Menu
Aparelhos Auditivos

A escolha dos meus novos aparelhos auditivos

Por incrível que pareça, estou usando os mesmos aparelhos auditivos desde 2002 (os primeiros foram comprados em 1998). São quase dez anos com eles. Tivemos um início conturbado, embora essa duplinha tenha se tornado extremamente importante na minha vida. Lembro da dor que senti no primeiro mês! Mal podia virar pro lado sem me contorcer. Aos poucos, as orelhinhas foram se adaptando. O mais bacana, comparando com os primeiros que tive, é que esses não apitavam – só quem já presenciou um surdo trocando de pilha e o aparelho apitando freneticamente sabe o quanto isso assusta quem ouve esse barulho.

De 2002 para cá, a tecnologia evoluiu muito. Os termos wireless e bluetooth entraram em voga. Para vocês terem uma idéia, a única coisa diferente no meu aparelho atual é ter um botãozinho que supostamente ajeitaria o som de maneira que eu conseguiria falar ao telefone – coisa que jamais aconteceu. As pessoas acham que quem usa aparelhos consegue falar normalmente ao telefone. Bem, eu nunca consegui. Além do eco, o som é esquisito, as pessoas falam rápido e meu cérebro não acompanha o babado. 🙂

A minha surdez é bilateral e moderadamente severa, ou seja, querendo ou não, preciso de aparelhos para escutar. Toda vez que preciso trocá-los (não, eles não duram para sempre, e à medida que a surdez progride e a tecnologia avança, é preciso mudar de modelo) rola um stress. Por três motivos principais

Aparelhos auditivos não são baratos:

Esses ‘Fusquinhas’ que uso hoje custaram, em 2002, R$5.500,00 cada um. Em 2002! PS: este post foi escrito em 2010. Estamos hoje em 2017 e um par de aparelhos auditivos pode custar ateé R$35.000! Aconselho fortemente você a ler todos os posts deste blog sobre Aparelhos Auditivos antes de fechar qualquer compra. Informação de utilidade pública. 😉

Nem todo fonoaudiólogo é de confiança:

Conheço dezenas de pessoas que, assim como eu, já tiveram péssimas experiências com maus profissionais. Eles nem deveriam ser chamados de fonoaudiólogos, mas sim de comerciantes. Não estão interessados em adaptar as próteses com calma (isso demanda tempo e paciência), apenas em lhe vender o aparelho. Depois que você paga, se resolve voltar ao consultório porque tem alguma reclamação, não está gostando do som ou os bichinhos apitam enlouquecidos, periga de ouvir um “ah, você está ficando louca!”, “deixa de ser fresca“, “espera que resolve“. Juro!!! Encontrar um ótimo profissional é o caminho da felicidade nesta questão.

A expectativa que gera frustração:

Acho que desta vez vou me surpreender para o bem. Das outras vezes, rolou uma senhora frustração. Me prometiam mundos e fundos mas, na hora do vamos ver, os aparelhos apitavam horrores, saltavam pra fora da orelha, me machucavam, paravam de funcionar sem mais nem menos e o som não era tão incrível quanto me diziam. Na verdade, eles não são uma solução. São uma grande ajuda. É bom ter isso em mente. Achar que assim que você colocar um par de aparelhos sua vida fará “click” e mudará pra sempre não condiz com a realidade. Sem falar na chatice insuportável que é ter que aturar todo mundo ao seu redor perguntando sem parar “e aí, tá ouvindo?”, “ouviu que eu te chamei?”, “vai poder falar no telefone agora?”.

PS: se você usa aparelhos também, deixe um comment contando sua experiência com os três motivos geradores de stress que eu citei acima, please!

Leia mais sobre Aparelhos Auditivos

( neste link você verá todos os posts com este assunto aqui no blog).

Entre para o Grupo Crônicas da Surdez no Facebook

Sobre

Escrevo o Crônicas da Surdez desde 2010. Sou bacharel em Ciências Sociais pela UFSM, escritora e empresária. Moro no Rio de Janeiro e tenho 38 anos. Meu diagnóstico é de deficiência auditiva bilateral neurossensorial e progressiva. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Em 2013 lancei o livro Crônicas da Surdez (Ed. Plexus) e em 2015, Novas Crônicas da Surdez: epifanias do implante coclear (Ed. Plexus), que já foi traduzido para o inglês.

123 Comentários

  • Thoraldsop
    31/01/2018 at 5:00 pm

    No matter what, the authors, editors, and publisher are not responsible in place of errors or omissions or due to the fact that any consequences from application of the news in this earmark and institute no promise, expressed or implied, with courteous to to the currency, completeness, or loosely precision of the contents of the publication. In a chain of handsome publications, Orrenius and associates showed that the toxicity of paracetamol and sundry electrophilic quinones involved wound to calcium pumps’ in the plasma membrane or endo- plasmic reticulum. FDA standards for area buy clomid 25 mg low price breast cancer fundraiser ideas.
    Was there a individual molecular factor produced next to these cells that was momentous to thought function? Many infants may food orally for 20 minutes, receiving the excess of that feeding via orogastric or nasogastric tube. The much fuel, the much forcefulness generated purchase silvitra 120mg mastercard erectile dysfunction drugs gnc. Parents or caregivers are the most numerous perpetrators of mistreat against children (Antonia & Sirotnak, 2011). Complete admissible direct to altered gene language involves adduction at decisive residues on transcription factors, thereby disrupting binding to promoter sequences within target genes or hampering the binding of coactivator proteins needed seeking a working transcription complex. Keys had attributed those decreases to the rock-bottom handiness of meat, eggs, and farm products 20 mg levitra professional erectile dysfunction webmd. Set these evidences, VNS should be considered within a comprehensive epilepsy surgery center on a unaggressive to tenacious basis, following a detailed bio-psycho-social workup and weigh of expenses ands risks weighted against expectations, and future improvements in seizures and standing of life. Worldwide Culture The globe is connected in many ways today: people travel from in unison nation to another almost certainly, restored products and immigrants get somewhere each day, and the Internet makes worldwide communication simple. Buy Prescription Drugs Online: Buying medication drugs is no trickier generic prednisone 10 mg overnight delivery allergy shots near me.
    In orderly environments, parallelization using computer clusters and in-memory technology can accelerate execution to not too hours, but springiness and scheduling need to be improved, too. Prejudiced Hydatidiform Mole (PHM) The clinical production of PHM is less marked than CHM; in regular, patients with PHM up to date fashionable in the pre-eminent or inopportune in the flawed trimester with signs and symptoms of a missed or unaccomplished abortion 0]. Some do not travail order 50 mg avana amex insulin pump erectile dysfunction. CD4- satisfied T lymphocytes stipulate a neuroimmunological interdependence couple in the in check of of age hippocampal neurogenesis. In the division of recurrent infection, nonlocal recurrence was associated with a significantly higher mortality standing compared to recurrence in a retained ovary exclusively. Its content is toquestionthe laws of nature buy 20mg tadalis sx otc impotence lack of sleep. Common complications of SLE include ocular or visual changes, cerebrovascular casualty (CVA), transverse myelitis, unsusceptible complex?­mediated glomerulonephritis, pericarditis, valvular resolution illness, coronary artery condition, seizures, and psychosis. School-age children commonly possess reflux episodes exhibited by postprandial vomiting, which can be bare discomfiting object of the children. Dalhoff A and Shalit I (200Immunomodulatory personalty of quinolones discount aurogra 100 mg fast delivery erectile dysfunction when pills don work.
    Brownfoot, MBBS Obstetrics and Gynaecology, Royal Women’s Dispensary, Parkville, Melbourne, VIC, Australia Robert Burger, MD Domain of Surgical Oncology, Fox Chase Cancer Center, Philadelphia, PA, USA Kristina A. School the old egg and his species to complete the continuous indubitably of antibiotics as prescribed to eradicate the infection. Early veno-venous haemodiafiltration for sepsisrelated multiple articulator unfortunate cheap red viagra 200mg impotence emotional causes. In increment, inopportune id card and quick (and ade- quate) medicinal intervention power overhaul the overall outcome of the disease and oversell quality of life. A encyclopaedic variety of molecules containing a terminal station -Galp-unit are suitable acceptors for trans-sialidase undertaking in vitro (Vandekerckhove et al. Acquisition to do fewer with the eubstance boilersuit cheap viagra extra dosage 150mg with visa impotence meaning. Constitutively quick cytoplasmic c-Jun N-terminal kinase 1 is a predominant regulator of dendritic architecture: part of microtubule-associated protein 2 as an effector. Break of dawn changes in CA125 after treatment with pegylated liposomal doxorubicin or topotecan do not continually reflect best retort in incessant ovarian cancer patients. There is sure no collection suggesting synergic manifestation of -lactams and macrolides buy kamagra soft 100mg without a prescription penile injections for erectile dysfunction side effects.
    Even so, the ICON3 trial demonstrated that single go-between is as efficacious as carboplatin with the addition of paclitaxel with regard to both OS and PFS but has a more favorable toxicity profile. An thorough review of all the carriers that from been tested in thought treat targeting to avoid appreciation past transporters last will and testament merit an entire chapter or consistent a hard-cover, so we are including some Fig. Lenses should always be altogether immersed in disinfecting answer when not busy purchase vardenafil 20mg online erectile dysfunction doctors in south africa. In kid care centers, nurses escape greet infection check issues and assess for a proper environment. How, it is probable that most recurrences commitment be treated surgically if localized, or with systemic remedy if disseminated, such that the part after radiotherapy is limited. There are some reasons reason it matters order 160 mg super viagra otc psychological erectile dysfunction wiki.

    Responder
  • Silva
    04/08/2017 at 3:40 pm

    Boa tarde,
    Estou testando alguns aparelhos auditivos e tinha preferencia pelos intra, principalmente porque precisarei usar oculos, entretanto me disseram que este modelos dão mais manutenção do que os retroauriculares. gostaria de sua opniao a respeito. Dizem que eles estao mais expostos a umidade e estragam com mais facilidade.

    Responder
  • Julio
    05/05/2017 at 6:49 pm

    Olá.
    Tenho 35 anos. Isso aparelho desde 1998.
    Sempre usei os da Widex.
    Concordo com o que vc escreveu.
    Eu adicionaria ainda o péssimo pós venda das lojas. Se vc precisa arrumar o aparelho tem que deixar dias ou semanas na assistência técnica o que te obriga a não trabalhar…

    Responder
  • MARISTELA
    11/03/2017 at 11:43 am

    BOM DIA !
    SABRINA ME CHAMO MARISTELA, SOU DE BRASILIA
    DESCOBRI AOS 27 ANOS QUE TERIA QUE USAR APARELHOS AUDITIVOS EM AMBAS AS ORELHA, UM SUSTO ATE ENTÃO, UMA SENSAÇÃO DE FRUSTAÇÃO, COM NEGAÇÃO, VERGONHA ENFIM ME SENTI DEFICIENTE PRINCIPALMENTE PELO FATO DE SABER QUE NUNCA FUI E HOJE ME VERIA ASSIM, (NADA CONTRA ATE O MOMENTO QUE VC SE TORNA UM, É DIFICIL DE ASSUMIR DE USAR OS APARELHOS), MAIS NADA COMO VC IR A UMA LUGAR E SAIR DE LA OUVINDO, COMIGO FOI ASSIM, APESAR DE TER RESISTIDO POR QUASE UM ANO ATE CONSEGUI RECURSOS FINANCEIROS PARA ISSO, REALMENTE SÃO CAROS, MAIS DEUS MANDA OS ANJOS NA HORA CERTA, O MEU MAIOR DESESPERO FOI SABER QUE EU TERIA QUE PARAR DE TRABALHAR POIS JA NÃO ESCUTAVA MAIS, JA NÃO SAIA MAIS, ME ISOLEI DOS FAMILIARES, NÃO FREQUENTAVA A IGREJA, ENFIM.
    FUI A VARIOS LUGARES ANTES DE COLOCAR O APARELHO, TRES HOSPITAIS MAIS NENHUM RESOLVEU O MEU PROBLEMA SO ME ORIENTARAM A COMPRAR UM APARELHO O QUAL NEM RECURSOS EU TINHA.
    TIVE A CHANCE DE CONHECER UM CASAL DE PACIENTES DA CLINICA QUE TRABALHO, QUE SAO DONOAS DE UMA CLINICA DE APARELHOS AUDITIVOS, E QUE ME CONDUZIRAM A VIDA NOVA QUE EU PRECISAVA, FUI A CONSULTA E DE LA JA SAI COM UM PAR DE APARELHOS, FOI UMA SENSAÇÃO INESQUECIVEL, POIS EU PUDE PERCEBER O QUANTO SURDA REALMENTE EU ESTAVA, CHOREI AO OUVIR AQUELA MISTURA DE SONS, PASSAROS, PESSOAS, O PISAR NO CHÃO, O BARULHOS QUE A ANOS EU DEIXEI DE OUVIR, PERCEBIR QUE PRA ALGUNS SONS, EU OS IMAGINAVA E NÃO OS OUVIA.
    FUI PRA CASA E LA CHEGUEI E FIQUEI SENTADA NO SOFA POR UMA MAIA HORA CALADINHA SEM QUE MEUS FAMILIARES PERCEBESEM QUE EU ESTAVA OUVINDO -OS, AI QUANDO OUVIR A VOZ DE MINHA SOBRINHA DE 2 ANOS EU NAO AGUENTEI E CHOREI DE EMOÇÃO, POIS ATE ENTÃO EU NÃO A OUVIA, POIS FALAVA MUITO BAIXINHO E EMBOLADO. PERCEBI O QUANTOS OS MEUS FAMILIARES TIVERAM QUE SE ADAPTAR PARA ME ENTEDER, A TV EXTREMAMANTE ALTA, E TODOS JA ACOSTUMADOS A FALAR COMIGO QUASE QUE GRITANDO. A VIDA APARTIR DAI ME OLHOU DIFERENTE, AGORA POSSO DIZER QUE ESTOU SUPERADA DE TODOS OS MEDOS E FRUSTAÇÕES, QUE PASSEI, VOU A TODOS OS LUGARES, CLARO TENHO MINHAS RETRIÇÕES, MAIS HOJE EM RELAÇÃO A ISSO ME ACEITO, ME RESPEITO E TENTO VIVER.
    GRATIDÃO A VIDA POR ME DEIXAR ASSIM, E POR EU TER PESSOAS MARAVILHOSAS QUE ME AJUDARAM.

    Responder
  • Amanda
    01/03/2017 at 12:56 pm

    Adorei o texto. Também tive problemas com fonoaudiólogos, mas até que enfim consegui encontrar um ótimo. Andei pesquisando sobre o aparelho auditivo adaptação aberta. Já teve alguma experiência com ele ou sabe alguma informação?

    Responder
    • Michele
      10/03/2017 at 7:36 pm

      Prefiro os com tecnologia RIC, pois o som vai direto pro seu canal auditivo. Receptor no Canal. Os de adaptação aberta o som é captado no aparelho e entra pelo fio até chegar em seu ouvido.

      Responder
  • Joe Ferreira
    25/01/2017 at 1:13 pm

    Boa tarde. Tenho 72 anos e já há alguns anos tenho deficiência nas frequencias altas. Estou em fase adaptação com um modelo da Resound. Esse tem recepção no canal e interatividade com outros aparelhos.
    Ainda não acertei bem o profissional que vai me atender. 98% do sucesso desses aparelhos depende de um bom Fono e interação com o paciente. Em pouco tempo já notei isso. Espero ter sucesso e volto a comentar.

    Responder
  • Sabrina
    16/09/2016 at 7:32 pm

    STARKEY / AUDIBEL / POLITEC / PHONAK / WIDEX – Alguém já uso uma dessas marcas pra me dizer como são? Estou na semana de “test-drive” com a Starkey, modelo “Xino Zumbido”. Aparentemente, é um aparelho muito bom. Mas é a primeira vez que estou usando aparelho auditivo, pretendo testar outras marcas pra ter um parâmetro mínimo de comparação. O meu otorrino me indicou a STARKEY, a AUDIBEL e a POLITEC – segundo ele essas empresas são as mais sérias que ele conhece por não tratarem o paciente como apenas cliente e também por não terem “parcerias” comercias com os médicos. Mas eu quero pessoalmente conferir se são isso tudo mesmo, rsrsrs… Dei uma pesquisada e vi muita gente falando bem da PHONAK.
    Obrigada!

    Responder
    • Luiza Carvalho
      09/12/2016 at 4:28 pm

      Oi Sabrina,

      Eu tenho um da Phonak, mas já é antigo e vou comprar algum aparelho novo em breve. Estou fazendo teste com um da Starkey e estou gostando bastante. Acho que as duas marcas são muito boas. Eu sugiro que faça vários testes mesmo e compare preços inclusive da mesma marca. A Starkey de Campinas, por exemplo, vende aparelhos por um preço bem mais baixo que uma autorizada de São Paulo.

      Responder
    • Fabiana de Souza
      10/08/2017 at 8:04 pm

      Oi Sabrina. Meu nome é Fabiana e há 3 anos uso AAS da Phonak. São meus primeiros. É como dito no post… Não resolve. Mas de grande ajuda. A assistencia tecnica é boa. Fui inumeras vezes lá pra melhorar o ajuste. Nem sempre fui atendida por bom fonoaudiólogo. Resultado: na semana seguinte estav la de novo pq nao ouvia nada ou ouvia deteminados sons alto ou metálicos. Agora vou troca-los. Vou testar todas as marcas novo, dessa vez conhecendo melhor minhas limitaçoes. Mas recomendo a marca.

      Responder
  • Robelia
    14/07/2016 at 6:53 am

    Minha mae tem perda auditiva severa nos dois ouvidos, estou pesquisando uma marca seria e que funcione bem para ela. Eu senti em ouatras marcas essa comecializacao do produto e a pouca preocupacao com a pessoa. Obrigado pelo post estou adorando seu blog.

    Responder
    • Luiza Carvalho
      09/12/2016 at 4:15 pm

      Oi Sabrina,

      Eu tenho um da Phonak, mas já é antigo e vou comprar algum aparelho novo em breve. Estou fazendo teste com um da Starkey e estou gostando bastante. Acho que as duas marcas são muito boas. Eu sugiro que faça vários testes mesmo e compare preços inclusive da mesma marca. A Starkey de Campinas, por exemplo, vende aparelhos por um preço bem mais baixo que uma autorizada de São Paulo.

      Responder
  • Marcus Vinicius verissimo
    28/06/2016 at 1:06 am

    Olá, tenho 35 anos e descobri minha deficiência aos 17 anos, ninguém nunca percebeu o meu problema, agora percebo q perco informações e conversas no dia a dia, li q vc disse q os aparelhos não ajudaram a ouvir 100%, tenho perda bi- lateral e não oucos sons agudos, existe algum aparelho q ao invés de amplificar os sons, possa equalizar pra melhorar somente a altura dos agudos, porque já sofro com barulho de moto, caminhão e outros trambolhos barulhentos no dia a dia, evitei esse tempo todo pelo fator de ser muitíssimo caro um par de aparelhos, usar somente um, me ajudaria? Parabéns pelo blog, te acompanho a menos de 1 ano, mas saiba q sou seu fã. Parabéns!!!

    Responder
  • Karina López Arana
    12/02/2016 at 9:48 am

    Olá Paula! Eu sou Peruana e moro em Portugal. Comecei a ter problemas com a audição quando cheguei aqui e ao principio pensei que era o problema da linguagem, fiz uma audiometria e revelou que tinha uma perdida auditiva neurosensorial bilateral leve e bom, que para já não era preciso de nada, mas depois de quase 6 anos a morar aqui este problema continuou e em piorou por que já não só não consigo entender e escutar aos portugueses se não também a minha própria língua o espanhol, por tanto continuei a fazer audiometrias e cada vez davam resultados mas altos de perdida auditiva, agora foi-me diagnosticada perdida leve a moderada bilateral, não consigo escutar quando estou numa obra teatral, não consigo escutar quando alguém está a falar “baixinho”, não consigo escutar quando estou numa reunião e o moderador fala, sinto que ele está a falar baixo por demais, e muitas vezes não consigo entender ao meu marido; comecei a procura dos aparelhos auditivos e estou baralhada totalmente, fui a 3 centros auditivos e nos 3 falaram-me de coisas diferentes, primeiro marcas de aparelhos tecnologias alemãs, americanas, e dinamarquesa, segundo os topos da gama por que tem acessórios que podem ser utilizados com estes aparelhos, não sei se realmente com o meu problema isto seja essencial ou um plus, e terceiro o problema do tamanho que compromete a pilha que utiliza e que se é mais pequeno menos duração vai ter; e depois está o preço, a mais preço “mais vantagens” garantias e serviços pós venda, só encontrei um em que o preço só marca diferença entre a tecnologia americana “starkey” e a outra a Alemã da Siemens, só experimentei os da ReSoud, que até pareceram-me bons mas não me falaram de nada com respeito a garantias, nem pilhas, nem serviços pós venda e como foi a minha primeira experiência na procura deles não sabia que mais eles deviam oferecer. Resumindo e concluindo estou como ao principio sem saber que fazer, tenho orçamentos de cada loja para duas categorias o top top e o mais básico, mas ainda não me decido, marcas??? alguem experimentou starkey?? é um preço mais aceitável numa empresa que oferece apoio pós venda, numa outra loja o modelo com preço mais aceitável não tem apoio pós venda completo, só os controles para a adaptação, só o modelo mais caro tem os plus como pilhas, comando, serviços pos venda e examenes, realemente isto é complicado por que também tenho tenho que ver a parte monetaria. Se me puderes dar uma opinião…
    Obrigada

    Responder
    • Paula Pfeifer Moreira
      15/02/2016 at 6:42 pm

      Karina
      O certo é testar um aparelho do mesmo padrão em 3 marcas diferentes e ver com qual deles te sentes melhor.
      Leia um post aqui do blog chamado “Qual é o melhor aparelho auditivo que existe?”
      beijo

      Responder
    • Pavlo
      07/01/2017 at 12:34 pm

      Olá Karina!
      Estou em Portugal já uns 16 anos, tenho nevrito cronico do nervo auditivo dos dois lados, entendo bem dificuldades que tu descreves. Uso aparelho da Oticon, já é segundo, agora chegou altura trocar e acrescentar mais um aparelho( atá agora usei só um), portanto vou ter dois.
      Teve experiencia com 3 empresas que atuam cá em Portugal: Acustica medica, Minisom e agora Widex.
      Acustica medica e Minisom são muito parecidas a diferença só nos preços dos aparelhos: Minisom é mais barato. Widex só conheço há pouco tempo, mas já posso dizer , que mais uma empresa é irma destas duas.
      Em relação de acompanhamento post venda não procupes muito, só precisas afinar aparelho na altura de compra e depois ( sé funcionar bem) 1 vez em 1-2 anos alterar afinação.
      Gostei qualidade da widex, experimentei dois aparelhos, mas não gostei preço, deram me 4500€ pelos dois, mais juros de credito.

      Responder
      • Paula Pfeifer Moreira
        17/05/2017 at 9:36 pm

        Pavlo

        encontro de leitores do cronicas da surdez dia 25 de maio as 17hs no Hotel Eurostar das Letras no Rossio!

        Venha!

        Bjos

        Responder
    • Pavlo
      07/01/2017 at 12:42 pm
    • Paula Pfeifer Moreira
      17/05/2017 at 9:37 pm

      Karina

      Encontro de leitores do cronicas da surdez dia 25 de maio as 17hs no Hotel Eurostar das Letras no Rossio, em Lisboa!

      Venha!

      Bjos

      Responder
    • Paula Pfeifer Moreira
      17/05/2017 at 9:43 pm

      Encontro de leitores do cronicas da surdez dia 25 de maio as 17hs no Hotel Eurostar das Letras no Rossio, em Lisboa!

      Venha!

      Bjos

      Responder
  • Gianna Bove
    09/01/2016 at 12:25 pm

    Estou na dúvida quanto a maçã do aparelho. widex ou phonak? Qual a melhor.

    Responder
  • Maria de Lourdes
    08/09/2015 at 10:05 pm

    Senhores, Boa Noite.

    Gostaria de parabenizar pelo projeto.

    Me chamo Maria de Lourdes, tenho 70 anos.

    Devido a idade vou te que adquiri aparelhos auditivos.

    Durante anos consegui juntar um dinheiro pra adquiri o mesmo.

    Mas preciso acertar na compra pois estamos falando de
    R$ 3.000,00.

    Visto que existe varias marcas de aparelhos gostaria de saber destes – NUEAR ou OTICON ?

    Nunca utilizei aparelhos auditivos, o representante permite utilizar o mesmo por 15 dias, neste período é suficiente pra saber se adaptei?

    Grata
    Maria de Lourdes

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      14/09/2015 at 11:23 am

      Maria, eu fui usuária de Siemens e Phonak, só poderia opinar sobre estas marcas. Bjo

      Responder
      • Adriana
        19/05/2017 at 12:39 am

        Boa Noite. É qual das duas marcas você gostou mais?

        Responder
  • Renata
    05/08/2015 at 6:20 pm

    Gostaria de relatar uma experiência. Uso aparelhos desde 1986 e já adquiri várias próteses auditivas. Como mudei várias vezes de estado, tive que encarar a chata tarefa de conhecer novos centros auditivos. Posso afirmar que sou experiente em frustrações, rsrs. Conheci bons profissionais, mas a maioria… melhor nem comentar. Meu marido sempre fala que eu já fico muito estressada antes mesmo de entrar. É que parece que vou assistir a um filme ruim pela milésima vez. Mas não desisto.

    Enfim, fui na Audibel do Rio de Janeiro, em 2003. Lá cheguei com velhas próteses analógicas que precisavam ser trocadas. Me convenceram a partir para os digitais. Testei por um tempo e não gostei – o volume era muito baixo, inadequado para o meu nível de perda. Em ambientes barulhentos, cortavam todo o ruído, mas também cortavam qualquer som e eu ficava sem ouvir nadinha. Me convenceram de que levava-se um certo tempo para adaptar, que tinham que programar e etc. Concordei em comprá-los porque me prometeram que, caso não desse certo, eles iriam trocá-los por novos analógicos (iguais aos meus antigos) sem custo.

    Tentei me adaptar por quase 1 ano. Milhões de problemas ocorreram… quando eu desisti, eles se recusaram a trocar.

    Simplesmente escrevi uma longa carta e mandei por fax para a sede em São Paulo, relatando minuciosamente todos os detalhes, inclusive datas, eventos e funcionários envolvidos. Relatei minha frustração. Se não desse certo, eu iria escrever para a sede nos EUA. Poderia não dar em nada, mas não seria por falta de tentativa.

    Para minha surpresa, alguém de São Paulo me ligou em menos de 2 horas após o envio do fax. Em primeiro lugar, pediram muitas desculpas por tudo o que eu tinha passado. Já tinham entrado em contato com a Audibel no Rio e me orientaram a voltar lá, devolver os aparelhos digitais, fazer os novos moldes. E que iriam providenciar os novos aparelhos analógicos conforme o modelo antigo que eu já possuía. Prometeram a entrega o mais breve possível. Pediram para que eu entrasse novamente em contato no caso de qualquer constrangimento. E eu não tive que pagar mais nada.

    Voltei lá só para fazer os moldes e para buscar os aparelhos quando prontos. O gerente estava bem indignado, mas se esforçou em me tratar bem. Depois, nunca mais voltei lá. Audibel Philips, nunca mais…

    Responder
  • suely sousa de oliveira
    29/07/2015 at 11:43 pm

    Lí o comentário da Lúcia,e como o meu aparelho é o IPCA Argosy (tenho-o há quase 3 anos), não posso relatar a diferença entre ele e o vírus plus, apenas relatar que o IPCA Argosy é um ótimo aparelho, muito potente, pois fiquei esse tempo todo só com ele (tenho perda bilateral)e não tive dificuldades de reconhecer sons,todas as vezes em que achava que estava um pouco fechado o som,era amplificado o som no computador (a fonoaudióloga que fazia), e por falar em fonoaudióloga, compra do aparelho, confesso que achei que fiz o melhor negócio e não fiz…Todas as revisões não tive problemas, já nas manutenções,o aparelho tinha que ficar uma semana no laboratório e a fonoaudióloga não atestava os dias que eu ficava sem ele (sempre quis saber se realmente as fono não atestam laudos, relatórios e atestados), e não me forneciam outro aparelho emprestado.Resultado: no serviço ficava com faltas.
    Fiz duas cirurgias, em 2012 a timpanomastoidectomia onde iniciei o uso do aparelho auditivo, e como houve recidiva, fiz a mastoidectomia em 2014 e nesta perdi muita audição, sendo necessário outro aparelho auditivo, pois meu Argosy não dá conta de trabalhar por 2 ouvidos.
    Pretendo comprar um Oticon com cavidade aberta porque o canal auditivo ficou muito largo.Quanto á onde comprar, não pretendo comprar onde comprei o primeiro, pois segundo o local onde comprarei o Oticon,tive um prejuizo de mais de 2 mil na compra do argosy,pois o local me vendeu por um preço muito caro,e este aparelho vem com controle (o que não me deram e nem passaram a informação de que este vinha com o controle).
    Creio que agora vou acertar, mas nos acertos muito perdemos e aprendemos com a compra do aparelho, que é uma verdadeira máfia.

    Responder
  • Lucia
    25/07/2015 at 10:12 pm

    Meu nome e Lúcia gostei muito do blog e gostaria de pedir uma indicação tenho síndrome meniere e perdi muito a audição do ouvido direito uso aparelho a 4anos e agora estou com dificuldade de discriminacao das palavras a como disse que vou ter que trocar por um mais potente. Qual a diferença entre o IPCA da argosy e o Vírus Plus da argosy qual deles e melhor pró meu problema entendimento das palavras segundo a como e nos agudos meu problema. Aguardo alguma resposta desde já agradeço. Obrigada Lúcia, sou do Riocde Janeiro.

    Responder
  • Rosinha Gonçalves Guerra
    12/07/2015 at 1:08 pm

    Corrigindo meu email=rosinhagguerra@gmail.com

    Responder
  • Rosinha Gonçalves Guerra
    12/07/2015 at 1:06 pm

    Meu marido usa aparelho Widwx há 13 anos. o último aparelhoque ele trocou da Widex foi Passion, mas não está legal, faz barulho e ele não está com boa audição. fomos na Widex , e disseram que tem agora um último lançamento em aparelhos Widex, não sei o nome, mas garantiram que é top de linha. Gostaria de alguma opinião sobre alguem que usa esse aparelho ou uma outra marca de aparelho que realmente seja eficaz. Muito obrigada.Pode responder no meu email.rosinhagguerrra@gmail.com

    Responder
  • Brunna
    18/06/2015 at 1:04 am

    Boa noite!
    Muito bom esse site. Achei que aparelho era só colocar e pronto, fim do problema.
    Pela minha audiometria tenho perda mista leve a severa no OD e perda neurosensorial leva a moderada no OE.
    O otorrino indicou aparelho para o OD. Mas nos dois fonoaudiólogos que fui querem colocar a prótese nos 2 ouvidos. Testei da siemens R$10 mil o par,bateria recarregável e hoje um argosy 8.500. É certo usar nos dois ouvidos? O fono disse que o otorriono está errado em indicar só para um ouvido. O que fazer? Procurar uma terceira opinião? O indicado é fazer o teste de 7/15 dias? Adianta? Sinceramente me senti confortável com os dois aparelhos. São digitais e 3 canais.
    grata por opiniões.
    Brunna

    Responder
    • Tatiana
      23/06/2015 at 8:58 am

      Bruna,

      se você tem perda bilateral, é ideal, sim, usar aparelho nos dois lados.

      E é bom fazer o teste por 7/15 dias, assim, você experimenta o som deles em situações com mais ruído, com menos ruído etc.

      Responder
      • Neto
        16/11/2016 at 2:02 pm

        Até quando os otorrinos irão continuar fazendo essa barbaridade de indicações unilateral quando visivelmente está constatado a importancia de adaptação bilateral?

        O que a Bruna fala está corretissimo, só lembre-se que argosy é um aparelho de segunda linha da phonak e tenha certeza que está testando realmente siemens ou rexton, pois a Rexton é segunda linha da Siemens, mas o importante é a sua adaptação.

        Responder
        • Samar
          29/05/2018 at 12:23 am

          Rexton e Siemens / Argosy e Phonak/ Telex e Oticon, Microtech e Satkey, são os mesmos aparelhos, ao conectar a plataformecé exatamente a mesma, não existe segunda linha, foi criado nomes para expansão no mercado

          Responder
    • Samar
      29/05/2018 at 12:19 am

      Boa noite! Quando se tem perda auditiva bilateral, o correto é sempre usar bilateral. Só se usa unilateral quando o lado contralateral é normal.

      Responder
  • Gilberto
    26/05/2015 at 6:45 pm

    Olá a todos,
    Comecei a ter perda auditiva com 40 anos, atualmente tenho perda moderada bilateral e possuo o Audeo da Phonak há uns 5 anos. No inicio utilizei os intra-auriculares e depois troquei para os retro por uma questão de comodidade (o intra me dá a sensação de tampão). Estou tendo um problema persistente com o lado direito, o aparelho já foi trocado e continua dando sinal de bateria fraca com a carga cheia frequentemente.
    Temos histórias semelhantes, no começo eu relutei muito em aceitar a condição da perda, mas se analisarmos todas as deficiências que existem a nossa possui uma relativa recuperação e possibilita um convívio pelo menos satisfatório. Continuo achando um saco a história de praia, piscina, ambientes barulhentos, telefone, etc., mas estamos vivos, atuantes e isto que interessa.
    Depois de 15 anos adquirindo aparelhos na rede privada este ano resolvi consultar junto ao SUS, gostaria que alguém relatasse a sua experiência neste tipo de caso, quais aparelhos que eles dispõe, o prazo, etc.
    Abraço a todos, gosto muito do seu blog.

    Responder
    • Camilo
      27/06/2017 at 12:29 am

      Boa noite, tenho 35 anos, nasci com problema auditivo, já usei Widex na adolescência, achei bom, só que manutenção mercenária ( cara) na época, bom vc pretende experimentar o SUS acho muito relevante, considerando do custo da prótese. Estou usando um a 6 anos, na verdade são duas próteses mas sofro com a do lado direito que tem perda severa profunda. Mas enfim de qualidade o atendimento aqui no ES, uso Radios 8 da microTesh, bom aparelho tirando os apitos quanto põe e tira, o SUS é eficiente no fornecimento do aparelho é demorado, demorei um ano, por causa de consultas e marcações estou a 300 km do único lugar que fornece no estado em Vila Velha (Policlinica UVV). Não achei burocrático, porém como disse demora um pouco, mas vale apena, considerando que para que eu pagasse o aparelho demoraria bem mais. Aproveito e te pergunto Gilberto, eu já estou querendo fazer ao contrário de vc comprar na rede privada devido a minha triste notícia recente de diminuição de 10 % de capacidade auditiva e tenho pressa e estou interessado em um aparelho que possar praticar esportes, correr, pedalar. Quais aparelho vc uso ou está com o mesmo nesses 15 anos (isso seria fantástico, mas sei que difícil).

      É isso eis aí meu depoimento, dúvidas estou a disposição e abçs a todos.

      Responder
  • Vavá Afiouni
    14/05/2015 at 10:32 am

    Opa, bem legal achar gente falando dos meus problemas também, rsrsr, um pouco tardio de minha parte talvez mas sempre é tempo de se atualizar.

    Eu sou músico e surdo e vivo de música, caso alguém se interesse o site ta aí pra ouvir e baixar meu trabalho.

    Como músico e alguém que esta acostumado a trabalhar com freqëncias e timbragem posso dizer que um grande problema são mesmo os fonoaudiólogos (ou as empresas que só querem vender). Nem penso que deveriam estudar música ou engenharia de áudio, mas quase isso. Tento um monte mas não consigo fazer as empresas entenderem os problemas dos aparelhos, seus ruídos, xiados e deficiências, e na real, parece que não estão nem aí.

    Tenho uma surdêz menos convencional, é bilateral e de moderada pra severa também, só que a perda se concentra nos graves e médio graves, e ainda resolvi ser baixista, coisas da vida…

    Agora estou testando o K140 MINI RITE, da Oticon, achei ele bom, mas adoraria ler um comparativo, pois estou escolhendo mais pela garantia, pilhas, assistência e preço do que pela qualidade do aparelho em si.

    Não li todos os comentários, e que legal que são tantos, mas se alguém quiser debater eu vou achar bem legal.

    Abração e parabéns pela matéria.

    Vavá afiouni

    Responder
    • SEBASTIÃO SOUZA
      12/07/2018 at 5:41 pm

      Oi Vavá! Me identifiquei com o seu problema, já que tenho também a perda auditiva e sou músico (violonista, guitarrista e ex-baixista) . Ainda não uso o aparelho, mas durante um teste experimentei um um problema de “timbragem”, em que ouço o som das duas cordas mais agudas (si e mi) um tanto quanto “sintéticos”… parece que as ondas das frequências originais das notas carregam novas ondas que dão uma defasada nas notas. Você já experimentou essa sensação?

      Responder
      • Pryscilla Cricio
        26/08/2020 at 5:40 pm

        Olá Sebastião,

        Tudo bem?

        Venha para o nosso grupo fechado no Facebook com mais de 15.300 pessoas com deficiência auditiva que usam aparelhos ou implantes. Para se tornar membro, é OBRIGATÓRIO responder às 3 perguntas de entrada.

        https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/

        E para receber avisos sobre nossos eventos e cursos, por favor, clique e responda 4 perguntas (leva 30 segundos):

        https://forms.gle/MVnkNxctr1eahqR5A

        Estamos te esperando!

        Abraços,

        Equipe Surdos Que Ouvem

        Responder
  • Claudio Miranda
    17/03/2015 at 3:17 pm

    Ola Paula,tenho uma perda auditiva moderada na faixa de frequencia mais alta em ambos os ouvidos decorrente de trauma acustico – ruído excessivo em ambientes industriais – adquirida há uns 30 anos.Venho convivendo bem mas acho que vou partir para um aparelho auditivo pois noto que nas conversas ja tenho dificuldade de entendimento dos sons mais agudos.Vi que vc esta partindo para um Siemens.Vc tem alguma experiencia com o Phonak Audeo Q?É um bom aparelho? Como se compara ao Siemens? Quanto a assistencia tecnica pos venda,como eles se comparam?Ultima pergunta,a quantidade de canais é um fator importante?

    Obrigado.

    Responder
  • Roberto
    19/02/2015 at 7:41 pm

    Olá a todos
    A meses atrás estava pesquisando sobre aparelho. Comprei um Phonak com mascarador de zumbido. Tinha uma perca auditiva moderada mas de uma noite para o dia perdi bastante a audição do ouvido direito. Agora além do zumbido constante na parte de traz da cabeça, agora tenho um zumbido no ouvido direito .
    Fui medicado para usar aparelho que resolveria meu problema do zumbido mas depois de 7 meses, a melhora foi 0000000,0%. Fico pensando se o aparelho pode estar prejudicando ainda mais a minha audição, pois o comércio detras destes aparelhos é grande. Ainda não achei um profissional que eu confie, e a esperança que tenho é que Deus um dia coloque um bom profissional no meu caminho, e olhe… Que ñão dependo do SUS.
    Saúde e boa audição a todos.

    Responder
  • Ionise
    17/02/2015 at 10:17 pm

    Alguém pode me orientar qual o melhor aparelho para mascarar zumbido bilateral?Não tenho deficiência auditiva. Somente esse zumbido que me enlouquece
    Obrigada

    Responder
  • Humbert Ferr
    09/12/2014 at 10:05 pm

    Boa noite! tenho perda auditiva de leve a moderada bilateral desde criança, com 8anos eu ja percebia que tinha o problema, digamos que perdi uns 45% da audiçao normal. fiz um teste com um aparelho da widex intra-canal, foi fantastico, assim q coloquei n senti muita diferença nao, votei no consultorio e a doutora fez nova regulagem , e a partir dessa senti a diferença, ouvi como nunca, sons em geral, agora os barulhos estao mais altos(por incrivel que pareça, os barulhos altos nao me encomodou), as vozes ficaram mais altas, o que nao ouvia passei a ouvir, aquilo q eu ouvia e nao entendia, passei a entender, acostumei com eles dentro do canal do meu ouvido, foi fantastico, unica coisa q n achei fantastico foi o preço , R$4.000,00 cada um, R$8.000,00 o par. Bem acima do meu orçamento!!!!

    Responder
  • tenho 65 anos e comecei a,perder a audição a uns 10 anos atraz tenho a perca neuro swnsorial de moderado a severo a 5 anos atraz ganhei os aparelhos do sus da marca unitron não entendia nada o que as pessoas falavam acabei comprando 2 aparelhos resound da danavox gastei 18000,00 mil reas estou desesperada esses aparelhos são piores do que o outro também não entendo o que as pessoas falam o meu otorrino acha que e falta de regulagem ,mas a minha fono insiste que não, que e assim mesmo,, ela diz que o meu celebro e que não entendeu ainda que eu estou ficando surda que nos ouvimos com o celebro e não com os ouvidos ja não não sei mais o que fazer !!!

    Responder
  • K
    10/08/2014 at 2:35 am

    Ja comprei 3 aparelhos: Audibel Phillips, Phonak e Argosy. Agora vou receber gratuitamente pelo SUS – Funcraf novos aparelhos da Widex. Procurem o posto de saude de sua cidade pois vale a pena.

    Responder
  • Ana Paula de Castro
    25/07/2014 at 10:24 pm

    Alguém usa widex para zumbido? Qual o preço?

    Vivo em Lisboa

    bj xivadara@hotmail.com

    Responder
  • Francisco
    22/07/2014 at 12:52 pm

    Olá. Estou amando ler suas histórias! Este blog meio que virou um livro de cabeceira… estou sempre lendo. Minha história, em resumo, é claro, é mais ou menos esta: há três meses venho amargando uma perda auditiva grave bilateral. Ouço muito zumbido em ambos os ouvidos. Quero dizer a você que seu blog tem me ajudado muito em muitos aspectos; mas sinto-me indeciso e inseguro sobre qual aparelho auditivo adquirir. Aqui na minha cidade, Natal/RN, há uma ONG, chamada SUVAG que fornece aparelhos auditivos… só que estou sempre lendo a respeito desse assunto e só acho pessoas falando da experiência que tiveram ao comprar um aparelho, nunca falam dos aparelhos que adquiriram gratuitamente; daí fico me questionando: será que os aparelhos que são fornecidos são bons? Ou seria melhor comprar? E, dentre tantas marcas, não sei nem por onde começar, pois ouço várias opiniões sobre várias marcas e vários modelos, ou seja, não há uma unanimidade, a não ser sua opinião sobre a Siemens, que enfim, é o que você usa. Se você ou alguém poder me ajudar com alguma informação, orientação ou comentário sobre o que escrevi ficarei muito grato.

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      23/07/2014 at 10:26 am

      Francisco
      Se tiveres oportunidade, testa umas 2 ou 3 marcas diferentes. Especialmente os AASI com conexão bluetooth e vários canais.
      A Siemens foi a única marca que usei, por isso só consigo emitir opinião sobre ela. Mas as pessoas falam muito bem da Phonak e Resound também!

      Responder
  • Raquel de Oliveira Castro Cruz
    01/07/2014 at 11:32 am

    Olá, estou no caminho de testes de aparelhos auditivos, acho que encontrei um que me dá um bom suporte, o Telex Claris D80. Como já me senti mais confortável com esse não sei se ainda devo testar um superior a esse para ver como me sinto, e agora??? Não quero me frustrar com a minha decisão. E estou me descobrindo cada vez mais, reconhecendo a gravidade da minha perda. Estou aguardando agora liberarem o implante de cóclea para perda unilateral, vamos ver….
    Este blog me ajudou a não ficar me escondendo. Não que esteja com vergonha de mim, as pessoas quando descobrem a sua deficiência te dão um tratamento diferente, já experimentei isso, é muito ruim, mas agora estou mais madura e aprendi que os outros são os outros ignorantes que fazem diferença, a gente tem deficiência auditiva, mas essas pessoas tem deficiência de convivência social…kkk

    Desde já obrigada

    Responder
  • roberto
    18/06/2014 at 9:26 pm

    Tenho perca auditiva e um zumbido no ouvido ou na cabeça a mais de 1 ano. Meu médico indicou o Phonak, mas ainda nao ser valores.
    Pergunto: É uma boa marca?? Quanto mais ou menos custa um aparelho deste, para ver se aqui em estão abusando do preço.

    Abraços

    Roberto

    Responder
    • Tatiana
      02/07/2014 at 2:45 pm

      Roberto,

      eu uso Phonak, e estou bastante satisfeita com eles. Tenho o Naida, o primeiro a ser lançado, desde fins de 2008, e agora estou esperando eles terem o Naida S para teste. Nestes quase seis anos, não tive grandes problemas com eles. Se me lembro bem, eles deram pouquíssima ou nenhuma manutenção, e olha que não cuido bem deles.

      Sobre preços, fica difícil te dizer, depende do modelo. Por exemplo, aparelhos intra-canal (aqueles que ficam “escondidos” dentro do ouvido) são mais baratos que retroauriculares (aqueles que ficam do lado de fora da orelha).

      Espero ter te ajudado!

      Responder
  • Bruno Rosa
    17/03/2014 at 9:18 pm

    Que ótimo esse blog!

    Tenho deficiência auditiva desde nascença… que dizer, nasci saudável porém prematuro de 8 meses, peguei intoxicação hospitalar e o remédio que deram para me salvar era ototóxico. =\

    Bom saber que eu sou “normal” nesse requisito. aparelho para mim foi uma novela das 9h. Muito drama, altas expectativas para no fim acabar não suportando usa-lo a semana toda. Faz barulho dentro do ouvido, na hora de colocar pilha, para de funcionar do nada e me atordoava só de sair na rua, em festa e outros lugares com muita gente. Talvez se eu tivesse usado aparelho desde filhote já teria aprendido a me acostumar e seria menos introvertido.

    Acontece que o mundo, pra mim, era super normal. Aprendi leitura labial naturalmente, acho que até muito antes de aprender a falar. Estudei, me alfabetizei, e me formei no colégio sem ao menos nunca usar esses amarelinhos. Foi com 17/18 anos, indo para a faculdade, que uma das mil fonoaudiólogas que tive na vida, falou que seria bom usar um aparelho auditivo, que iria melhorar a minha vida, que ia escutar melhor, e de quebra iria ajudar a manter a queda natural da audição, iria parar de ouvir tv, radio e musica alta (constante reclamações da família) enfim. Me imaginei virando o Superman. Mas não foi bem assim. Primeiro porque pra falar a verdade, eu ODIAVA usar esses aparelhos, me sentia sempre atordoado, os sons vinham tudo ao mesmo tempo, passei a me incomodar com os ruídos, coisa que nunca ouvi. com o aparelho passei a ouvir. Até comer pipoca na hora do filme era ruim. ou eu comia ou eu ouvia o filme. tinha que escolher. Filme dublado sempre foi a morte. Sempre pergunto “o que foi que ele disse? no meio do filme” pior é quando foi uma piada, o cinema ou meus amigos, e família, todos riem eu eu fico sem rir pq não consegui entender a piada. Nos tempos de escola, brincar de telefone sem fio, me achavam o malandro de quase sempre mudar a frase da brincadeira por vergonha de pedir pra repetir 3, 4 vezes. Sempre chegava outra coisa no ouvido do ultimo amiguinho, mesmo quando alguém mudava antes de mim.

    Sempre ouvi dos meus pais a pressão por usar eles TODOS os dias, já que são muito caros. tinha dois “carros” na orelha eu eu não gostava de usar. Adorava usar só em aulas de inglês e outros lugares fechados como palestras e etc. fora isso eu tirava.

    Agora um pouco mais velho, nos meus 25. Começando carreira e formado. Resolvi mudar de atitude e dar uma chance pra eles de novo. Sempre fui taxado de desligado, meio recluso e lerdinho. As pessoas dizem que me chamam e eu não respondo. que eu “finjo que não as escutei” e que acabo ignorando-as de propósito. Odeio ir em boates, festas e lugares tumultuados e barulhentos, isso me da muito mais canseira do que prazer. se a pessoa falar comigo pelas costas ou se tem alguém na frente, putz! um horror, repondo sim ou não e “legal” e torço pra que tenha sido uma pergunta.

    Agora que resolvi largar a vergonha e voltar a usar de vez estou para arrumar o meu antigo aparelho siemens, que não parou de funcionar e ando meio preocupado se tiver que comprar um novo. Não sei que marca escolher no quesito custo, benefícios. amanha vou numa fone que atende Argosy e farei um test-drive enquanto o meu antigo não sai do conserto. Tudo muito caro, até para o meu primeiro salário. Triste isso. Entendo agora a pressão que meus pais fazem sempre.

    Responder
  • Ayrton Silva
    27/02/2014 at 11:06 pm

    Boa noite, gente
    Foi muito bom achar este blog. Por ter lido vários depoimentos interessantes é

    Responder
  • Carlos
    16/12/2013 at 11:12 am

    Quem quer um aparelho da siemens preparem o bolso na faixa de 8 mil cada um, mas dão 2 anos de garantia ou mais dependendo do modelo do aparelho.

    😀

    Responder
  • Poline Rios
    29/11/2013 at 9:29 pm

    Ainda não pus aparelho estou vendo qual eu me adapto? ESTOU ENTRE OS WIDEX RIC OU WIDEX MENU BTE.. OU DA OTICON MINI RITE OU OTICO K 140 MINI RITE? ALGUMS DELES JÁ TIVERAM ALGUM PROBLEMA QUAL VC INDICA SER O MELHOR? OBRIGADA ESPERO RETORNO…ABB POLINE RIOS

    Responder
  • Carmen
    21/11/2013 at 7:02 pm

    Olá pessoal!
    Tenho 38 anos e descobri recentemente que aquela “impressão” de não ouvir bem, que me acompanha há alguns anos, na verdade é surdez neurossensorial de grau moderado a severo, bilateral. Já me colocando em situação de deficiente. Foi um tremendo susto! Ainda estou um tanto perdida quanto a decisão do melhor aparelho! Fiz dois testes, com as marcas Siemens e Resound. O modo como a apresentação dos aparelhos foi feita, e o caminho da conversa com as fonos me assustou e decepcionou ao mesmo tempo. Achei tudo extremamente comercial.
    Ainda não decide com qual dos dois vou ficar, isso já faz um mês, e recebo ligações toda a semana da fono da distribuidora da Resound, não para saber como estou, mas para falar sobre a compra, saber qual preço encontrei na concorrência, etc. Me sinto pressionada por ela, e isso me deixa um tanto triste…É uma fase delicada, descobri tudo isso há 2 meses, achei que o aparelho seria a salvação, mas não imaginava que o processo seria tão desconfortável.
    Queria saber se alguém faz uso de aparelhos da Resound, se realmente é uma marca confiável, se tem algo a reclamar. Sou marinheiro de primeira viagem (primeiro aparelho), e está complicado de decidir entre as marcas, principalmente por se tratar de um investimento relativamente alto.
    Obrigada! Sorte a todos, nessa caminhada!!

    Responder
  • ANELCINDO DE SOUZA.
    11/11/2013 at 11:25 am

    Olá,,,,, bom dia, gostei de vários comentários sobre o problema de surdez, surpreendi com alguns e gostei de outros,. tenho 66anos, tive perca auditiva moderada, a uns 6 anos, quando meu medico informou que seria por motivo de um avc.supostamente antigo, que eu nem percebi. Procurei um profissional muito competente, próximo de minha cidade. foi feito os teste e constatou, que precisava usar aparelho auditivo. Foi feito os dois pre-molde e enviado para a Direito de Ouvir. Paguei R$4784,00. fiz o teste durante uns 10 dias,
    Fiquei surpreso pelo resultado Muito Ótimo, mas o LD foi dando dor no canal do ouvido não consegui suportar. Conversei com meu profissional e dei uma ídeia, para fazer do lado direito outro para o lado esquerdo, foi uma maravilha. Agora uso só de um lado, tenho dois para um lado,Não fico sem o aparelho nem um instante. Estou muito feliz, escuto perfeitamente. Meu aparelho é Marca Staris, Intra canal. Faz um ano e meio que estou usando… ! fico muito grato pela Direito de Ouvir, ser tão pontual, já foi feito manutenção e sempre resolveram. OBRIGADO, ATÉ Laaaaaaaaaaaaaahh!!!!

    Responder
  • Flaviana
    09/10/2013 at 5:28 pm

    Olá.
    Descobri que estava perdendo a audição com 34 anos; de lá para cá tive uma queda maior após amanhecer surda e ter a primeira e única crise de labirintite.
    Estou com 38 anos e até o momento relutava muito para colocar o aparelho, mas não tem mais jeito, além da perda auditiva tenho um zumbido muito alto.
    Meu médico indicou Phonak e Widex.
    Ainda não fiz o teste, mas já fui ver as duas marcas, existe uma diferença grande de preço na Widex.
    Qual é a mais recomendada? (Pôs venda, durabilidade, e qualidade)

    Alguma experiência com Siemens?

    Obrigada
    Flaviana

    Responder
    • Eliane Hartmann
      24/06/2016 at 4:05 pm

      Uso a Phonak – Fiz teste com a Bernafon e Siemens para a troca de aparelhos e acredite a Phonak foi a que melhor se adaptou na minha perda auditiva. Já faz sete anos que tenho eles e nunca estragaram. Além do suporte no atendimento e a assistência técnica que são excelentes. Para mim PHONAK é nota DEZ. Já usei SIEMENS também e são ótimos sem dúvida, mas o custo benefício é muito alto em relação a um PHONAK.

      Abraços,
      Eliane Hartmann

      Responder
  • Marli Rocha Leite Prado
    18/09/2013 at 4:38 pm

    Também uso aparelho há 2 anos. Tenho zumbido. meu aparelho é ARGOSY e me dou muito bem com ele.sem ruídos e não é tão caro assim

    Responder
  • Flor
    08/09/2013 at 8:17 pm

    Tenha perda moderada, uso aparelho a 1 ano e meio, meu marido se queixa e diz que preciso mudar o aparelho, Na televisão uso o close caption para poder entender melhor.
    Nossa no telefone é horrível, sei que preciso ele me ajuda mas muito pouco.
    Gosstaria de saber as dificuldades que vocês tem. Sofro muito com a perda e as vezes me isolo porque não entendo o que as pessoas dizem, se estão rindo penso que é porque não entendi, fico muito irritada em algumas situações, meu aparelho é o Nuear estou querendo mudar, poderia me dar uma sugestão? Obrigada. abraço

    Responder
  • Jorge
    23/08/2013 at 1:22 pm

    Bons dias
    Não tenho nenhum problema auditivo, mas minha mãe tem. Também estou irritado com este povo que só pensa em faturar às custas dos problemas de saúde dos outros. Há dois anos comprei um aparelho Widex BVX para ela. Paguei algo em torno de cinco mil reais. Coincidentemente, após a segunda revisão na Widex o aparelho parou de funcionar. Levei-o para nova revisão e veio a má notícia: o amplificador estava em curto intermitente e o conserto foi orçado em R$ 1.344,00, com garantia de 90 dias. A alternativa era comprar um aparelho novo com algum desconto, algo na faixa dos cinco mil reais. Penso que um aparelho com este custo e bem cuidado no seu uso não poderia ter um problema assim com apenas dois anos de uso. Minha sogra usava aparelhos de outra marca e trocava, na média, a cada 5 anos. Estou cheio de dúvidas e este site me deu algumas referências. Do relato que fiz gostaria de ter outras avaliações. Se, por exemplo, é comum que os aparelhos tenham este tipo de problema com tão pouco tempo? Alguém tem idéia do que torna estas próteses tão caras? São os impostos? Comprar no exterior é mais barato? Enfim, agradeço aos que puderem me orientar.

    Responder
  • SUZY
    23/05/2013 at 6:36 pm

    OLA,

    ESTOU FAZENDO TESTE COM APARELHOS AUDITIVOS CLARIS D80(BILATERAL), E ESTOU DEPRESSIVA! É HORRÍVEL! FAZ UNS 15 DIAS E A IMPRESSÃO QUE TENHO É QUE NÃO ESTOU OUVINDO QUASE NADA.. POR TELEFONE É UM INFERNO, UM HORROR!
    QUANTO AO PREÇO, NOSSA! É CARÍSSIMO. O MEU CUSTA 13 MIL REAIS, DÁ PRA COMPRAR UM CARRO SEMI NOVO.
    QTO AO BARULHO É TERRÍVEL! MINHA VOZ SOA COMO SE EU ESTIVESSE NUMA CAVERNA. AS PESSOAS FALAM E NÃO ESCUTO, MAS SE ALGUEM PREGA UM PREGO, AS MARTELADS ESTÃO TODAS NA MINHA CABEÇA.
    ESTOU PESSIMISTA QUANDO A EFICIENCIA DESSES APARELHOS. MEU MEDO É JOGAR O DINHEIRO FORA E CONTINUAR SURDA.

    Responder
  • Eliane
    11/05/2013 at 10:10 am

    Paula, descobri ontem o seu blog. Também preciso usar AASI e lendo o que vc e as outras pessoas escrevem nos comentários, encorajei-me a usar este “aparelhinho”. Muito, muito legal tudo que vc faz aqui. Li tb o comentário da sua mãe!!! Lindo! Resolvi saber sobre o aparelho que vc usa e liguei para uma revenda autorizada. Quando disse que queria conhecer o aparelho, pois tinha lido sobre ele num blog, a fono que me atendeu logo falou: “Ah, foi no Crônicas da Surdez.”. Vc está famosa e prestando serviços a população que tem o mesmo problema. Bjs, continue…

    Responder
  • Alessandra
    02/05/2013 at 10:54 pm

    Na duvida siemens, testei o phocak e o da siemens tem mais profissionais e menos vendedores no mercado e isso fez e faz toda a diferenca na hora do ajuste do aparelho. Siemens sem duvida. Espero ter ajudado.

    Responder
  • maria jose da silva
    12/04/2013 at 2:36 am

    Oi Paula, boa noite….tenho lido todos todos comentários que você envia, e também os que estão aqui no Blog. Continuo com aparelho da Siemens, mas o direito, investi em um novo da Phonax, caro de absurdo…Ainda não acertamos o molde…parece que não encaixa, e fica encostando no ossinho dentro do ouvido…esta encostado, pois comecei a ter dores de cabeças e no pescoço, não é que melhorou. Uso os velhinhos, que funcionam muito bem, mas fiquei sem ter alguém para monitorá-los, porque minha fono passou a trabalhar com a Phonax e não tem os programas dele pode. Vou ver se marco com a clinica da Siemens aqui na minha cidade e ver o que acontece…Passou o tempo e não é que acabei tomando banho com o danado…ainda bem que aquelas caixinhas que retiram umidade estavam tinindo, ficaram sequinhos e não estragou…Continuo torcendo pra um aparelho fácil de usar, a prova de água e brincadeiras estupidas de baterem no ouvido da gente.

    Responder
  • Sibele
    11/04/2013 at 5:34 pm

    Certo, Paula.

    Mas vc entendeu o teor de minha pequena crítica, não? Minha intenção não foi desmerecê-la, mas apontar justamente que sua indicação se baseia na sua experiência pessoal – que aliás não deixa de ser válida.

    Mas acho que, a bem da transparência, deve-se indicar que essa sua preferência é por vc ser usuária da Siemens, e não de outras marcas – das quais vc não tem mesmo como opinar.

    Entendo que todos que acessam esse blog estão cheios de dúvida sobre uma questão importantíssima – diria mesmo essencial para suas vidas, que é a aquisição de um aparelho auditivo que para que possam melhorar sua qualidade de vida. Imagino que todos os que passaram por isso saibam o quão difícil é essa decisão – qual aparelho escolher, entre tantos?

    Apenas espero, de coração, que todos os que aqui comentem tenham clareza da responsabilidade de suas opiniões.

    Abraços.

    Responder
  • Sibele
    11/04/2013 at 2:22 pm

    Boa tarde, pessoas!

    Muito bom encontrar um blog onde vemos experiências compartilhadas!

    Também sou surda oralizada, e há anos. Estou em vias de trocar meu aparelho (um Siemens, mas nem sei o modelo, pois já faz mais de 10 anos que estou com ele – realmente está na hora de trocar, rsrs!) e por isso mesmo estou buscando informações sobre marcas.

    E nossa, fiquei espantada com a atual quantidade de novas marcas presentes no mercado – o que para nós não deixa de ser positivo: é a concorrência que leva à melhoria – e aí está mais um motivo para continuarmos expressando nossas opiniões sobre os aparelhos em espaços como esse.

    Paula está de parabéns pela iniciativa desse blog, mas tenho uma pequena crítica: notei em suas respostas que vc SEMPRE indica o aparelho da Siemens. Veja, pode ter sido o melhor para vc, mas trata-se apenas de sua experiência pessoal. Creio que o melhor é experimentarmos ao máximo as diversas marcas existentes, sempre observando a adequação de acordo com nossa necessidade – por exemplo, para mim não servem esses aparelhos intra-canais, pois são indicados para perdas auditivas leves a moderadas, e a minha é severa profunda, bilateral.

    Acho que é mais produtivo expressarmos nossas opiniões sobre os aparelhos que adquirimos abordando a relação custo-benefício, como o Tiago Régis indicou acima: performance, qualidade, recursos, características, atendimento,adaptações, suporte, assistência técnica, etc. e claro, o preço, rs!

    Agora em abril de 2013 comecei a agendar testes para adquirir meu novo aparelho, e até agora vi um Phonak Naída, que tem proteção à umidade. O preço é de aproximadamente R$ 3.500, e oferecem um pacote de “acompanhamento”, por 3 anos: além da garantia de 1 ano, vc tem direito a mais 2 anos de visitas ao fono para acompanhamento de sua adaptação ao aparelho e durante todo esse período, as baterias são de graça. Parece tentador, não?

    Mas depois do cometário do Jonas, logo acima, fiquei receosa. Me falaram muito bem da Widex, e conheço a Siemens apenas pelo meu aparelho, já antiguinho – mas que foi muito bom durante todo o período que o usei.

    Por favor, gostaria de ter mais comentários para ajudar-me a decidir qual marca comprar.

    Um abraço a todos!

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      11/04/2013 at 2:37 pm

      Olá Sibele,
      Seja bem-vinda.

      Não é que eu SÓ indique aparelhos Siemens, é que nao tenho como indicar outros porque os que uso são Siemens, a minha experiência é com eles. Se falar de outros, vou estar mentindo, pois nunca usei.

      Bjos,

      Responder
    • Tatiane
      16/07/2015 at 11:46 am

      Sibele,

      Olá, também estou verificando um aparelho da Phonak. Gostaria de saber se você já o adquiriu ou comprou outro. Ao primeiro teste, gostei muito, mas não sei como seria no meu dia-dia.
      Poderia me dar mais detalhes?

      Grata!

      Responder
  • Amanda
    26/03/2013 at 2:53 pm

    Olá, sou mae de um garoto de 17 anos, começou a usar com 1 ano e 6 meses. Já usou 3 aparelhos, os últimos foram senso c9 depois 19 e depois o diva. Os parelhos sempre foram da widex, já testamos outros, mas impossível. Hj ele perdeu uns 15 dB. Q esta entre 90 -95 dB sua perda. O ganho estava entre 30 a 40. Mas acho q agora nao esta tao bem assim. Por isso estamos iniciando a testagem de um novo. Qdo terminar, mando noticias.
    Amei seus textos.

    Responder
  • Jonas
    08/03/2013 at 12:27 am

    A Argosy é uma empresa da Phonak, e pelos testes que fiz com um Phonak naida ctr 2013, não gostei nem um pouco, usei uns 5 meses e não me adaptei, o som é muito estranho, não entendia nada o que as pessoas falavam, e depois de muitas regulagens parece que ficava cada vez pior.
    Pedi meu dinheiro de volta pois antes de comprar falaram que era o melhor do mundo (sem provas) e que tinha vários recursos de regulagem, mas só me deu dor de cabeça esse aparelho, já não ia com a cara dessa marca ,mas o que me levou a comprar um desse é que ele é resistente a água, foi a única coisa que aprovei no aparelho.
    Sua mãe poderia testar um Widex ou um GN resound,entre outro, mas phonak nunca mais

    Responder
  • talita
    06/02/2013 at 12:21 pm

    Minha mãe está precisando usar aparelho auditivo e estamos com dificuldade para escolher qual marca levar. Até agora, ela se identificou com um aparelho da Argosy Premium. Alguém conhece? Já usou? Pode me falar um pouco sobre o aparelho?
    Grata pela atenção.
    E parabéns pelo site. Minha mãe está adorando saber que outras pessoas passam por problemas como os dela.

    Responder
  • Maressa
    22/01/2013 at 4:56 pm

    Oi ledjane, meu nome é maressa e sou uma leitora assidua do cronicas.

    ledjane, voce mora no estado de SP? e quantos anos voce tem amiga?

    Pois tenho uma dica: Cabeça erguida, ser deficiente não é doença e tambem isso não lhe impede de viver…talvez de escutar assim como todos mais de ser feliz não!!
    Voce não rpecisa se submeter a esse tipo de ignorancia…Saiba que voce quem escolhe onde trabalhar por causa dessa lei da cota quem escolhe é voce e não a empresa…então mostre a eles que se não houve mudança na postura deles vão perde a funcionaria de ouro que voce é.

    hoje faço 24 anos e estou no meu 4 emprego, tenho a disser que passei por muitas coisas nos meus anteriores trabalhos. E só fui humilhada no meu 1 emprego depois disso, falo aos 4 cantos do mundo sou deficiente auditiva e não tolero ignorancia e nem falta de educação.

    beijos e fica com Deus.Força e perseverança pois Deus esta vendo suas lutas e tudo que vai volta.

    Responder
  • leidjane passos alves
    12/01/2013 at 2:10 pm

    olá sou deficiente auditiva desde que nasci, comecei falar aos 10anos de idade,ai fui adaptando a minha irmã me ensinou falar direitinho as palavras corretas sem aparelho estudei até 2grau completo sem aparelho , ai aos 15 anos resolvi ganhar aparelho auditivo,foi muito dificil no começo , mas fiquei feliz ao ouvir um barulho do vento nunca tinha imaginado como é tão gostoso a ouvir sons , depois comecei a costumar ai resolvi a arrumar um emprego ,um emprego muito dificil pra mim,trabalho como operadora de caixa supermercados da rede wall mart brasil ltda,nunca pensei fosse tão discriminada em toda minha vida,as pessoas não tem paciença ao falar,os encarregados gostam de julgar_lode humilha-lo entao faz7anos que eu uso parelho auditivo,de repente meu aparelho parou funcionar,a situaçao piorou pra mim,entao o que eu faço….

    Responder
  • simei rodrigues da silva
    07/01/2013 at 11:48 am

    e muito legal o comentario eu fico feliz , que eu num to so nesse monto de surtes precoce , so o tempo dira como e bom ter respeito com as pessoas , eu ja passei por cada coisa de arrepiar,

    Responder
  • geraldo Vitral Couto
    08/11/2012 at 7:14 pm

    Desejo comprar um par de aparelhos para surdez da Siemens. Recomendação médica. Vou a Los Angeles em Dezembro-2012. Desejo saber onde comprar: loja, endereço, telefone, e-mail, etc.

    Responder
  • Beatriz Dantas
    14/08/2012 at 11:10 pm

    Tenho otosclerose que é uma doença crônica sem volta.
    Da mesma forma que todos aqui tenho uma perda auditiva de leve a moderada e meu trabalho exige muito telefone.Fiz uma maratona de testes nas que temos aqui em Maceió (Widex, Danavox, Phonak e Telex). A profissional que mais e agrdou em conhecimento e explicaçoes foi da Widex. Estou testando um WIDEX REM de R$ 7.500,00 o par.

    Foi intressante enrar aqui e ler s depoimentos para igamos “me conformar” que não existe perfeição eim um auxílio. Ate acho queestá tudo indo muito bem mas nunca seá a mesma coisa quenosso ouvido normal de antes.

    É um investimento pesado, mas vale a pena, apesar de eu carque 5 anos de duração médi deles ser muito pouco pelo valor pago.

    Gostaria de saber se alguém poderia me nformar sobre esse modelo que etou testando.

    E concordo que conhecer sobr o assunto, ler muitas opiniões eer um bom fonodiólogo para acompanhar é fundamental.

    Fico no aguardo.

    Abraços e sorte para todos nós!!!

    Beatriz Dantas, 51 anos.

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      15/08/2012 at 9:52 am

      Beatriz,
      Testa outros aparelhos alem desse pra ver qual tu prefere!
      Da uma olhada no Pure Carat da Siemens, é maravilhoso.
      bjo,

      Responder
  • Thiago Régis
    09/08/2012 at 12:58 pm

    Olá Meus Nobres, estou em vias de adquirir um novo aparelho auditivo, fiz diversos contatos com
    representantes e fabricantes e antes de decidir por um, gostaria da opinião de voces a
    respeito da performance, qualidade, recursos, características, atendimento,adaptações, suporte, assistência técnica, etc.

    Tenho Limitações neurosensoriais bilateriais moderada a severa no Ouvido Direito e Severa a profunda no OE. Utilizarei aparelho apenas no OD, como faço hoje.

    Antes de decidir por testar algum aparelho, gostaria da Opinião de vocês sobre as marcas abaixo:

    WIDEX, PHONAK, BERNAFON e TELEX. São somente estes que possuem representantes em Manaus.

    Agradeço a atenção de todos…!

    Nota: Fiquei louco pelo Pure Carat da SIEMENS depois que a Paula relatou aqui, contactei a fono
    credenciada, fiz o molde para teste, mas por problemas de saúde ela não pode mais me atender e dar continuidade ao processo.
    O Vendedor sa Siemens em SP, entrou em contato(e-mail) me explicou a situação e se desculpou.
    Pelo ótimo atendimento me dispus a ir a São Paulo(Sou de Manaus) mas meu otorrino aconselhou a testar as marcas que
    se encontram aqui na cidade, pois em caso de ajuste na programação, assistencia técnica arcarei com custos elevados.

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      09/08/2012 at 3:07 pm

      Thiago,
      Não tem nenhuma revenda Siemens perto de ti???

      Responder
      • Thiago Régis
        09/08/2012 at 6:08 pm

        Olá Paula, infelizmente não temos revendedores Siemens de Aparelhos Auditivos aqui em Manaus, confirmei com o setor de Health Care. Havia uma fonoaudiologa parceira e não existe mais. Eles vão retomar a abertura de novas parcerias por aqui, ainda sem previsão.

        Responder
  • Denise
    14/01/2012 at 11:00 pm

    Fui ao médico e descobri que terei de usar aparelho, bem, no meu caso será somente no ouvido esquerdo. Isso eu já estava esperando, o que me assustou foi o preço. 6.900 e olha que é só um. Ali no consultório tem a fono e esse aparelho é da widex. Agora pelos comentários estou descobrindo que tem que fazer revisão, que apita, que é difícil a adaptação entre outras coisas mais. Eu já estava dormindo pessimamente depois da notícia do aparelho,então imagina agora.Mas vcs não fazem ideia como adorei ler todos esses comentários e saber suas histórias, é o que me conforma e me fará ir em frente.

    Responder
  • Nathany Machado
    01/11/2011 at 6:20 pm

    Olá, tudo bem ? eu sou deficiente auditiva/surda moderada e tenho 20 anos e sempre usei aparelhos auditivos desde pequena, e o aparelho direito estragou e eu me adaptei só com um outro lado o esquerdo mas estragou também depois de uns anos, agora eu e minha mãe estamos a caça de um bom par de aparelho porém o preço é um absurdo e sem contar q não melhora muita coisa, só ajuda né? mas eu não consigo viver sem os meus aparelhinhos, pois escutando já me sinto bem, eu me identifiquei bastante contigo e adorei ler o seu blog, e voçê escreve bem e linda, tenho muitos amigos surdos que tem dificuldade em escrever e eu confesso q também sou péssima nisso .. em escrever bem, explicar e se expressar em palavras .. não sou boa nisso ! mas com o tempo vou aprender *-* e eu queria saber o preço desse seu novo aparelho, mais detalhes, tem como tu me retornar pelo meu e-mail ? obrigada pela atenção e até mais
    beijinhos ;*

    Responder
  • ADRIANA MACHADO
    01/11/2011 at 4:27 pm

    Gostaria de saber opreço do seu novo aparelho so pra ter uma noção, pois estou trocando o aparelho da minha filha por um novo da widex.

    Adriana

    Responder
  • detian almeida
    27/04/2011 at 3:07 pm

    Olá,

    Meu nome é Detian e sou fonoaudióloga pela Direito de Ouvir, Salvador BA

    Estava procurando alguma coisa a respeito de aparelhos e acabei achando seu blog.

    Tem uma questão que você falou que eu acho muito importante. Você disse que os profissionais te prometeram o mundo. É como se o aparelho fosse um novo ouvido.

    De fato, nos fonoaudiólogos devemos ter muito cuidado com o que falamos. Primeiro, porque, por mais que a tecnologia tenha avançado a olhos vistos (Nós aqui do Brasil, no campo da tecnologia, não devemos nada para outros países), o aparelho auditivo NÃO é uma orelha perfeita. Nossas orelhas são muito complexas. e isso deve ser dito para quem necessita usar o aparelho. É o que chamamos de CONTROLE DE EXPECTATIVA. Não significa que vamos desanimar o paciente, mas simplesmente ser honestos.

    A depender da condição do paciente, além do uso do aparelho, ele precisará fazer reabilitação auditiva. São sessões de terapia que ajudam o sujeito a escutar cada vez melhor através do aumento de discriminação, localização sonora, atenção auditiva, memória auditiva, reconhecimento de sons e fontes sonoras. E isto exige tempo e paciência, embora o resultado seja recompensador para sujeito e para sua família e amigos.

    É claro que existem perdas auditivas que, de fato, basta colocar o aparelho que o indivíduo fica super satisfeito e quase nunca precisa de ajustes. Normalmente isto acontece com as perdas mistas ou condutivas. Estas pessoas não tem queixa de discriminação. Para a maioria destes casos, basta a amplificação para sanar suas queixas. Como fono, já atendi pacientes de queixa sensorioneural moderada que tiveram o mesmo resultado. Também já tive pacientes com perda em rampa, aquelas que os graves estão preservados, mas tem uma queda abrupta nos agudos, que se adaptaram super rápido. E olha que ele ainda tinha um nervo auditivo “preguiçoso” – funcionava, mas as informações iam mais lentas para o cérebro. No caso dele, o trabalho com o aparelho fez com que o nervo respondesse mais rápido.

    De qualquer forma, o que concluo é que cada caso é um caso, mas que o fono deve preparar o que o aparelho poderá fazer de bom para o indivíduo, se precisará ser feito uma reabilitação conjunta e, quando for o caso, qual a limitação do aparelho para o caso.

    Atualmente, estou com uma paciente que tem perda total na orelha direita e perda moderada na orelha esquerda, sendo que a partir de 2000 Hz os limiares estão ausentes. Após ser liberada pelo profissional para fazer o teste de aasi, expliquei a ela que, no caso dela, o aparelho ia funcionar de maneira limitada. Ela não iria escutar se chamassem atrás dela, e a parte da audição que ela perdeu totalmente não seria amplificada. Ela foi preparada para fazer o teste – não só ela, como a família também – resultado, ela está vendo se ficará com o aparelho, mas não se decepcionou, porque eu não a iludi. A mesma notou que a voz ficou melhor (e ficou mesmo) por que está se escutando mais. Ao mesmo tempo, está escutando os sons ambientais e conseguiu falar por telefone. Quanto a conversa , a percepção melhorou, mas só se for falado de frente ou de lado.

    Acredito que, se formos honestos com o paciente, ele receberá o aparelho e as limitações, quando for o caso, de maneira muito natural. Acho o seu depoimento extemamente importante. E concluo que cabe a nós, profissionais, nos dedicarmos a finco e sermos honestos. Ainda não sei se a paciente ficará com o aparelho. Mas sei que ela não se sentiu enganada e visualizou pontos positivos, por que já estava sabendo que, no caso dela, o aparelho não poderia fornecer todos os benefícios que ele poderia dar em um outro caso.

    Responder
  • detian
    27/04/2011 at 3:05 pm

    Olá,

    Meu nome é Detian e sou fonoaudióloga pela Direito de Ouvir, Salvador BA

    Estava procurando alguma coisa a respeito de aparelhos e acabei achando seu blog.

    Tem uma questão que você falou que eu acho muito importante. Você disse que os profissionais te prometeram o mundo. É como se o aparelho fosse um novo ouvido.

    De fato, nos fonoaudiólogos devemos ter muito cuidado com o que falamos. Primeiro, porque, por mais que a tecnologia tenha avançado a olhos vistos (Nós aqui do Brasil, no campo da tecnologia, não devemos nada para outros países), o aparelho auditivo NÃO é uma orelha perfeita. Nossas orelhas são muito complexas. e isso deve ser dito para quem necessita usar o aparelho. É o que chamamos de CONTROLE DE EXPECTATIVA. Não significa que vamos desanimar o paciente, mas simplesmente ser honestos.

    A depender da condição do paciente, além do uso do aparelho, ele precisará fazer reabilitação auditiva. São sessões de terapia que ajudam o sujeito a escutar cada vez melhor através do aumento de discriminação, localização sonora, atenção auditiva, memória auditiva, reconhecimento de sons e fontes sonoras. E isto exige tempo e paciência, embora o resultado seja recompensador para sujeito e para sua família e amigos.

    É claro que existem perdas auditivas que, de fato, basta colocar o aparelho que o indivíduo fica super satisfeito e quase nunca precisa de ajustes. Normalmente isto acontece com as perdas mistas ou condutivas. Estas pessoas não tem queixa de discriminação. Para a maioria destes casos, basta a amplificação para sanar suas queixas. Como fono, já atendi pacientes de queixa sensorioneural moderada que tiveram o mesmo resultado. Também já tive pacientes com perda em rampa, aquelas que os graves estão preservados, mas tem uma queda abrupta nos agudos, que se adaptaram super rápido. E olha que ele ainda tinha um nervo auditivo “preguiçoso” – funcionava, mas as informações iam mais lentas para o cérebro. No caso dele, o trabalho com o aparelho fez com que o nervo respondesse mais rápido.

    De qualquer forma, o que concluo é que cada caso é um caso, mas que o fono deve preparar o que o aparelho poderá fazer de bom para o indivíduo, se precisará ser feito uma reabilitação conjunta e, quando for o caso, qual a limitação do aparelho para o caso.

    Atualmente, estou com uma paciente que tem perda total na orelha direita e perda moderada na orelha esquerda, sendo que a partir de 2000 Hz os limiares estão ausentes. Após ser liberada pelo profissional para fazer o teste de aasi, expliquei a ela que, no caso dela, o aparelho ia funcionar de maneira limitada. Ela não iria escutar se chamassem atrás dela, e a parte da audição que ela perdeu totalmente não seria amplificada. Ela foi preparada para fazer o teste – não só ela, como a família também – resultado, ela está vendo se ficará com o aparelho, mas não se decepcionou, porque eu não a iludi. A mesma notou que a voz ficou melhor (e ficou mesmo) por que está se escutando mais. Ao mesmo tempo, está escutando os sons ambientais e conseguiu falar por telefone. Quanto a conversa , a percepção melhorou, mas só se for falado de frente ou de lado.

    Acredito que, se formos honestos com o paciente, ele receberá o aparelho e as limitações, quando for o caso, de maneira muito natural. Acho o seu depoimento extemamente importante. E concluo que cabe a nós, profissionais, nos dedicarmos a finco e sermos honestos. Ainda não sei se a paciente ficará com o aparelho. Mas sei que ela não se sentiu enganada e visualizou pontos positivos, por que já estava sabendo que, no caso dela, o aparelho não poderia fornecer todos os benefícios que ele poderia dar em um outro caso. Portanto, honestidade sempre!

    Responder
    • Lorena
      06/01/2016 at 6:34 pm

      Olá,

      Minha mãe precisa comprar um aparelho auditivo e estamos pesquisando marcas. Você recomenda alguma empresa? Também somos de Salvador.

      Grata!

      Responder
      • Paula Pfeifer Moreira
        07/01/2016 at 5:30 pm

        Lorena, procure outros posts sobre aparelhos auditivos aqui no blog.
        Voce deve testar pelo menos 2 ou 3 marcas.

        Responder
  • lucas wulliam mesquita jeakel
    17/03/2011 at 12:56 am

    so mae do lucas wulliam eu tambem so usuaria de aparelhos alditivo eu uso 02 ele não que usa mais por favor oque faço pois eu coloco os 02 nele para ir pra escola mais no caminho ele tirar

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      17/03/2011 at 11:41 am

      tu tens que procurar uma fonoaudiologa de confiança e conversar sobre isso, ela pode te ensinar truques para fazer com que ele queira usar os aparelhos!

      Responder
  • lucas wulliam mesquita jeakel
    17/03/2011 at 12:52 am

    so usuario de aparelhos alditivo mais eu não gosto de usa os dois minha mae faz eu usa mesmo sem quere pois so muito bonito e por este motivo acho que as pessoas vao mim acharem feio com 02 aparelho eu so tenho 15 anos mim acho muito novo para tomar esta desisao por favoy de seu comentario sobre esta minha atitude

    Responder
    • Crônicas da Surdez
      17/03/2011 at 11:41 am

      meu comentário é o seguinte: vc realmente se importa com o que os outros pensam a respeito da sua beleza ou você se importa com a sua saúde?

      Responder
  • ana helena de albuquerque e silva
    03/03/2011 at 7:18 pm

    Amiga concordo 100% com o que você comentou, eu tentei vários aparelhos, pois queria economizar não me conformava com o preço. Um dos testados no 1º dia coloquei e viajei estava muito incomodada, quando fui dormir que tirei o aparelho me bateu uma angustia muito profunda eu fiquei enlouquecida não conseguia dormir e aquilo demorou a passar, devolvi o aparelho e perdi R$ 200. Comprei um DANAVOX, o aparelho é muito bom fácil de adaptar, mais também tenho dificuldades com telefones e não escuto 100%, meu aparelho custou em 2009 R$ 3000 cada. Como você, sofri muito com o representante ele não é fonodiólogo é um vendedor e faz descaso constante conosco, já a fono deste estabelecimento é fora de série. Estou me preparando para comprar outro aparelho, vamos trocar dicas, sei que existem aparelhos bem melhores e não tão caros.

    Responder
  • carolina
    29/01/2011 at 12:47 pm

    quero trocar meus aparelhos auditivos,mas nao estou conseguindo encontrar o pure 700 para comprar !!gostaria de saber onde vc cmprou os seus e quanto custaram .

    PRECISO de uma resposta o mais rapido possivelll!!

    Responder
  • Maria Jose da silva
    17/01/2011 at 8:53 pm

    Ola Paula, Boa noite, achei teu Blog pesquisando na net porque meu aparelho Siemens direito simplesmente parou de funcionar. Estou tentando marcar hora com a fono, mas esta difícil o telefone esta sempre ocupado. A Dalva minha fono é ótima, e fui indicada por um amigo, mas sendo ótimo acaba atrapalhando:- ela tem muiitos pacientes! Minha audição começou a sumir aos 5 anos apos “uma maleita tratada a base de quinino” Poem tempo nisto, mas só em 2000 comprei o meu aparelho. Comprei um, e entrei com pedido para meu convênio que não paga protese de jeito nenhum:- Não é que ele pagou um e me reembolsou o outro. Foram 10 anos de apitos, falta de pilha, muito barulho e sustos (motos passando e acelerando) medo de molhar, esquecer e entrar piscina ou lavar a cabeça com ele. Nada disto aconteceu e uma bela manhã descobri que ele também ficou surdo…Quero trocar, mas antes preciso de uma vaguinha…uma consulta.
    Não precisei fazer nenhuma alteração porque no momento que o aparelho chegou ela fez os moldes com silicone e mandou para colocar os aparelhos nas capinhas…os fusquinhas rosas. Eles são ótimos para ouvir barulhos e sons, mas falar mesmo se voce não tiver uma ótima leitura labial e estar de frente para a pessoa, não adianta nada.
    Eu sempre disse meu HD (ouvidos e cerebro)tem problemas de conversão ou é muito preguiçoso; eu escuto, mas não entendo nada; é como se uma radio estivesse fora de sintonia, voce ouve a estática, estalidos, ruidos, apito e uma embolação de sons mas não consegui visualizar/ouvir o que é.
    Algumas vezes só depois de alguns minutos é que chega a informação correta, mas ai voce ja perdeu o fio da conversa.
    É ótimo ver filmes legendados se forem estrangeiros, porque o movimento da boca não bate com o som dos dublados, pensar que eles estão pensando em dublar todos os filmes, vai ser uma tristeza só.
    Jornais, novelas, eles deveriam fazer com que os jornalista e personagens falassem com uma dicção melhor de preferência sempre de frente para o telespectador, e os jornais mostrassem as materias, mas deixassem em um cantinho o jornalista que esta falando para sabermos o que ele esta falando, ou colocassem legendas. Aqui na minha cidade tem várias pessoas que usam aparelhos auditivos, e tem aumentado bastante talvez porque agora o INSS esteja dando este aparelhos para que precisa. Tenho pavor de telefone, só apita e quem esta do outro lado nem sempre atende quando voce pede para falar um pouco mais alto ou colocar o som mais alto…é a musica de espera é um trombone, mas na hora que falam o som vai sumindo. Espero que tudo de certo para voce com o novo aparelho, quem sabe a gente se anime e compre um igual se o meu não tiver conserto mesmo. Zeze

    Responder
  • Fabio
    18/12/2010 at 6:36 pm

    Enquanto aqules immplantes que estão sendo testados no Brasil que ficam completamente invisíveis, que não apitam e que as baterias duram anos eu recomendo procurarem o Dierito de Ouvir. Lá eles possuem diversos aparelhos e o preço é muito menor que o mercado.

    Responder
  • astride
    20/11/2010 at 3:17 pm

    A minha filha de 14 anos, vai colocar próteses auditivas nos dois ouvidos, devido a perda de audição nas frequências mais altas, devido a tratamentos de quimioterapia. .O aparelho que pode ajudar a corrigir esta deficiência é muito caro e não resolve completamente. Uma das opções que me pareceu melhor é o clear da widex. Alguém já usou ou sabe alguma coisa que me possa ajudar a tomar uma decisão ?

    Responder
  • Maria do Carmo Cintra Settanni
    08/11/2010 at 8:36 pm

    Estava muito receosa com relação a adaptação do aparelho. Sempre descartei esta possibilidade por achar que seria um problema a mais, já que tenho outra deficiência (sequela da paralisia infantil).
    Este ano eu não pretendia procurar aparelhos, mas a doença de minha mãe (e a necessidade de ouví-la quando ela precisa) me fez ir atrás da adaptação de AASI.
    A princípio me assustei com os sons do ambiente, que para mim eram muito estranhos. Fora isso, o aparelho apresentou problemas técnicos, e mesmo assim me mantive esperançosa quanto ao resultado final. Após nova adaptação, senti que teria condições de começar a usar o aparelho e no momento me sinto feliz, por poder entender melhor as pessoas e mesmo ouvir os ruídos que fazem parte do ambiente.

    Responder
  • Gui Chazan
    01/10/2010 at 4:28 pm

    Oi Paula. Espero que o aparelho atual esteja bom pra ti!

    Sou implantado em uma orelha e na outro uso aparelho. O aparelho é um ator coadjuvante na minha situação auditiva atual (implantado, mas surdez profunda bilateral sem aparelho), é mais pra dar velocidade na escuta, localização espacial e manter o ouvido estimulado para caso surja alguma tecnologia nova – células-tronco, quando vocês vão chegar?

    Quanto aos três motivos geradores de stress:

    Aparelhos auditivos não são baratos: meu aparelho atual, Widex Senso Vita 38, comprado há 2 anos, custou cerca de 2 mil reais. Não é barato, mas sendo um aparelho de qualidade dura bastante tempo… se diluires o preço pago pelo tempo de uso ele se paga. Ex 2 mil / 24 meses = 83 reais/mês e ainda valendo.

    Nem todo fonoaudiólogo é de confiança: não tive essa experiência ainda, mas sei que infelizmente é verdade. Minha queixa nessa área é quanto ao valor pago, vou uma vez por semana e sai 110 reais por consulta (se minha fono ler isso, tomara que faça um desconto :D)

    A expectativa que gera frustração: quando eu coloquei o implante, realmente esperava esse “click” que falaste, de começar a ouvir do nada. Agora já entendo algumas pessoas sem leitura labial e pelo telefone, depois de muito treino na fono. Ainda são minoria, depende de pessoa pra pessoa, mas a tendência, mesmo com 7 anos de implante, é sempre ampliar o horizonte de pessoas que posso entender sem ler os lábios. Espero!…

    Um abraço

    Responder
  • liline gomes lopes
    23/09/2010 at 7:53 am

    eu tennho 29 anos deste 2006 uso aparelho auditivo,perdi minha audição com 18 anos,fui a varios medicos fonaudiologos e fis varios exames ,eles não sabem bem porque eu perdi a audição,tenho uma filha de 7 anos ela ela fala pra mim que se Deus quiser eu vou voltar a ouvir,que passe o anjo na hora que ela fala isso e diga amem nesse ano consegui comprar a protesse do ouvido direito 2mil reaisela falou mãe agora a senhora vai me escutar ,eu falei Deus me deu a¨audição¨de volta.e como aminha medica fala nada subistitui a audição que Deus nos da ma s ajuda muito.

    Responder
  • Thais
    28/07/2010 at 12:10 pm

    Olá! Amoo este blog!

    Tive uma sorte incrível de encontrar profissionais muito competentes que me trataram com imenso respeito e me auxiliam até hoje.

    Uso aparelho auditivo a pouco mais de um ano e ainda não encontrei o molde ideal…o atual escapa um pouco, mas todas as vezes que precisei fui muito bem atendida e minha fono é a paciência em forma de gente!

    O preço realmente é salgado, e olha que meu caso não é dos mais complicados, tenho perda moderada nos dois ouvidos. Mesmo assim, a melhora na minha qualidade de vida que esses aparelhinhos proporcionaram não tem preço!

    É claro que os barulhos incomodam um pouco, mas sinceramente me sinto tão feliz com esses aparelhos que o lado negativo são pequenos detalhes, rs…

    Posso dizer que sou muito bem resolvida com relação a minha deficiência e me espantei um pouco em ver que para algumas pessoas não é tão fácil…esse blog é genial para mim por causa disso, mostrou um lado que eu não enchergava e que é importantíssimo na minha vida!

    Parabéns Paula =)

    Responder
  • Marcela Cordeiro
    16/07/2010 at 3:12 am

    Ah!vc falou tudo sobre os fonos, realmente são comerciantes!
    Tive de trocar várias a vida toda!
    A melhor que eu achei, ficamos com ela seis meses, mas depois, ela se casou e foi morar na Argentina… malditos Hermanos…rss
    A atual eu desconfio um pouco dela, parece gente boa, mas sei não…
    Atualmente tô com problemas, meu intracanal digital está com defeito, os dois! Tô usando um provisório, que eh velho e muito chato, mas é melhor do que ouvir nada.
    Ele parou de funcionar de uma hora pra outra, a empresa que me vender está enrolando, mas ameaçamos entrar com um mandato judicial, caso demorarem, descobri, como vc, que eles não prezam nossa qualidade de vida, e sim somente lucrar. É fogo viu…

    Responder
  • Ester
    09/07/2010 at 4:43 pm

    Menina ….. Vc não sabe o quanto fiquei feliz em achar seu blog! E para minha surpresa é q eu já conhecia o Sweetest person ….
    Eu nasci surda, tenho 21 anos. mas comecei usar aparelho auditivo desde os 4 anos, ( só descobriram q eu tinha problema auditivo com 4 anos )
    E ja tive inumeros aparelhos diferentes…
    Mas um dos apertos q passei é q antes de comprar os atuais ( Eleva 411 no esq. e Savia Art 411 no dir. da PHONAK) Eu tinha um aparelho ótimo ( prisma da PHONAK) só q chegou uma hora q ele quebrou e quando mandei consertar ele tinha saído de linha …. ( esse q é o mal da tecnologia, avança uns e descartam outros q são bons pra algumas pessoas) aí fui obrigada a comprar outro pq estava sem aparelho! só q é um pouco dificil, pq eu não escuto tão bem como o antigo… tem 2 anos q comprei e ainda estou me adaptando ….

    Aqui… não conheço ninguem q usa aparelho auditivo e gostaria de entrar em contato com vc pra podermos conversar um pouco sobre.
    Obrigada .. bjs

    Responder
  • lu
    01/07/2010 at 7:49 am

    Oi Paulinha, poxa, eh complicado msm, convivi anos c uma pessoa que tem problemas e sei como é dificil, na epoca o medico tinha encaminhado a uma cirurgia(um implante) de um pekeno aparelho dentro do canal auditivo, infelizmente nao sei ao certo como éh e nem como explicar a vc ate pq nao tenho mais contato com esse paciente… so posso dzer que houve melhora de 50% mas ainda usava o aparelho, um bem minusculo por sinal, imperceptivel.. mas ainda bem que esse problema nao a deixou pra baixo e sim a levantou e deu animo p vencer cada dia mais obstaculos e desenvolveu o lado mais sensivel do ser humano.. parabens por ter a coragem de compartilhar com a gente!!!

    Responder
  • Maria Carolina
    30/06/2010 at 8:37 pm

    Oi Paula! 🙂
    Acompanho o Sweetest há tanto tempo que não sei precisar! rs
    Confesso que demorei um pouco para vir aqui porque não imaginava que o nome do blog tinha um sentido literal!
    Só queria dizer o que pensei quando li: “Essa menina é demais!”
    Muita admiração por ti, e esse detalhe na história da tua vida te torna uma pessoa (ainda mais) admirável.
    É como eu costumo pensar sobre cicatrizes: uma lembrança de que, SIM, eu sobrevivi.

    Parabéns pela iniciativa do blog, e tudo de bom pra ti :))))
    Beijinho,
    Carol

    Responder
  • SONELANE SOUZA
    28/06/2010 at 12:23 pm

    OLÁ PAULA!!!

    Muito linda sua trajetória,vc é especial por compartilhar suas experiências com pessoas que não conhecem esse mundo”surdez” saiba que vc adquiriu uma fã.

    ps: acho que vc optou por uma ótima escolha,pure é um bom aparelho e com muitos recursos,espero que vc se adapte bem…

    bjsss!!!! boa sorte

    Responder
  • Elianinha
    25/06/2010 at 1:34 pm

    Olá tudo bem, Paulinha? Além de você citar sobre a miss USA, acho legal, num momento contar pro pessoal sobre as celebridades que também passam por isto.
    Fica a dica, ok?
    Beijos mil!!!

    Responder
  • João Victor Joaquim
    25/06/2010 at 12:12 pm

    Bom dia pessoal

    Comecei a utilizar o aparelho auditivo desde 2 anos de idade pois fui prematuro extremo e tive toxicidade durante a estadia de 4 meses no hosoital.
    Tenho 19 anos,sou de Catanduva,interior de São Paulo e atualmente curso o 2º ano de administração de empresas.
    Tive contato com o aparelho Pure 5o0,da Siemens,que possui uma tecnologia muito avançada;gostei da tecnologia bluethoot,que me permitiu ouvir o som da tv mais claro e poder conversar claramente no celular.
    Pena que no telefone fixo não tem a tecnologia bluethoot!!!!
    E ainda posuui o Tek,um contole que avisa como esta sua bateria no aparelho auditivo,da para visualizar os programas que estão adaptados à minha deficiencia auditiva.
    Estou em fase de mudanças de aparelhos auditivos pois o meu anterior ja possui muito tempo de uso.
    OBS:Utilizo a 12 anos o aparelho da Widex,Senso c8+.

    Gostei muito dos depoimentos que li,gostaria de estar sempre participando do blog.
    Sylvinha você possui uma história muito bonita e tambem é lindissima.

    Abraços e vamos torcer pelo Brasil rmo ao HEXA!!!!

    jvj

    Responder
  • Camila Menezes
    24/06/2010 at 6:37 pm

    Oi Paula, adorei esse seu novo blog, explica as dificuldades inúmeras que o deficiente auditivo tem mas com leveza – ou seja, não deve mesmo ser nada fácil, mas também não precisa tratar e viver pesadamente, dramaticamente… Parabéns! 🙂 Uma dúvida: seus “fusquinhas” são de que modelo, intracanal? O intra não é mais discreto do que esses novos PURE da Siemens? Você também vai falar das marcas que já testou/conheceu? Beijos, desejo todo o sucesso do mundo pra ti!

    Responder
  • Lak
    24/06/2010 at 5:44 pm

    Oi, Paula.
    Vim parar aqui por indicação de uma amiga. Também escrevo um blog sobre surdez e, como você, sou surda oralizada, hoje implantada.
    Amei de paixão vc explicar sobre os 4 grupos de deficientes auditivos, porque quase sempre as pessoas acham que só existe o estereótipo do surdo mudo.
    Quanto aos seus comentários sobre as próteses, só de falar do preço já foi de amargar. Tudo porque os aparelhos quase sempre são importados e o imposto sobre importação não tem nenhum alivio quanto à ortoses e próteses, independentemente disso não ser um luxo, mas uma necessidade.
    Volto sempre, viu? haha
    Beijocas

    Responder
  • Alessandra Guilherme
    23/06/2010 at 10:22 pm

    Paula, sou fonoaudióloga e estou acompanhando seu blog e adorando. Trabalho nessa área e é sempre bom ver uma visão diferente, realmente existe muito profissional despreparado no mercado….
    Boa sorte com sua nova adaptação.
    Bjos
    Alê

    ps Samara já existem aparelhos a prova d’agua no mercado.

    Responder
  • joana aparecida
    23/06/2010 at 5:17 pm

    Paula
    nossa, nem imaginava……. so quem vive a situacao sabe das dificuldades que se encontra pra resolver o problema.
    so estou escrevendo pra dizer que sou solidaria a vc e que gosto muito dos seus blogs. tomara que vc tenha sorte com o novo aparelho.
    acho vc muito linda…..
    beijo………

    Responder
  • Alessandra Marques
    23/06/2010 at 1:31 pm

    Olá Paula,

    Não tenho surdez, portanto nãopossuo experiência própria para contar. Sou leitora do seu putro blog e por isso conheci o Crônicas. Passo por aqui sempre que lembro porque gosto de ler seus textos e acho interessante conhecer mais sobre a deficiência auditiva.
    Minha avó sim usa os aparelhos, pois com a idade foi perdendo a audição. Presencio alguns inconvenientes, como uns apitos ao falar no telefone, mas pouco sei porque ela tem dificuldade de tocar no assunto. Apesar de ter necessitado deles já bem idosa – período da vida que imaginamos que as pessoas reagem melhor a certos detalhes devido ao amadurecimento – não os aceita bem.
    Bem, sucesso com seu novo aparelhinho, tomara que seu “Fusquinha” seja um “New Beetle”!

    Responder
  • Patricia Coradini
    23/06/2010 at 11:28 am

    Paula,

    Adorei conhecer o teu blog. Teus relatos sinceros e reais ajudam muito a esclarecer as pessoas surdas.
    Ha 6 anos trabalho nesta área tentando melhorar a qualidade de vida de pessoas surdas. Muitas vezes quando relato aos pacientes todas as dificuldades envolvidas num processo de adaptação e o custo de uma boa prótese auditva, as pessoas ficam desconfiadas e acabam por optar por empresas que prometem milagres. Após a compra nestes locais, percebem que a promessa era falsa e que o que eu havia dito era o que realmente acontecia, voltam arrependidos, e pior, com um produto que não supre as suas necessidades auditivas.
    Muito obrigada por divulgar a realidade de um processo de adaptação de protese auditiva.
    Te desejo muito sucesso com o Pure 700. Que ele te traga muitas melodias, emoções e principalmente: l i b e r d a d e. Poder falar ao telefone, entender no barulho e ser é claro, ser estéticamente interessante.

    Parabéns!

    Patricia Coradini

    Responder
  • Samara Correia
    23/06/2010 at 12:10 am

    Aihhh começei usar aparelho faz um ano!

    Por sorte, tenho uma ótima fono *-* então menos dor de cabeça. Mas vamos lá: três motivos geradores de stress…

    1° PREÇO: é tão caro para ter um aparelho, é muita tecnologia envolvida o que de certa justifica o preço, mas a gente realmente tem que ter um bom dinheiro reservado para isso.

    2°EXPECTATIVAS: Assim que a gente pensa em aparelho já acredita que vai ouvir tudo, é essa imagem que muita propaganda e até mesmo filmes passam, mas na verdade, o aparelho vai melhorar um pouco nossa vida. Como esperamos muito do aparelho, nos primeiros momentos é um pouco desanimador o resultado, mas com o tempo dei valor ao pouco que melhorou.

    3° BARULHOS: Não adianta, uma hora ou outra o aparelho incomada, faz algum barulhinho chato, principalmente quando eu encosto meu ouvido que uso aparelho em algum lugar, parece q dá uma pane -_-”

    Tem mais coisinhas, mas no fim o saldo é positivo!!!

    (Ahhhh não sustento ter que ficar pensando sempre na chuva, na água.. enfim.. quero um aparelho a prova d’água huauhahuahua)

    bjus

    Responder
    • Lorena
      06/01/2016 at 6:23 pm

      Qual o aparelho que vc usa? Minha mãe precisará usar e estamos pesquisando marcas.

      Grata!

      Responder
  • Aline Oliveira
    22/06/2010 at 7:26 pm

    Eu sempre te li no Sweetest Person e fiquei extremamente SURPRESA com o fato de você ser surda, sendo que a primeira coisa que me veio a cabeça foi: como é possível alguém tão bonita ser surda?!?!?!

    Só agora nas férias consegui dar um pulinho nesse seu blog, já que o sweet é leitura diária e me espantei com a sua sensibilidade para escrever….muito objetiva, sem melodrama, mas contando como é difícil lidar com a surdez e o quão preconceituosa as pessoas podem ser….

    E eu também não fazia idéia do quão complicado pode ser as próteses ;D para mim era que nem para Sylvia: coloque e ouva (!) haha 😛

    Vou recomendar seu blog pra um amigo, que perdeu a audição em um acidente no começo do ano…ele ainda ta de “luto” então tenho certeza que seu blog vai ajudar [=

    Obrigada por dividir essas experiências conosco e parabéns pelo blog! É fantástico (:

    *:

    Responder
  • Marcele
    22/06/2010 at 6:25 pm

    Olá Paula!
    Adoro ler tudo que vc escreve e sou sua fã já faz tempo. Trabalho na óptica da minha família, trocamos muitas baterias de aparelhos auditivos, não comercializamos, mas temos clientes neste serviço e eles nos contam cada coisa, de arrepiar o cabelo, dos profissionais ruins e da falta de profissionalismo dos “doutores” que só querem vender, receber o dinheiro e se livrar do paciente.
    Felizmente tem o outro lado, e sorte de quem puder contar com um médico ou profissional íntegro.

    Boa sorte na troca do aparelho!
    Sucesso e tudo de bom.. Bjs!

    Responder
  • ninjuliamaria (Haranin Souza)
    22/06/2010 at 6:18 pm

    RT @sweetestpblog: Outro post fresquinho no meu blog @cronicasurdez http://tinyurl.com/39b2vza

    Responder
  • sylvinha_glitter@hotmail.com
    22/06/2010 at 5:04 pm

    Nossa, como é complexo um aparelho auditivo, eu não fazia idéia de todas essas coisas. Assim como você mencionou, a gente pensa que é só colocar o aparelho e pronto… começa a ouvir normalmente!
    Por isso eu acho esse blog interessante, pq aproxima a gente das dificuldades que vcs passam com esses problemas auditivos.

    E o grande problema da medicina atual é esse ‘mercenarismo’, principalmente no Brasil. Muita gente se forma nessa profissão apenas com a intenção de faturar rios de dinheiro. Claro que ainda há profissionais dedicados, mas é bem difícil encontrar um né.
    O pior que esse tipo de atitude não é específica de fonoaudiólogos, tem desse tipo em várias outras áreas da saúde tb… mas deve ser mt chato um médico prometer mudanças fenomenais, com um custo extremamente absurdo e depois virar as costas quando mais se precisa dele.

    Boa sorte com teu aparelho novo, espero que dê tudo certo e que ele seja bem melhor do que tu imagina!

    ;*

    Responder

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.