Menu
Crônicas da Surdez / Deficiência Auditiva

Eu também gosto de silêncio

Tem sido muito revelador reescrever posts antigos de dez anos atrás. Posso comparar minhas experiências naquela época, quando usava aparelhos auditivos, com agora, quando vivo com dois ouvidos biônicos.  As comparações que isso me permite são muito interessantes.

Como era em 2010…

Amo usar meus aparelhos auditivos. E amo não usá-los. Preciso de momentos de silêncio, ou melhor, momentos em que fico a sós com meu zumbido. Ouvir é uma delícia, mas cansa. Explico: quando uma pessoa ouve normalmente, seu cérebro sabe ‘filtrar’ os barulhos irritantes. Quando uma pessoa não ouve bem, os aparelhos amplificam tudo. E alguns barulhos causam uma angústia atordoante. Exemplos: aspirador de pó, cachorro latindo, alarme de carro soando, porta batendo.

Às vezes, após um dia estressante e cansativo, tudo o que quero é chegar em casa e me ‘desligar’.  E quando me ‘desligo’, acabo irritando todos ao meu redor. Mesmo que você passe o dia inteirinho fazendo uso da tecnologia para ouvir melhor, parece que as pessoas não perdoam que você queira ser quem efetivamente é, mesmo que só por algumas horinhas.

Acho que nem preciso comentar o fato de que até as pessoas próximas não têm muita paciência com os surdos.

Amo e sou muito grata por ter a opção de OUVIR. Fico maravilhada quando olho para os aparelhos, tão pequenos e ao mesmo tempo tão milagrosos.

Eles me tiram do estado de silêncio quase absoluto e me colocam num mundo cheio de sons. Sons que podem passar despercebidos para os ouvintes mas que causam uma felicidade enorme e vários sorrisos rasgados no rosto.

Nada se compara a estar sozinha numa sala, abrir a janela e, de repente, reconhecer um bem-te-vi cantando. Ou a estar dirigindo num dia de chuva e apreciar a sinfonia das gotas caindo nos vidros do carro.

Até uma sinfonia de dedos e unhas batendo numa mesa de madeira pode ser prazerosa – bem como entender algo que alguém falou sem olhar para o rosto da pessoa. São pequenas conquistas. São sons que os aparelhos trouxeram de volta à minha vida após tantos anos.

Mas também gosto do silêncio. Ele me proporciona um momento de meditação. Absolutamente nenhum barulho para me distrair faz com que meu cérebro e minha alma descansem um pouco desse mundo de novidades sonoras.

Acho que o som e o silêncio se complementam, e eu preciso dos dois. Muito mais do som do que do silêncio, diga-se. Hoje ele me ajuda, mas em doses homeopáticas.

Como é em 2021…

Há 10 anos, jamais havia me passado pela cabeça que eu estaria ouvindo tudo, teria um filho, moraria no Rio, teria perdido minha mãe, vencido um programa do Facebook e aberto tantas importantes para tantos surdos espalhados pelo mundo.

É bem esquisito pensar em como eu era em 2010: é como se meus medos e desesperos por causa da deficiência auditiva tivessem todos desaparecido.

Minha relação com a surdez mudou. Ela não me assusta mais. A tecnologia me permitiu contorná-la maravilhosamente, e isso facilitou muito a minha vida inteira. Me deu paz e sossego, duas coisas que eu não conhecia antes.

Sigo amando a possibilidade de ter momentos de silêncio

Uso e abuso do meu botão OFF especialmente no trabalho, quando preciso me concentrar em algo que estou escrevendo ou criando.

A possibilidade de poder me desligar por completo e não ouvir nada quando preciso ou desejo é um verdadeiro luxo. Várias pessoas que ouvem perfeitamente já me disseram que sentem inveja disso e que gostariam de poder fazer igual.

Todas as noites, durmo no mais absoluto silêncio

Só saio dessa rotina quando meu marido viaja e preciso ouvir se meu filho me chamar durante a noite. Se você me perguntar qual é a coisa que mais detesto na vida, eu diria que precisar dormir ouvindo é uma forte candidata.

Amo, valorizo e venero o silêncio para dormir. No início, depois que Lucas nasceu, foi bem sofrido precisar dormir usando IC – várias noites, passei em claro, pois qualquer mísero som me fazia acordar.

Assim que acordo, gosto de curtir um pouco de silêncio. Em geral só coloco os ICs depois de ir ao banheiro  escovar os dentes. Aí sim, meu dia começa. O mundo é mesmo muito barulhento, e as pessoas sequer se dão conta disso. O silêncio pode ser extremamente revigorante.

Após um dia de muitos sons e atividade cerebral por causa deles, confesso que não vejo a hora de poder encostar a cabeça no travesseiro, me desligar e assistir algum seriado no Netflix com legendas. O silêncio não me perturba mais porque sei que o som está ali do lado, e que basta abrir a porta para ele.

E vocês, como se sentem a respeito disso?

Venha para o Grupo Surdos Que Ouvem no Facebook

About Author

Moro no Rio de Janeiro e tenho 39 anos. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Sou autora dos Crônicas da Surdez e Novas Crônicas da Surdez.

25 Comments

  • Leonardo
    09/10/2013 at 10:14 pm

    Se eu pudesse eu serio surdo, nem que fossem apenas algumas horas por dia. Eu explico: eu sofro de uma condição chamada hiperacusia em que sons simples e comuns do dia-a-dia levam meu estresse a niveis estratosféricos. Quem me dera eu pudesse durante o dia ter o silêncio absoluto para poder pensar melhor sem ter essas preocupação constante com sons. Até sons de carros, latidos de cachorros, tão comuns no dia a dia me irritam. É uma condição muito chata. Eu atinjo esse silêncio desejado através de abafadores auditivos, esses usados por operadores de britadeiras.
    Só quis deixar meu depoimento por aqui. Eu também adoro o silêncio.

    Reply
  • Lara
    16/04/2011 at 2:15 am

    Sei que este post é antigo! Mas estou conhecendo ja que descobri seu blog antes de ontem né? Adorei seu post sobre o silêncio!

    Quem não ama??? Claro que pra deficiente auditivo precisa de silêncio pra descansar um pouco ne?

    Eu mesma quando quero descansar e um barulho estiver me incomodando, eu desligo imediatamente o meu aparelho! hahahahah Adoro isso! Pois quero dormir em paz! E tb quando minha mae fala horrores no telefone e fala ALTO, serissimo! até minha irmã que ouve de TUUUUDO acha que minha mae fala alto, ou seja, ela fala alto por natureza! A gente é que manda ela falar baixo, ai ela abaixa o tom de voz, mas depois aumenta! Sabe como é ne? hahahaha

    Estou adorando seu blog e fiquei com vontade IMENSA te conhecer pessoalmente!!!! Posso?!

    Beijos!

    Reply
    • Paloma
      28/03/2019 at 6:15 pm

      Acho q somos a msm pessoa em universos diferentes ???
      Minha mãe e irmã são iguaizinhas vc comentou, minha mãe é extremamente barulhenta no telefone e minha irmã e eu estamos sempre a regulando, ai desligo os aparelhos, minha irmã me olha como se eu fosse uma traidora por deixar ela “sozinha” ?

      Reply
      • Pryscilla Cricio
        18/08/2020 at 6:23 pm

        Olá Paloma,

        Tudo bem?

        Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

        https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

        E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

        https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

        Estamos te esperando!

        Abraços,

        Equipe Surdos Que Ouvem

        Reply
  • Gustavo
    05/04/2011 at 8:27 pm

    O silêncio é muito importante para mim. Quando chego em casa cansado e quero paz e muito silêncio sempre tem alguém para encher minha paciência. As vezes parece proposital, só quero um pouco de paz, mas infelizmente na minha casa não tem. Mim sinto muito bem no silêncio, tranquilo e concetrado em qualquer coisa que faço. Não gosto de atrapalhar ninguém e muito menos ser atrapalhado.
    Abç.

    Reply
  • Leticia Yumi
    22/12/2010 at 12:44 pm

    Meu Deus, silêncio é realmente uma delícia. Só me desligo em casa. Assim eu consigo dormir sossegada, sem ouvir os latidos das minhas cachorras, o barulho do ventilador ou ar condicionado… Mas é claro, preciso ficar atenta para não ser assaltada dentro de casa, né? Já me avisaram sobre isso e sempre me lembro disso. Graças a Deus. E também, desligo quando quero estudar em silêncio, ler um livro, mexer celular ou PC, e entre coisas.

    Au revoir.

    Reply
  • Cássia
    01/12/2010 at 11:41 pm

    É verdade Paula, não há nada como ficar em silência com o nosso zumbido, é claro que sem ele seria bem melhor mas já me acostumei.
    Temos essa vantagem sobre os ouvintes, ao menos essa né?
    Ontem mesmo estava tentando ler um livro na sala de espera de um médico e do meu lado um casal conversando, não conseguia me concentrar na leitura mas ao mesmo tempo precisava escutar o meu nome para a consulta, desliguei então o aparelho do lado direito que estava perto do casal, foi ótimo pois continuei “ligada no movimento” e o papo furado do lado não me incomodou mais rsrsrsrs

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      02/12/2010 at 2:11 pm

      por mais estranho q possa parecer Cássia, eu adoro ter a possibilidade de me ‘desligar.
      um beijo,

      Reply
  • Renata Cruz
    26/11/2010 at 11:05 am

    Sinceramente às vezes sinto uma certa “inveja” do Rapha q tem a opção de desligar o aparelho em diversas situações.
    Ouvir é bom mas o silêncio também é divino.
    Abç.

    Reply
  • Radoika
    25/11/2010 at 11:57 pm

    Paula,
    Há um tempo tenho acompanhado seus posts no Sweetest Person, adoro tudo (embora eu nunca tenha feito comentário) mas agora sabendo que é surda e escreve aqui no Cronicas da Surdez virei sua fã!!!!
    Assim como minha mãe que também é surda, vocês são melhores do que muitas pessoas “normais”.
    Você é linda e saiba que te admiro!!!
    Merece tudo de bom dessa vida!!!
    Sucesso pra você sempre!!
    Grande beijo,
    Radoika Balcacer

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      26/11/2010 at 8:35 am

      Radoika,
      Te mandei email!
      😉

      Reply
    • RENATO LUIZ RODRIGUES NOVAES
      17/05/2021 at 2:40 pm

      olá RADOIKA. É o seu primo Renato Luiz Rodrigues Novaes. Se puderes, me mande mensagem

      Reply
  • 23/11/2010 at 11:19 pm

    SILÊNCIO NA HORA CERTA É BOM D+

    Somos felizes e as vezes não percebemos, nós temos a opção de ouvir e não ouvir. O meu dia a dia é super estressante, barulhento, pessoas falando, carro passando, etc…. Chego em casa, converso com todos, ai chega a parte chata, pergunto para todos, alguém vai falar mais alguma coisa pra mim? e vem a resposta, porque? vai tirar o aparelho? respondo sim, e ainda acham ruim, o povo que escuta que não nos perdoa, quando queremos silêncio! Mas uma coisa eu quero deixar claro, quando estou estressada devido o barulho, tiro o meu aparelho e dou uma bela relaxada, me sinto no spa do silêncio.

    Reply
  • Ju Queiroz BsB
    23/11/2010 at 9:19 am

    Ça va, madame?!
    Eu entendo o outro lado, o lado das pessoas que vc citou. Pessoas que são da sua convivência e que em alguns momentos quando vc está no seu merecido momento “silêncio”, não se dão conta disso e as vezes se irritam. O ex, gaúcho de quem eu falei que era apaixonada ainda, fazia a mesma coisa. Eu não tinha noção do quanto ele precisava de silêncio num primeiro momento. Com o decorrer do namoro, me dei conta disso. Achava espetacular ele poder ter silêncio tirando o aparelho!! Como eu sou mega tagarela, juro que ele ao fazer isso me deu noção do quanto o silêncio é importante!!!
    Vivendo e aprendendo!
    Gros bisous et beaucoup de succes!!!

    Reply
  • Janaina Sousa
    22/11/2010 at 8:24 pm

    Na primeira vez que tentei usar um aparelho depois do meu acidente, quase infartei com o som daqueles painéis sonoros. É um tal de PIM PIM PÍMMMMMMM.
    Já em relação as turbinas, como te disse em outro momento Paula, ainda me encantam. Logo te envio meu relato.
    Beijos Diva.

    Reply
  • […] This post was mentioned on Twitter by Milena Cordeiro and Crônicas da Surdez, Suzane Gomes. Suzane Gomes said: RT: @sweetestpblog: Eu também gosto de silêncio http://t.co/Kh0sJlR […]

    Reply
  • Angel
    22/11/2010 at 4:18 pm

    Oi Paula. Adoro seus dois blogs e acesso diariamente.
    Não tenho problema de audição, quer dizer, minha mãe diz que escuto demais! Eu capto todos os barulhos, por mais longe que estejam e não consigo me “desligar” deles. Como consequência, tudo me irrita, fico mega nervosa!! Música alta dos vizinhos, obra sendo feita (nesse momento na sala ao lado – hehhe), cachorro latindo, pessoas conversando… essa sinfonia me deixa com os nervos à flor da pele, tenho vontade de chorar!!

    Tu que está por dentro dos problemas auditivos, sabe me dizer se isso é realmente um problema físico ou tá mais pra psicológico mesmo?

    bjs pra ti, querida.

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      22/11/2010 at 4:20 pm

      Angel,
      Tu só tens uma perfeita audição (invejinha! rsrsrs)

      O mundo hoje é sonoro demais, gritante e barulhento demais. Se alguém como eu já fica irritada com tanto barulho que me deixa zonza, imagina alguém com a audição 100%!!

      Tem dias q eu tb fico #surtadamodeON por captar sons demais!

      Beijo giga!

      Reply
  • Greize
    22/11/2010 at 1:20 pm

    Entendo, alguns sons com os aparelhos aumentam horrores exemplos:(Turbina de avião, bateria musical, e por ai vai).Nós ficamos loucos para ouvir tudo, mas quando tem muito som alto junto, nosso ouvido parece que não aguenta.É estranho queremos ouvir tdo aquilo mas não damos conta de tdo ao mesmo tempo…
    A noite às vezes tb tiro os aparelhos e lá vem a pergunta:” ta sem o aparelho coloca ai”.Penso e se eu não ouvisse nda, se nem o aparelho ajudasse??!!..aff.
    Ai ouvir é bom demais, silêncio tb, mas qdo queremos, não por circunstâncias que fomos levados e não sabemos o porquê de tdo.Deus sabe de tdas as coisas e um dia saberemos.Gosto do silêncio, agora zumbidoss..uii detesto!!!rsr.
    Ah!Depois de quase 3 anos voltei a dirigir,quero compartilhar aqui com vcs essa alegria, pq foi com olhares de mta desconfiança e descrédito das pessoas, mas eu fiquei teimosa e “bocuda” como meu pai diz..rssr. Tenho uma “causo” engraçado sobre isso, p/ contar…um ponto positivo quem não ouve na hora , passa vergonha depois.rssr
    Bjuss
    Flor

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      22/11/2010 at 2:04 pm

      não tem o q me faça pegar um vôo usando aparelhos..moooorro de medo daquele barulho das turbinas!

      beijosssws e parabens por voltar a dirigir!

      Reply
  • Suzane
    22/11/2010 at 10:27 am

    Eu também amo o silêncio, mas tenho um sério problema… Parece que meus ouvidos amplificam qualquer som, eu não consigo dormir com nenhum barulho…

    O barulho de uma porta emperrada aqui do apartamento ao lado q o dono não manda ajeitar me deixa super irritada, sons de construção me fazem ter fortes dores de cabeça, música no que as pessoas acham baixo pra mim está alto de mais…

    Não sei porque sou assim quando eu era mais nova fui até pra otorrino pq minha mãe achava que eu tinha problemas para ouvir e agora de uns tempos pra cá parece parece q estou usando aparelhos q amplificam o som…

    Não sei o q faço qto a isso, eu vivo dizendo que vou comprar tampões de ouvido pra passar o dia, ou pra pelo menos dormir… Deixo as portas de casa todas trancadas o dia todos, mas o calor aqui no Nordeste é d+…

    Acho q não tem nada a ver com o assunto né?! Mas, me senti a vontade pra falar isso, já q vocês sentem o mesmo q eu quando estão de aparelho. Ninguém me entende qdo vivo mandando baixar o som, qdo fico com dor de cabeça por causa disso… =((

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      22/11/2010 at 10:38 am

      Suzane,
      Eu ja vi um 60Minutes (programa americano) especial sobre pessoas que ouviam ‘demais’.
      Dá uma procurada nisso… não sei se é o teu caso, mas as pessoas do programa ouviam MUITO mais que um ser humano comum.
      Beijos,

      Reply
  • Julie
    22/11/2010 at 9:08 am

    Concordo contigo Paula,

    Apesar do pouco tempo usando os aparelhos, tem hora que só o silêncio ajuda, diminui o nosso stress, nos faz voltar para dentro de nós mesmos.
    E tem que fazer isso e avisar as outras pessoas, pq realmente nem todos entendem que a gente precisa de um pouco de descanso de tantos sons ás vezes divertidos, mas muitas vezes incomodos, principalmente depois de um dia inteiro ouvindo-os.
    Adorei o post, ouvir é o máximo, mas o silêncio é uma bênção quando precisamos dele.
    Beijos.
    Julie

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      22/11/2010 at 10:10 am

      Com certeza é uma benção.
      O silêncio me acalma depois de um dia de som,som,som.

      Beijos,

      Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Iniciar conversa
Marque a sua consulta na Clínica Sonora