Menu
Relatos de Pessoas com Deficiência Auditiva / Surdez / Surdos Que Ouvem

SURDEZ NEUROSENSORIAL: causas, sintomas, tratamento e CURA?

A surdez neurosensorial significa que os receptores sensoriais do seu sistema auditivo, que transformam as ondas sonoras em impulsos nervosos, foram danificadas ou mortas. A surdez neurosensorial NÃO TEM CURA porque as células ciliadas do ouvido (os receptores sensoriais) estão permanentemente danificadas Mas a surdez neurosensorial tem tratamento, e eu que escrevo esse post sou completamente surda dos dois ouvidos mas, ainda assim, posso ouvir todos os sons do mundo com dois implantes cocleares. Leia sobre surdez curável e surdez tratável

As células ciliadas do OUVIDO

células ciliadas do ouvido

A surdez neurosensorial é um tipo de perda auditiva que resulta de danos nas células sensoriais do ouvido interno, localizadas na cóclea. A cóclea é uma parte essencial do ouvido responsável por converter os sinais sonoros em impulsos nervosos que são transmitidos ao cérebro pelo nervo auditivo. Quando as células sensoriais da cóclea são danificadas, a capacidade de uma pessoa ouvir sons é comprometida.

Essas são as células ciliadas do seu ouvido. Elas não se regeneram, e é por isso que a surdez neurosensorial não tem cura, ou seja, quando essas células morrem ou são danificadas, não tem volta e a perda auditiva será permanente. Elas têm esse nome por causa dos seus esterocílios, e são de dois tipos: internas e externas. As células ciliadas do ouvido se comunicam com o nervo auditivo que, por sua vez, envia a informação sonora recebida ao cérebro (em última instância, quem OUVE é o cérebro).

Não perca seu tempo com remédios milagrosos ou terapias alternativas sem comprovação científica quando você tem surdez neurosensorial. A internet está cheia de golpes para atrair as pessoas desesperadas que não se conformam com a própria surdez.

Como descobrir se a minha surdez é neurosensorial

O primeiro passo é procurar um médico otorrino especializado em surdez. Depois da consulta, ele vai lhe encaminhar para o fonoaudiólogo, que fará um exame de audiometria. A surdez neurosensorial pode ou não ser progressiva, e a partir do momento em que você recebe o diagnóstico de surdez, deverá fazer pelo menos 1 checkup auditivo anual.

As CAUSAS da surdez neurosensorial

Há várias causas possíveis para a surdez neurosensorial, incluindo:

  1. Envelhecimento: A perda auditiva relacionada à idade, também conhecida como presbiacusia, é uma das principais causas de surdez neurosensorial em adultos mais velhos. Com o envelhecimento, as células sensoriais da cóclea podem se deteriorar, resultando em perda auditiva gradual ao longo do tempo.

  2. Exposição a ruído excessivo: A exposição prolongada a ruídos altos, como música alta, máquinas barulhentas ou ambientes de trabalho ruidosos, pode causar danos às células sensoriais do ouvido interno, levando à surdez neurosensorial.
  3. Trauma acústico: Lesões acústicas agudas, como explosões, tiros ou eventos barulhentos repentinos e intensos, também podem causar danos às células sensoriais do ouvido interno, resultando em surdez neurosensorial.
  4. Genética: Algumas formas de surdez neurosensorial são causadas por mutações genéticas herdadas dos pais.
  5. Doenças e condições médicas: Certas doenças e condições médicas, como infecções do ouvido, otosclerose, doenças metabólicas e neurológicas, também podem causar surdez neurosensorial.

Sintomas da surdez neurosensorial

 

Os sintomas da surdez neurosensorial podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem:

    1. Dificuldade em ouvir sons fracos ou sussurros.
    2. Dificuldade em entender a fala em ambientes barulhentos.
    3. Dificuldade em ouvir sons de alta frequência, como os de pássaros ou telefone.
    4. Necessidade de aumentar o volume da televisão, do rádio e do telefone
    5. Zumbido nos ouvidos (tinnitus).
    6. Sensação de tamponamento nos ouvidos.

Tratamento da SURDEZ NEUROSENSORIAL

Enquanto uns passam a vida lamentando a surdez, outros vão em busca dos tratamentos disponíveis hoje. Vivemos a melhor época da história da humanidade para as pessoas com qualquer grau de perda auditiva. Hoje, a medicina e a tecnologia são capazes de ajudar a maioria absoluta dos casos de surdez, seja através de cirurgias, aparelhos auditivos ou implante coclear. E isso é fenomenal por vários motivos, mas principalmente porque voltar a ouvir ou passar a ouvir melhor trazem independência e qualidade de vida.

O caminho correto a ser percorrido quando você desconfia que está perdendo audição é, em primeiro lugar, procurar um médico otorrino especializado em surdez. Mas como descobrir um? É fácil. Torne-se membro do Clube dos Surdos Que Ouvem e peça indicação diretamente a mais de 21 mil pessoas que têm algum grau de perda auditiva e já estão no rolê da surdez há bastante tempo. Assim, você vai aprender tudo o que precisa sobre o assunto e economizar tempo, energia e dinheiro.

5 coisas sobre o tratamento da surdez neurosensorial que você deve saber

É importante ressaltar que o tratamento ideal pode variar de acordo com a causa e a gravidade da surdez neurosensorial, e é fundamental consultar um médico otorrino especializado em surdez para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado. Aqui estão algumas opções de tratamento comuns:

  1. Aparelhos auditivos: Os aparelhos auditivos são dispositivos eletrônicos que amplificam os sons, tornando-os mais audíveis para as pessoas com surdez neurosensorial. Existem vários tipos de aparelhos auditivos disponíveis no mercado, incluindo os modelos retroauriculares, intracanais e intra-auriculares, e eles podem ser adaptados de acordo com as necessidades auditivas individuais de cada paciente. Os aparelhos auditivos são uma opção popular e eficaz para muitas pessoas com surdez neurosensorial, ajudando-as a melhorar sua audição e a se comunicar mais facilmente.
  2. Implantes cocleares: Os implantes cocleares são dispositivos médicos implantáveis que são usados em casos mais graves de surdez neurosensorial. Eles são projetados para substituir as funções das células sensoriais danificadas da cóclea, estimulando diretamente o nervo auditivo e transmitindo os sinais sonoros ao cérebro. Os implantes cocleares são uma opção eficaz para pessoas com perda auditiva severa a profunda que não obtiveram benefícios adequados com o uso de aparelhos auditivos.
  3. Reabilitação auditiva: A reabilitação auditiva é um programa abrangente que visa ajudar os pacientes com surdez neurosensorial a maximizar sua audição residual e melhorar suas habilidades de comunicação. Isso pode incluir terapia auditiva, treinamento auditivo, terapia da fala e da linguagem, e outras estratégias de comunicação para ajudar os pacientes a se adaptarem à sua perda auditiva e a se comunicarem efetivamente em seu ambiente cotidiano.
  4. Medicação: Em alguns casos, a surdez neurosensorial pode ser causada por condições médicas subjacentes, como infecções do ouvido ou doenças autoimunes. Nesses casos, a medicação pode ser prescrita como parte do tratamento para controlar a doença subjacente.
  5. Assistência auditiva e estratégias de comunicação: Além dos aparelhos auditivos e implantes cocleares, existem outras opções de assistência auditiva e estratégias de comunicação que podem ser úteis para pessoas com surdez neurosensorial. Isso pode incluir o uso de dispositivos de escuta assistida, como sistemas de FM ou aro magnético em ambientes específicos, como salas de aula ou salas de reuniões. Estratégias de comunicação, como a leitura labial, a língua de sinais ou o uso de aplicativos e tecnologias assistivas também podem ser úteis para melhorar a comunicação em situações desafiadoras.

CLUBE DOS SURDOS QUE OUVEM: junte-se a nós!

clube dos surdos que ouvem

A sua jornada da surdez não precisa ser solitária e desinformada! Para que ela seja mais leve, simples e cheia de amigos, torne-se MEMBRO do Clube dos Surdos Que Ouvem. No Clube, você terá acesso às nossas comunidades digitais (grupos no Facebook e no Telegram), conteúdos exclusivos, descontos em produtos e acesso aos nossos cursos*.

São 21 mil usuários de aparelhos auditivos e implante coclear com os mais diferentes tipos e graus de surdez para você conversar e tirar suas dúvidas a respeito do universo da deficiência auditiva (direitos, aparelhos, médicos, fonos, implante, concursos, etc).

MOTIVOS para entrar para o Clube dos Surdos Que Ouvem:

  1. Estar em contato direto com quem já passou pelo que você está passando (isso faz toda a diferença!)
  2. Economizar milhares de reais na compra dos seus aparelhos auditivos
  3. Aprender a conseguir aparelho de audição gratuito pelo SUS
  4. Não cair em golpes (a internet está abarrotada de golpistas do zumbido, de aparelhos de surdez falsos e profissionais de saúde que não são especializados em perda auditiva!)
  5. Conversar com milhares de pessoas que têm surdez, otosclerose, síndromes e usam aparelhos para ouvir melhor
  6. Conhecer centenas de famílias de crianças com perda auditiva
  7. Fazer amigos, sair do isolamento e retomar sua qualidade de vida
  8. Pegar indicações dos melhores médicos otorrinos e fonoaudiólogos do Brasi com pessoas de confiança

Se você for mãe ou pai de uma criança com perda auditiva, uma das comunidades digitais do Clube é um Grupo de Telegram com centenas de famílias se ajudando mutuamente todos os dias.

como comprar aparelho auditivo

OS ERROS QUE EU JÁ COMETI ao comprar aparelho auditivo

Eu já passei pela saga da compra de aparelhos auditivos várias vezes. Já fui convencida a me endividar para comprar um aparelho auditivo “discreto e invisível” que sequer atendia a minha surdez. Já fui enganada ao levar um aparelho auditivo para o conserto na loja onde o comprei: a fonoaudióloga disse que ele não servia mais para mim sem sequer verificá-lo ou fazer uma nova audiometria. Já quase caí no conto do vigário de gastar uma fortuna num aparelho auditivo para surdez profunda “top de linha”, cujos recursos eu jamais poderia aproveitar devido à gravidade da minha surdez. Já fui pressionada a comprar um aparelho auditivo porque supostamente a “promoção imperdível” duraria apenas até o dia seguinte. E também quase cometi a burrada de comprar um aparelho de surdez que já estava quase saindo de linha por causa de um desconto estratosférico.

Mas VOCÊ não precisa passar por isso.

Crieir um curso online rápido de 1h e 30min de duração que reúne tudo o que aprendi em 41 anos convivendo com a surdez 24hs por dia e que vai te fazer economizar muito dinheiro, tempo e energia para voltar a ouvir. Torne-se aluno AQUI.

CURSOS SURDOS QUE OUVEM

 




About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

No Comments

    Leave a Reply