Menu
surdez drama esforço

Tenho notado, graças ao nosso Grupo SURDOS QUE OUVEM, uma mudança de postura generalizada das pessoas com deficiência auditiva, e isso me deixa muito motivada. É emocionante para mim ver as pessoas encurtando o caminho da jornada da surdez e o tornando mais leve.

Passei tantos e tantos anos triste e solitária por não aceitar e não tentar compreender a minha condição quando era jovem que assistir a essa mudança, por parte de pessoas tão queridas (somos uma grande família!), me faz sentir uma felicidade indescritível.

Se antes o que eu mais via eram pessoas reclamando e se lamentando por causa dessa deficiência, hoje o que mais vejo são pessoas correndo atrás do prejuízo e indo em busca de qualidade de vida, usando seus aparelhos auditivos ou implante cocleares com orgulho e perseverança. É contagiante!

Menos drama, mais esforço

Pareço chata falando isso, mas falo porque no meu caso foram uns dez anos de dramalhão mexicano desnecessário. É mais fácil ser dramático do que esforçado, não é verdade?

Falo por mim: jogava tudo na conta da surdez sem dó nem piedade. Tudo o que eu não fazia era culpa da surdez. Todos os sonhos que eu não perseguia eram culpa da surdez. Será?

A maturidade e a volta da audição através dos implantes cocleares me fizeram perceber muitas coisas com mais clareza. Entre elas, justamente isso: devia ter me dedicado mais ao esforço e menos ao drama. Se chorar, reclamar e fazer beiço resolvessem alguma coisa…

Quando li o depoimento abaixo no grupo, tive uma tremenda epifania. Vejam que coisa mais linda e que lição de vida!

Direto do grupo: doutorado na Califórnia

“Eu tive que vir aqui agradecer e também compartilhar alegrias! Falta só meu lindo visto (ansiedade pra isso agora!) para eu embarcar no final do mês que vem para quase 7 meses na Universidade da Califórnia.

O grupo? Me deu coragem. Me disse para não ter medo.

Sou surda sim, mas isso não me impediu de fazer meu mestrado, ingressar no doutorado e e pedir uma bolsa para doutorado sanduíche.

Muito medo, muita ansiedade, um TOEFL que tirei nota máxima (é só pedir acessibilidade, eles te atendem e tu faz a prova direitinho!) agora, torcer para o visto sair na data que preciso. Já chorei de alegria e de “alívio”, sabe?

De sentir que sou capaz. De ter medo… mas querer ir!

Estou muito feliz e muito ansiosa. Vocês entendem: usar aparelho auditivo em outro país, outra língua, outra cultura, em uma Universidade respeitada. Espero poder dividir com vocês as experiências de lá também! E só tenho a agradecer, mesmo quietinha aqui, leio tudinho!

Então gente… vai ter surda doutora sim, e com diploma assinado pela Universidade da Califórnia!

Haja coração

Eu li e chorei. Foi de emoção mesmo. Foi por lembrar daquela Paula de 17 anos cujo sonho era fazer um intercâmbio e estudar no exterior.

Foi por lembrar daquela Paula que passava tardes inteiras traduzindo revistas americanas para melhorar o vocabulário e escrever melhor, já que a pronúncia e o ‘listening‘ nunca seriam meu ponto forte.

Foi por lembrar daquela adolescente que sentiu mais medo do que coragem e não se deu ao trabalho de meter as caras e tentar. 

Que foi vencida pela vergonha de usar aparelho auditivo e se deu por vencida muito cedo, já que não tinha com quem conversar sobre isso.

Acho que chorei também por perceber que esse ainda é o meu sonho: morar no exterior.

Fica sempre o conselho

O bom e velho conselho que vou seguir dando para vocês sempre é esse: menos drama, mais esforço.

Nós enfrentamos as mesmas condições de saúde, mas tomamos diferentes decisões na vida.

Quando quiser usar a surdez como desculpa para o que for, pergunte-se: “Eu não consigo ou Eu vou dar um jeito?“.

Do alto dos meus 40 anos de estrada aprendi que é melhor ser o tipo de pessoa que se propõe a dar um jeito…

LEIA MAIS

Grupo SURDOS QUE OUVEM

Você se sente sozinho? Solitário? Não tem com quem conversar sobre a sua surdez? Gostaria de tirar mil dúvidas sobre os seus aparelhos auditivos? Gostaria de conversar com pessoas que já usam implante coclear há bastante tempo? Precisa de indicação de otorrino especializado em surdez e fonoaudiólogo de confiança?

Somos 22.000 pessoas com algum grau de deficiência auditiva no Grupo SURDOS QUE OUVEM. Para ganhar acesso a ele, basta se tornar Apoiador Mensal do Crônicas da Surdez a partir de R$5.




NOSSAS REDES SOCIAIS

LIVROS CRÔNICAS DA SURDEZ

Neste link você encontra os seguintes livros:

  1. Crônicas da Surdez: Aparelhos Auditivos
  2. Crônicas da Surdez: Implante Coclear
  3. Saia do Armário da Surdez

RECEBA NOSSAS NOVIDADES NO SEU EMAIL

Clique aqui para receber.

About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

9 Comments

  • Ana Lucia Santiago
    28/09/2018 at 3:00 pm

    Sempre bom saber das histórias, cada uma delas ensina bastante!

    Reply
  • Fabiola Justo
    06/09/2018 at 11:33 am

    Oi Paula, enviei um relato sobre minha surdez e ainda não a visualizei neste site. Você irá publicar?

    Reply
  • Wanderson Junior
    03/08/2018 at 8:04 pm

    Ola deficiencia unilateral e deficiencia ou nao

    Reply
    • Pryscilla Cricio
      26/08/2020 at 5:09 pm

      Olá Wanderson,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Reply
  • Leonella
    24/07/2018 at 12:09 am

    Oi Paula, você é uma inspiração. Faço minha cirurgia sexta feira dia 25 e me conta como é o pós operatório? Como é ficar com uma coisa fixada de meio centímetro na cabeça? Pode escovar os cabelos normalmente? Existe algo que fazia antes do implante e depois não pode mais fazer? Parabéns pela força e superação e beijos no Lucas

    Reply
    • Paula Pfeifer Moreira
      26/07/2018 at 5:15 pm

      É tudo muito tranquilo Leonella.
      Te indico a leitura do livro Novas Cronicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus) durante o seu periodo de recuperação!
      Beijos e mande noticias

      Reply
    • Pryscilla Cricio
      26/08/2020 at 5:31 pm

      Olá Leonella,

      Tudo bem?

      Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

      https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

      E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

      https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

      Estamos te esperando!

      Abraços,

      Equipe Surdos Que Ouvem

      Reply
  • SERGIO FERNANDES DOS SANTOS
    22/07/2018 at 9:51 pm

    Fui ao Otorrino pois, estava com zumbidos nos ouvidos e dores ocasionalmente. Os exames deu que tenho, segundo o Parecer Audiológico:
    Perda Auditiva Sensório-Neural de grau LEVE bilateral.
    O Otorrino encaminhou para protetização, com a seguinte justificativa:
    HD: hipoacusia bilateral Sensório-Neural leve a moderada.
    Com esse grau preciso mesmo usar aparelho auditivo?

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Iniciar conversa
Clube dos Surdos Que Ouvem
Grupo SURDOS QUE OUVEM