Ícone do site Crônicas da Surdez – Surdos Que Ouvem – por Paula Pfeifer

O lado bom da crise do Coronavírus

O lado bom da crise que estamos vivendo com a pandemia do Croronavírus existe. Bastam poucos minutos de reflexão para perceber que o lado bom de toda crise são as oportunidades que ela gera.

Fiz uma lista de coisas que você pode ver como oportunidades e, quem sabe, colocá-las em prática nestes dias de isolamento social e quarentena.

Engajar os colegas de trabalho

Esse momento pode ser uma virada de chave incrível para os surdos que ouvem no ambiente de trabalho, pois muitos colegas e gestores, inclusive, terão que sair do armário da surdez, uma vez que calls e videocalls fazem com que a gente precise mostrar que necessita de ferramentas de acessibilidade.

O fato de quase todos precisarmos trabalhar home office agora fez com que os nossos colegas de trabalho passassem a conhecer algumas coisas que só nós conhecíamos. Por exemplo: como é difícil entender a fala num ambiente ruidoso. Videocalls ficam à mercê do silêncio dos ambientes nos quais as pessoas estão, e quando todos estão trancados em casa com crianças e cachorros, estão todos no mesmo barco!

Seus colegas também participaram, com certeza, de algum call em inglês e não entenderam nem metade do que foi dito. Por isso, essa é uma oportunidade de ouro para você enfatizar junto ao seu gestor, sua empresa e seus colegas, a importância da acessibilidade.

As ferramentas que te ajudam a participar de reuniões virtuais podem ajudar a empresa inteira! Boa hora para escrever um email para o seu time falando que acessibilidade é assim: quando menos esperamos, ela ajuda a todos.

Fazer uma consulta médica

Os surdos que não moram em grandes centros acabam, muitas vezes, longe dos otorrinos especializados em surdez. Esta crise fez com que o Conselho Federal de Medicina liberasse, em caráter extraordinário, a telemedicinaleia mais sobre isso aqui. Enquanto durar a COVID-19, os médicos brasileiros podem atender seus pacientes via teleorientação.

Essa pode ser uma chance de ouro para consultar com aquele médico que você sempre quis mas que a distância impedia. Sem falar que, se você não mora na mesma cidade que o médico que gostaria de consultar, essa é a sua oportunidade de não ter gastos com vôos, hospedagem, alimentação…

Intensificar o treinamento auditivo

A desculpa da maioria das pessoas para fugir do treinamento auditivo é falta de tempo. Se você tem deficiência auditiva e está com tempo livre de sobra, use-o de um modo inteligente: fazendo algo de bom pelo seu cérebro para ele te ajudar a ouvir melhor.

Nós já preparamos um post com Dicas de Apps Grátis para você fazer treinamento auditivo em casa.

Um modo divertido e eficiente de fazer treinamento auditivo é parear seu implante coclear ou aparelho auditivo com seu celular, tablet, notebook ou TV e assistir seriados com o áudio original e as legendas ativadas!

Engajar a família

Aproveite que estão todos confinados em casa para manter as legendas da TV sempre ativas e, assim, enfatizar para a família o quanto você precisa delas. Fazer com que todos entendam a importância da empatia e da acessibilidade nas relações familiares, num momento de crise tão aguda é fundamental. E esse trabalho, meu amigo, é todo seu!

Quanto mais você mostrar, de maneiras didáticas e no exato momento em que elas acontecem, como pequenas atitudes da parte dos seus filhos, marido, esposa, mãe, etc podem fazer toda a diferença para a sua qualidade de vida, mais você conseguirá engajá-los!

Alguns exemplos úteis!

Se alguém desativar s legendas da TV, quando estiverem todos sentados assistindo ao Jornal Nacional, ative as legendas e diga: “Vocês querem que eu me mantenha segura, certo? Então mantenham as legendas SEMPRE ativadas para que eu possa entender 100% do que é dito na TV! Conto com a colaboração de todos!”

Se alguém mandar áudio no WhatsApp, mande fotos do escuro. Quando a pessoa perguntar “o que é isso?”, responda “Pois é, é a mesma pergunta que me faço quando você me envia áudio mesmo sabendo que não consigo entender! Será que você pode escrever sempre suas mensagens? Obrigada”.

Usar o seus aparelhos o tempo todo

Por incrível que pareça, muita gente não usa os aparelhos auditivos/implante coclear em casa. A alegação é sempre a mesma: “em casa não precisa”, “chego muito cansado do trabalho/faculdade e não quero ouvir mais nada”.

Aí está uma chance imperdível de usar seus aparelhos da manhã à noite no seu ambiente, descobrir todos os sons da sua casa – e de brinde, da casa dos seus vizinhos, rsrsrs – e não deixar o seu cérebro em modo hibernação por pura preguiça!

Vou contar algo que aconteceu comigo durante a pandemia!

Na primeira semana de isolamento, como fiquei sozinha em casa com meu filho pequeno por sete dias, achei mais fácil usar só um implante. Uma semana depois, eis o resultado da minha falta de noção e preguiça: quando pus os dois novamente, o som estava muito estranho, fiquei tonta, o cérebro não queria aquilo de jeito nenhum e minha compreensão de fala despencou!

Em questão de uma semana desregulei um trabalho de sete anos. E foi assim que aprendi que a nossa casa é o ambiente no qual mais devemos usar as nossas próteses. Deixar seus AASIs/ICs de lado, sem uso, durante a pandemia – ou usá-los pela metade como eu fiz – é a PIOR coisa que você pode fazer.

Dar mais do que você recebe

Que tal entrar no nosso Grupo no Facebook e participar de, pelo menos, dez discussões por lá todos dias? Compartilhando suas experiências e conhecimento, você pode ajudar MUITA gente!

Sair da versão mobile