Menu
Implante Coclear / Relatos de Pessoas com Deficiência Auditiva / Surdez / Surdos Que Ouvem

IMPLANTE COCLEAR em idosos: relato da sra. Yukico Yamacita

A sra. Yukico é um membro muito importante e querido do nosso Clube dos Surdos Que Ouvem. Eu lembro quando ela me escreveu pela primeira vez com dúvidas sobre o implante coclear. A verdade é que ouvir bem não tem idade – e nada pode ser mais terrível do que alguém dizer que ‘ouvir mal é normal com a idade‘. Não é normal, e nós precisamos da audição em todas as fases da vida para podermos nos comunicar. Além disso, a reabilitação auditiva está aí para ajudar a TODOS, independente de quanto anos de vida temos.
A Sra. Yukico corajosamente fez um IC e voltou a ouvir. Também jamais vou esquecer de quando ela foi ao palco do Conexões Sonoras São Paulo contar a sua história, porque chorei litros. Chorei de orgulho, de emoção e de felicidade por vê-la tão feliz por ter voltado ao mundo dos sons. E hoje, com muita alegria, compartilho com vocês o depoimento da sra. Yukico sobre implante coclear em idosos.
“O tempo vai passando e, a cada ano, a caixa da minha memória, outrora cheia de lembranças boas, alegres, felizes, ou mesmo de tristezas e frustrações, vai se esvaziando e se perdendo no tempo. Na caixa agora só restam poucas lembranças do passado, e mais fatos atuais.  Mesmo assim, para colaborar com a nossa querida Paula, vou relatar a história da minha surdez. Como mencionei acima, já não lembro de certos detalhes, mas vamos lá…
Descobri que era surda quando estive no Japão à trabalho como “Dekassegui”. Na época, tinha 53 anos. As colegas que trabalhavam ao meu lado sempre me diziam: “dona Yukico, o chefe está chamando”. Eu não ouvia direito e não sabia disso.
Após voltar ao Brasil fui fazer uma consulta com um médico Otorrinolaringologista. Fiz audiometria e o médico disse para suspender o consumo de açúcar, café e mais alguma coisa. Receitou tomar Ginkobiloba. Segui cegamente o conselho do otorrino crente que iria melhorar ou sarar…
Passou muito tempo e passeio a ouvir cada vez menos. Minha cunhada, que era usuária de aparelhos auditivos há muito tempo, me deu de presente um aparelho que não servia mais para ela. Corri para uma clínica para ajustar no grau da minha surdez. Comecei a ouvir bem e fiquei muito feliz. Com o passar dos anos, tive que trocar por aparelhos auditivos com som mais potente, pois com a surdez se agravando, os aparelhos não ajudam em mais nada.

O IMPLANTE COCLEAR AOS 82 ANOS

A única alternativa para o meu caso era fazer um implante coclear. Se eu fiz?  Sim, fiz o implante. Mas para chegar ao IC, vão ver como foi fundamental e importante o blog “Crônicas da Surdez”. Mesmo usando dois aparelhos auditivos com sons bem potentes, eu não entendia nada o que as pessoas falavam. Assim, fiquei uns dez anos no silêncio. Me tornei antisocial, triste e sem motivação. Não conversava, não saía de casa…
Meu único companheiro era um notebook que ganhei de presente num Natal. Me ensinaram a escrever e enviar mensagens para meus familiares que moram em locais distantes, assim como olhar o Facebook, etc. Achei legal, e não parei mais de vasculhar o Facebook e de  trocar mensagens com pessoas que nem conhecia, rsrs.
Um certo dia me deparei com um blog chamado “Crônicas da Surdez“, da Paula Pfeifer. Fiquei interessada sobre o assunto Surdez e pelos comentários das pessoas que tinham o mesmo problema que eu tinha. Eu ainda nem pensava em fazer um implante coclear no ouvido. Achava que era impossível, pois tinha mais de 80 anos. Pelo sim ou pelo não, tomei coragem e escrevi para a Paula, perguntando se era  possível. Para minha surpresa, ela me respondeu dizendo que sim, e ela me indicou uma pessoa quase da minha idade que tinha feito o implante, para que eu trocasse mensagens sobre a cirurgia e tirasse dúvidas.
Era a Sra. Joselina, que me incentivou e esclareceu muitas dúvidas que eu tinha Obrigada, Joselina. Valeu! E muitos seguidores do Crônicas da Surdez me incentivaram e me deram força para que eu fizesse a cirurgia. Assim, com 82 anos fiz o Implante coclear para tentar voltar a ouvir.
A cirurgia foi um sucesso e a recuperação foi rápida e tranquila. A maior surpresa foi na ativação do IC. A fono disse que era a primeira vez que acontecia isso com ela. Após a ativação saí do consultório ouvindo e entendendo bem. Aleluia! Gratidão a Deus  Foi só emoção, alegria e felicidade.
Fica aqui o meu sincero agradecimento a todos que torceram por mim. Enorme GRATIDÃO, especialmente, à Paula Pfeifer e Maria de Menicucci. Fica aqui, também, um conselho para os idosos que querem fazer o Implante Coclear, mas estão com medo: vão em frente, porque a cirurgia é tranquila.  Voltar a ouvir é o recomeço de uma nova vida com alegrias e felicidades. Abraços, Yukico Yamacita.”

VEJA a sra. Yukico no Conexões Sonoras São Paulo

CLUBE DOS SURDOS QUE OUVEM

clube dos surdos que ouvem

Como MEMBRO do Clube dos Surdos Que Ouvem, você tem acesso às nossas comunidades digitais, conteúdos exclusivos, descontos em produtos e acesso aos nossos cursos. E o mais importante: a sua jornada da surdez deixa de ser solitária e desinformada e passa a ser muito mais leve, simples e cheia de amigos.

São 20 mil usuários de próteses auditivas com os mais diferentes tipos e graus de surdez para você conversar sobre as suas dúvidas a respeito do universo da deficiência auditiva.

Estar em contato direto com quem já passou pelo que você está passando faz toda a diferença! Vem com a gente aprender a retomar a sua qualidade de vida e a economizar milhares de reais na hora de comprar um par de aparelho auditivo – ou até mesmo a como conseguir aparelhos auditivos grátis quando você não tem grana para comprar do próprio bolso!

Se você for mãe ou pai de uma criança com perda auditiva, uma das comunidades digitais do Clube é um Grupo de Telegram com centenas de famílias se ajudando mutuamente todos os dias.



About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

1 Comment

  • Geisa Tanganeli
    29/09/2022 at 16:11

    Me lembro do depoimento da Sra. Yukiko no Conexões Sonoras em SP. Realmente, foi muito emocionante!
    Abraço

    Reply

Leave a Reply