Menu
Deficiência Auditiva / Histórias dos Leitores

Professora surda que ouve: a história da Vanessa

professora surda

Meu nome é Vanessa Cardoso, e sou uma surda que ouve. Eu comecei a ter otites aos 5 meses de idade. E logo as infecções foram ficando intensas e mal curadas, sendo assim, diagnosticada com colesteatoma.

A minha perda de audição ocorreu já na infância e foi se agravando com os anos.  

A surdez na infância

Sempre tive muita dificuldade para ouvir, desde os tempos de escola. Lembro-me da dificuldade que tinha de acompanhar o que o professor ditava, das brincadeiras de mau gosto que faziam da minha deficiência auditiva, da falta de paciência das pessoas em repetir o que eu não ouvia.

Já adulta, precisei passar por duas cirurgias de Mastoidectomia radical, pois minha perda é bilateral, sendo assim, a dificuldade de ouvir só aumentou.

Convivi muitos anos com a perda auditiva, e só consegui recuperar uma boa parte da audição com o implante de condução óssea (feito no ouvido esquerdo), o qual já uso há quase 5 anos.

Os desafios de uma professora surda que ouve

Meu maior desafio ainda é me acostumar com ambientes, onde tem muitos sons (vozes e barulhos). Como sou professora, numa escola, essas situações são ainda mais desafiadoras…

Mas é através das minhas dificuldades, que tenho a oportunidade de contar para todos que convivem comigo, minha família, amigos e no meu trabalho, o que a tecnologia, hoje me proporciona.

Sinto-me mais segura e confiante em conversar com as pessoas! 

A pandemia e a surdez

Como estamos vivendo uma situação mundial de pandemia, onde para os surdos, lidar com a falta da leitura labial é extremamente desafiador, tomei a decisão de usar o implante de condução óssea, também no lado direito.

A cirurgia ocorreu em agosto deste ano. Aguardo ansiosa para ativação. Através do uso bilateral, terei ainda mais qualidade de compreensão dos sons.

O projeto Surdos Que Ouvem

O projeto #SurdosQueOuvem recebe meu total apoio, pois é uma forma que as pessoas têm de divulgarem as suas histórias, e incentivar outras pessoas a procurarem uma solução para a sua surdez 

Agradeço muito a Deus pelas pessoas que ele colocou no meu caminho. Meus médicos, fonoaudiólogas e também ao meu esposo, que já está comigo há 24 anos. Desde o começo do nosso namoro, ele vem acompanhando a minha história. Sou muito grata por voltar a ouvir; por ser uma surda que ouve!    

REDES SOCIAIS SURDOS QUE OUVEM

INSCREVA-SE NA NEWSLETTER CRÔNICAS DA SURDEZ

Coloque seu email na lista

About Author

Moro no Rio de Janeiro e tenho 39 anos. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Sou autora dos Crônicas da Surdez e Novas Crônicas da Surdez.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Iniciar conversa
    Marque a sua consulta na Clínica Sonora