizar por esse trabalho fantástico que você faz e que tanto ajudou, também, a minha irma amada.

    Você que ja passou por isso sabe da alegria e da sensação imensurável de aprender a escutar sem ouvir e de voltar a ouvir com o implante. Esse vídeo da Sil demonstra do principio ao fim este momento.

    Muito obrigada e por favor..NÃO PARE NUNCA….

    Grande abraço carinhoso e agradecido.

    Sibeli Marcolino

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.