Menu
Deficiência Auditiva

Implante de condução óssea: como funciona, marcas e modelos

Vamos conhecer mais um pouco sobre o sistema de condução óssea e suas aplicações? O implante de condução óssea também é conhecido como PAAO, prótese auditiva ancorada no osso, ou seja, é um aparelho auditivo que fica preso no osso do crânio.

Como funciona o sistema de condução óssea?

 

  1. O processador de fala (aparelho) captura o som.

 

  1. O aparelho converterá o som em vibração, ou seja, o aparelho vibra. O osso, onde foi instalado o sistema de ancoragem do aparelho, irá absorver a vibração emitida pelo aparelho.

 

  1. Por meio da vibração, o som será conduzido pelo osso do crânio até o ouvido interno, chegando até a cóclea (que é o caracolzinho da imagem acima).

 

  1. A cóclea irá receber o som por meio da vibração e converterá em estímulos auditivos, permitindo que a pessoa ouça.

 

Quem se beneficia com o implante de condução óssea?

  • Malformações da orelha externa e média (Microtia)
  • Surdez condutiva com dificuldade de adaptar AASI
  • Surdez neurossensorial profunda unilateral

Como funciona na surdez unilateral?

Os surdos unilaterais possuem um ouvido com perda profunda, e outro ouvido  com audição normal. O aparelho de condução óssea é colocado no lado com perda auditiva, e conduz o som por vibração óssea até o outro ouvido, que irá ouvir e trabalhar por dois. É uma ferramenta para eliminar efeito sombra do lado surdo.

Para ouvir com o aparelho de condução óssea, é necessário ter cóclea em bom funcionamento, por isso no caso da surdez unilateral a pessoa não vai ouvir do lado implantado, mas no lado oposto.

Esta tecnologia auditiva é uma opção ao sistema CROSS de AASI, que também leva o som para o ouvido bom.

IMPLANTE PERCUTÂNEO

Este tipo de implante percutâneo utiliza um pino instalado superficialmente na região óssea atrás da orelha, instalado em uma micro cirurgia (não envolve abertura do ouvido). O pino osteoancorado serve para absorver melhor a vibração do aparelho e assim ter melhor qualidade do som.

Modelo: BAHA (Bone Anchored Hearind Aids)

Marca: Cochlear

Modelo: Ponto

Marca: Oticon Medical

IMPLANTE TRANSCUTÂNEO

 O implante transcutâneo consiste em implante de imã ou chip com vibrador ósseo por baixo da pele e os processadores externos se conectam por sobre uma pela intacta, com ímãs semelhantes aos do Implante Coclear.

Modelo: BAHA Attract

Marca: Cochlear

No caso do modelo BAHA Attract, o invés de um pino (BAHA Connect), implanta-se um imã por baixo da pele.

Modelo: Osia

Marca: Cochlear

Modelo: Bonebridge

Marca: MED-EL

Para quem não pode implantar ou não deseja realizar o implante:

A idade mínima para realização do implante é de 5 anos de idade, em função da falta de amadurecimento ósseo do crânio (em crianças, o osso ainda é muito fino para segurar o implante). Por isso as crianças menores devem usar arcos ou faixas com os aparelhos acoplados no acessório. Os mesmos acessórios também podem ser usados pelos adultos que não desejam realizar a cirurgia de implante.

BAHA – Cochlear

Ponto – Oticon Medical

AdHear – MED-EL

A prótese é colada através de um adesivo atrás da orelha.

Qual desses aparelhos de condução óssea é melhor para mim?

Cada aparelho de condução óssea tem suas particularidades, como potência, por exemplo. O otorrinolaringologista especializado em surdez e sua equipe irão indicar os modelos adequados para o seu caso.

A vantagem do implante de condução óssea é que o paciente pode testar – diferente do implante coclear. Ao analisar a qualidade do som, o paciente pode decidir com qual se sente mais confortável e qual possui a melhor qualidade sonora, no seu caso.

Post escrito com a colaboração de Maria de Menicucci

Sobre

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 38 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

Sem comentários

    Escreva um comentário

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Iniciar conversa
    Marque a sua consulta na Clínica Sonora