Menu
Crônicas da Surdez / Destaques

Sinais de que seu cônjuge pode ter perda auditiva

Fonte: We’re All Ears

A perda auditiva pode de manifestar de modo tão gradual que muitas pessoas sequer percebem que têm um problema. Em muitos casos, é o cônjuge da pessoa com deficiência auditiva não diagnosticada que percebe que há algo errado. Se você está preocupado por achar que seu cônjuge está ouvindo mal, familiarize-se com estes cinco sinais que podem indicar que é hora de levá-lo para fazer uma audiometria!

1. “Repete?”

O famoso ‘hãn’ é o sinal mais óbvio de que algo pode estar errado. Se você perceber que anda repetindo demais o que diz, pode ser porque seu cônjuge tem deficiência auditiva e está sofrendo para entender o que você fala.

2. O volume da TV está sempre altíssimo

Se o seu cônjuge põe a TV num volume desconfortável para o resto da casa, é bem possível que ele tenha perda auditiva.

3. Distância nas interações sociais

Se o seu cônjuge, outrora super falante, começar a se tornar uma pessoa quieta e introvertida nas interações sociais, pode ser porque ele não está conseguindo entender o que as pessoas falam. Não é incomum que pessoas com perda auditiva não diagnosticada/tratada tenham problemas para entender o que os outros dizem. E também não é incomum que se tornem quietos e isolados, já que precisam lidar com o stress e o constrangimento de ter que se esforçar muito para acompanhar uma conversa.

4. Confusão

A perda auditiva não faz apenas os sons ficarem mais baixos – ela tem uma gama de efeitos que podem fazer com o que o som fique abafado e a fala ininteligível. Se você perceber que seu cônjuge parece estar confuso ou desorientado no meio de uma conversa, sorrindo amarelo em vez de dar gargalhadas numa piada ou não entendendo o que alguém diz, a perda auditiva pode ser a causa do problema.

5. Frustração

É normal que pessoas com perda auditiva não tratada se sintam frustradas com aqueles que estão por perto já que sofrem para conseguir entender o que é dito. Esse sentimento é compreensível, já que desenvolver uma perda auditiva é uma experiência que muda a nossa vida. Conviver com quem tem perda auditiva não tratada requer muita paciência e energia, não tenha dúvida de que seu cônjuge se sente frustrado. Mesmo que seja difícil, tente não levar para o lado pessoal se seu cônjuge despejar sua frustração em você. Tente lembrar que na verdade não é com você que ele está frustrado, mas sim com o fato de que já não ouve como costumava ouvir.

Reconhecendo esses sinais no seu cônjuge, é hora de sugerir que ele/ela faça uma audiometria! Pode ser um assunto delicado e deve ser abordado com cuidado.

Grupo SURDOS QUE OUVEM

Você se sente sozinho? Solitário? Não tem com quem conversar sobre a sua surdez? Gostaria de tirar mil dúvidas sobre os seus aparelhos auditivos? Gostaria de conversar com pessoas que já usam implante coclear há bastante tempo? Precisa de indicação de otorrino especializado em surdez e fonoaudiólogo de confiança?

Somos 22.000 pessoas com algum grau de deficiência auditiva no Grupo SURDOS QUE OUVEM. Para ganhar acesso a ele, basta se tornar Apoiador Mensal do Crônicas da Surdez a partir de R$5.



NOSSAS REDES SOCIAIS

LIVROS CRÔNICAS DA SURDEZ

Neste link você encontra os seguintes livros:

  1. Crônicas da Surdez: Aparelhos Auditivos
  2. Crônicas da Surdez: Implante Coclear
  3. Saia do Armário da Surdez

RECEBA NOSSAS NOVIDADES NO SEU EMAIL

Clique aqui para receber.

About Author

Paula Pfeifer é uma surda que ouve com dois implantes cocleares. Ela é autora dos livros Crônicas da Surdez, Novas Crônicas da Surdez e Saia do Armário da Surdez e lidera a maior comunidade digital do Brasil de pessoas com perda auditiva que são usuárias de próteses auditivas.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
    Iniciar conversa
    Clube dos Surdos Que Ouvem
    Grupo SURDOS QUE OUVEM