Ícone do site Crônicas da Surdez – Surdos Que Ouvem – por Paula Pfeifer

RG de PCD no Rio de Janeiro: como fazer o seu

Várias foram as situações em que me exigiram uma comprovação da minha deficiência e eu não tinha como comprovar, afinal, carteirinha de implantado não possui validade jurídica alguma. Quando vou ao cinema, por exemplo, e quero comprar ingresso como PcD (único ‘direito’ que usufruo vez ou outra), a resposta é sempre a mesma: “Onde está o deficiente?“. Uma vez, precisei chamar o gerente pois o caixa do cinema deu chilique como se eu estivesse mentindo a respeito da minha surdez.

Outra vez fui ao Pão de Açúcar e lá dizia que PcD podia comprar ingresso com 50% de desconto – levando em conta que o ingresso cheio custa R$99, era uma boa ajuda! Chamei o atendente, mostrei meus implantes, blablabla, nada. Ela disse que burocracia é burocracia e que precisava de comprovação oficial de que eu era PcD. Naquele dia, apareceu na minha timeline uma notícia sobre o RG de PcD no Estado do Rio de Janeiro e fui atrás…

No Rio de Janeiro existe a Lei estadual 7.821, de 20 de dezembro de 2017. A emissão não é obrigatória, mas é gratuita e pode ser solicitada em todos os postos de identificação civil do órgão. Agendei pelo site do Detran, peguei um laudo médico atualizado citando meu CID e, no dia marcado, fui até o Detran pessoalmente levando meu RG ‘normal’.

De acordo com o IBGE, o estado do Rio de Janeiro conta com cerca de 3,9 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 24,4% da população, segundo dados do Censo 2010 – imagine a quantas anda esse número quase uma década depois…

O que precisa saber

Como fazer?

Para solicitar seu RG de PCD no Detran do Rio de Janeiro, clique aqui.

Sair da versão mobile