Menu
Aparelhos Auditivos / Surdez / Surdos Que Ouvem

Perguntas sobre APARELHO AUDITIVO para BEBÊ e CRIANÇA

Aparelho auditivo para bebê e criança é um assunto muito sério, porque a perda auditiva (independente do grau) é considerada uma URGÊNCIA MÉDICA nos pequenos. Sabe por que? Pelos incontáveis prejuízos, a nível cerebral, que a perda auditiva não tratada acarreta para um ser humano, especialmente os que estão em fase de aquisição de fala e linguagem.

Todos os dias recebo mensagens de mães perdidas e desesperadas porque seu bebê ou sua criança recebeu um diagnóstico de surdez e elas precisam descobrir qual é o melhor aparelho auditivo para  o seu filho. Adaptação de aparelho auditivo em bebê e criança é assunto SÉRIO. Convidei a fonoaudióloga Sandra Giorgi Santanna, de São Paulo, para explicar um pouco sobre o assunto. A Sandra é uma fonoaudióloga reabilitadora com décadas de experiência em aparelho auditivo pediátrico e implante coclear, uma pessoa incrível da minha mais extrema confiança (ela inclusive participou da ativação do meu segundo ouvido biônico em 2016).

Se você é mãe de uma criança com perda auditiva, torne-se membro do CLUBE DOS SURDOS QUE OUVEM para interagir diretamente com outras 200 famílias, compartilhar experiências e tirar todas as suas dúvidas sobre aparelho auditivo para criança.

Bebês e crianças têm a orelha menor que o adulto, estão em fase de desenvolvimento de linguagem e auditivo, por isso os algoritmos (fórmulas matemáticas usadas para cálculo de ganho e saida) são diferentes das próteses auditivas. Microfone e redutor de ruídos funcionam diferente. Além disto são compatíveis com sistema auxiliar de escuta individual da própria marca, que podem ser indicados para o uso na escola e outros ambientes desafiadores. Dito isto é fundamental que a adaptação da prótese auditiva em criança seja ela qual for, seja feita baseada nas medidas objetivas da orelha da criança. É o que chamamos de ganho de inserção, mapeamento de fala ou medidas com microfone sonda. Existem fonos especializadas em adaptação pediátrica e é muito importante que você peça indicação de confiança a outros pais de crianças surdas.

 

CLUBE DOS SURDOS QUE OUVEM: junte-se a nós!

grupo de surdos que ouvem deficiência auditiva surdez

A sua jornada da surdez não precisa ser solitária e desinformada! Para que ela seja mais leve, simples e cheia de amigos, torne-se MEMBRO do Clube dos Surdos Que Ouvem. No Clube, você terá acesso às nossas comunidades digitais (grupos no Facebook, Whatsapp e no Telegram), conteúdos exclusivos, descontos em produtos e acesso aos nossos cursos*.

São 21.700 usuários de aparelhos auditivos e implante coclear com os mais diferentes tipos e graus de surdez para você conversar e tirar suas dúvidas a respeito do universo da deficiência auditiva (direitos, aparelhos, médicos, fonos, implante, concursos, etc).

MOTIVOS para entrar para o Clube dos Surdos Que Ouvem:

  1. Estar em contato direto com quem já passou pelo que você está passando (isso faz toda a diferença!)
  2. Economizar milhares de reais na compra dos seus aparelhos auditivos
  3. Aprender a conseguir aparelho de audição gratuito pelo SUS
  4. Não cair em golpes (a internet está abarrotada de golpistas do zumbido, de aparelhos de surdez falsos e profissionais de saúde que não são especializados em perda auditiva!)
  5. Conversar com milhares de pessoas que têm surdez, otosclerose, síndromes e usam aparelhos para ouvir melhor
  6. Conhecer centenas de famílias de crianças com perda auditiva
  7. Fazer amigos, sair do isolamento e retomar sua qualidade de vida
  8. Pegar indicações de médico otorrino especialista em surdez e fonoaudiólogos do Brasil com pessoas de confiança

Se você for mãe ou pai de uma criança com perda auditiva, uma das comunidades digitais do Clube é um Grupo de Telegram com centenas de famílias se ajudando mutuamente todos os dias.

APARELHO AUDITIVO PARA BEBÊS E CRIANÇAS – por Sandra Giorgi Santanna

Após o diagnóstico da perda auditiva, que desperta inúmeros sentimentos como raiva, culpa, negação, luto, a família precisa conseguir forças para iniciar o processo de seleção e adaptação dos aparelhos auditivos.

São tantas dúvidas ao mesmo tempo…Dá para escolher o aparelho auditivo se meu filho só tem um BERA Click? Onde compra? Qualquer aparelho serve para criança? Qual o melhor aparelho auditivo para criança? Por que é tão caro? Tem que usar mesmo? Qualquer fonoaudióloga trabalha com aparelhos auditivos? Por que meu filho precisa de aparelho auditivo se ele vai fazer um implante coclear?

Ufa! Vou tentar colocar aqui todas as informações essenciais para auxiliar vocês neste caminho. Vamos lá! Pergunta por pergunta. Todas elas são importantes, independente da ordem que aparecem aqui e as respostas são baseadas no padrão ouro de conduta, que todas as crianças merecem, não é mesmo?!

Phonak e Óticos são as empresas que focam em pesquisas voltadas para a adaptação pediátrico e desenvolveram linhas de prótese auditiva com características para esse público.

É possível ajustar a prótese auditiva baseando-se apenas no BERA click?

O BERA Click demonstra a integridade da via auditiva, porém para o ajuste da prótese auditiva dos bebês o que precisamos é de um exame eletrofisiológico que demonstre limiares por via aérea e via óssea nas frequências de 500, 1000, 2000 e 4000Hz. Além disto sempre deve ser feita também uma avaliação auditiva comportamental. É mais fácil do que parece realizar uma audiometria infantil, com profissionais capacitados.

Toda fonoaudióloga trabalha com aparelho auditivo?

Não. O atendimento de crianças com perda de audição deve ser feito por fonoaudióloga especializada em prótese auditiva para crianças. O padrão ouro é que a fonoaudióloga tenha todos os equipamentos que permitem as medidas objetivas da orelha, para que os ajustes sejam realizados de forma a garantir o melhor acesso aos sons de fala possível. Leia sobre mapeamento da fala .

Onde consigo um aparelho auditivo para criança?

Existe 4 formas de testar e adquirir a prótese auditiva para o seu filho pequeno:

  1. Com encaminhamento via posto de saúde: Existem vários serviços SUS que testam e adaptam aparelho auditivo para bebês e crianças.
  2. Loja de aparelho auditivo: Normalmente a loja trabalha apenas com uma marca de aparelho auditivo. A fonoaudióloga é contratada por essa empresa e por isso o paciente não paga pelo serviço. Não são todas as lojas que têm fonoaudióloga especializada para atender bebê e criança, e é por isso que pedir indicações de confiança para outras mães que já passaram por isso é tão importante!
  3. Fonoaudióloga que representa uma marca de prótese auditiva: Neste caso a fonoaudióloga tem um consultório e revende, normalmente, uma marca de aparelho. Neste caso as consultas são pagas e é preciso saber se a fono atende bebês e crianças e se tem os equipamentos para fazer as medidas objetivas necessárias para o ajuste. O tempo de empréstimo do aparelho normalmente é maior do que na loja e no SUS.
  4. Fonoaudióloga que atende em consultório e pode testar várias marcas de aparelhos auditivos: Neste caso a consulta é particular e a fonoaudióloga tem mais liberdade para selecionar a prótese auditiva que oferece o melhor ganho auditivo para cada indivíduo. Lembrem-se de verificar a especialização da fono na área infantil. O tempo de empréstimo da prótese auditiva é bem flexível e pode ser feito com mais de uma marca.

Qualquer aparelho auditivo serve para um bebê ou uma criaça? Qual é o melhor aparelho auditivo para bebês e crianças?

Atualmente existem duas marcas de aparelho auditivo especializadas em bebês e crianças: Phonak e Oticon. Eu daria preferência para elas. Dentro disto o que determina o melhor aparelho auditivo depende do grau e tipo de perda auditiva, das necessidades decorrentes da idade e das características físicas da orelha de cada um. Vale ressaltar que para bebês e crianças a adaptação deve ser feita com moldes convencionais. O receptor no canal não é indicado nos aparelhos auditivos para bebês e crianças.

Por que é tão caro?

Bom, para entendermos o porquê do valor, é preciso saber que a tecnologia envolvida na miniaturização das peças, bem como a qualidade dos componentes de uma tecnologia tão específica e que terá um uso intenso, é cara.

Mas, existem linhas de aparelhos com mais ou menos recursos e algoritmos. Para bebês e crianças alguns recursos são dispensáveis, sendo assim, nem sempre o top de linha (o mais caro) é o mais indicado. O convênio de saúde não cobre a prótese auditiva, mas existe o serviço SUS, que doa próteses auditivas de qualidade, das mesmas marcas e fabricantes que você encontra nas lojas.

Bebês e crianças com surdez têm mesmo que usar aparelho auditivo?

SIM!! A frase que melhor representa como deve ser o uso de uma prótese auditiva é: “olhos abertos, aparelhos ligados”. É assim que precisa ser o estímulo, independente do grau da perda auditiva, para que a região do cérebro responsável pela audição possa de desenvolver plenamente.

Lembre-se, qualquer mudança de comportamento auditivo e de linguagem são indícios de que é necessário passar no Otorrinolaringologista e retornar na Fonoaudióloga. Sei que o caminho do bebê e da criança requer muita dedicação, paciência e persistência, sendo que a integração família/profissional é o fator determinante para o melhor desenvolvimento.

o melhor aparelho auditivo

Os erros que você NÃO PODE cometer ao comprar APARELHO AUDITIVO

Eu já passei pela saga da compra de aparelhos auditivos várias vezes. Já fui convencida a me endividar para comprar um aparelho auditivo “discreto e invisível” que sequer atendia a minha surdez. Já fui enganada ao levar um aparelho auditivo para o conserto na loja onde o comprei: a fonoaudióloga disse que ele não servia mais para mim sem sequer verificá-lo ou fazer uma nova audiometria. Já quase caí no conto do vigário de gastar uma fortuna num aparelho auditivo para surdez profunda “top de linha”, cujos recursos eu jamais poderia aproveitar devido à gravidade da minha surdez. Já fui pressionada a comprar um aparelho auditivo porque supostamente a “promoção imperdível” duraria apenas até o dia seguinte. E também quase cometi a burrada de comprar um aparelho de surdez que já estava quase saindo de linha por causa de um desconto estratosférico que ‘acabava amanhã’.

Mas VOCÊ não precisa passar por isso.

Criei um curso online rápido de 1h e 30min de duração que reúne tudo o que aprendi em 41 anos convivendo com a surdez 24hs por dia e que vai te fazer economizar muito dinheiro, tempo e energia para voltar a ouvir. Nele, você vai conhecer as PIORES PRÁTICAS da indústria da audição e tudo o que você precisa saber e perguntar ao profissional de saúde que estiver testando AASI com você.  Torne-se aluno AQUI.

O que você tem que saber ANTES de comprar um APARELHO AUDITIVO para não cometer ERROS:

Aqui estão as aulas que você vai assistir para comprar o seu aparelho de audição com segurança:

CURSOS SURDOS QUE OUVEM

 

 






About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

No Comments

    Leave a Reply