Menu
Crônicas da Surdez

Sinfonia de roncos

Como comentei no post anterior, minha simbiose com o Pure Carat nessa Eurotrip foi tão forte que, às vezes, nem me dava por conta e ia me deitar ainda usando-os. Fomos num trio viajar (eu, minha avó e um grande amigo meu) e a primeira sinfonia de roncos a gente nunca esquece. Nunca dormi de aparelhos auditivos, obviamente por causa da microfonia e porque machuca ficar com a cabeça por cima deles – quem é que vai dormir e acordar exatamente na mesma posição, hein?? Pois bem, uma bela noite, os dois dormiram enquanto eu estava no computador. Passou um tempinho e comecei a ouvir barulhos estranhos no quarto. Em cerca de três minutos, comecei a me perguntar:

– É uma britadeira?

– É um terremoto?

– É a patente explodindo?

– É uma alma penada?

Não, não. Peraí. Olha esses dois de boca aberta respirando. Hummmmm. Meu Deus! São eles!!!! Confesso que jamais me passou pela cabeça que dois seres humanos pudessem produzir barulhos tão intensos e loucos enquanto dormiam. Fiquei uns quinze minutos observando estarrecida e dando risada da minha mais nova descoberta sonora: roncos. Como alguém que dorme num silêncio angelical profundo e maravilhoso (aprendi a dar valor!!!), roncos pra mim estavam naquela categoria das bruxas: “yo no creo en brujas, pero las hay, las hay!”. Eu não acreditava em roncos, já que ouvi alguém roncar raríssimas vezes, mas que eles existem, existem! Meldelsss!

No início, até que foi divertido ouvir aquela sinfonia de barulhos esquizofrênicos sem sentido. Um roncava agudo, outro roncava grave. Um roncava alto, o outro roncava médio. Um roncava profundo, o outro roncava curto. Até que comecei a sentir vontade de sufocar os dois com o travesseiro. Colocar uma maçã na boca de cada um. Colocar um prendedor em cada nariz! Para alguém que não é acostumada com isso, roncos podem ser enlouquecedores.

É engraçado como o cérebro de uma pessoa com deficiência auditiva funciona. Ao mesmo tempo em que anseia loucamente por som, por entender o que escuta, por desvendar palavras através da leitura labial, qualquer barulho novo, se for repetitivo, se torna incômodo e irritante.

Para terminar, como não levei meu despertador vibratório pois morro de medo que impliquem com ele nos aeroportos – vai que acham parecido com uma bomba-relógio, porque parece mesmo – e o confisquem, houve uma noite em que decidi colocar meu celular para despertar só para fazer aquele teste básico: será que consigo acordar sozinha amanhã? Lógico que fiquei de aparelhos auditivos, fazendo uma tentativa de dormir com eles.

Até estava dando certo, quando minha avó começou a roncar. O ronco nem era tão alto, mas senhorrrr! Que desespero. Tirei o aparelho esquerdo, pois era a orelha que estava mais perto dela, para amenizar. Não adiantou! Meia hora depois eu já estava num grau de irritação Hulk ficando verde, e aí não aguentei e tirei o direito também. Aaaaargh!!!

Daqui pra frente quero continuar ignorante em relação a roncos. Não quero ouvi-los, não quero saber da sua existência na face da Terra. Já aprendi a lição (que sempre pratiquei sem saber o quanto era útil): na presença de um ser humano em sono profundo ao meu lado, aparelhos auditivos desligados! Forever! O próximo que roncar perto de mim, morre! Rsrsrsrsrsrs! 🙂

About Author

Moro no Rio de Janeiro e tenho 39 anos. Tenho Implante Coclear nos dois ouvidos. Sou autora dos Crônicas da Surdez e Novas Crônicas da Surdez.

29 Comments

  • renata
    10/11/2012 at 10:45 am

    nossa me identifiquei muito com vc. minha filha so tem 3aninhos e ronca igual a uma britadeira rsrs tadinha. ela so quer durmi comigo, ai,ai….
    bjs adoro seus posts.

    Reply
  • Rafaela
    23/07/2012 at 9:47 pm

    Paula, adorei seu post! Me matei de rir com sua descoberta.
    Eu uso o IC, mas ainda não ouvi nenhum ronco por aqui. E realmente não tem como dormir com o aparelho (dá uns choques de susto). Nada melhor que poder dormir num silêncio..

    Reply
  • Janise
    29/06/2012 at 10:32 pm

    É, não ouvir ronco, telefone tocando, barulho de carros, motos, gritaria de jovens nas madrugadas de sábados e domingos é bom. Felizmente, durmo bem. Mas, uma coisa que foi dita e que eu comprovei é que, quando comecei a usar o IC, qualquer barulho me deixava feliz; mas a rotina deles, já começa a incomodar, como o ruído do trânsito aqui de São Paulo… Quantas vezes já desliguei o IC e sem arrependimento! Um abração.

    Reply
  • Gê Santos
    28/06/2012 at 9:56 pm

    kkkk, esqueci e dormi de aparelho, levei um baita susto quando ouvi o meu ronco, meu coração foi a mil, foi super rápido.

    Reply
    • Ines Martins
      29/06/2012 at 10:10 am

      kkkkkkkkkkk essa foi ótima! Também já acordei com meu ronco mas nem sei dizer se foi porque estava muito alto (não durmo com aparelhos!) ou se foi porque eu estava muito resfriada e com sono leve rsrs.

      Reply
  • Magda Vagli Zobra
    28/06/2012 at 2:49 pm

    Muito bom o que vc disse dei risada sozinha aqui, eu quando estava mais gordinha roncava feito uma britadeira como disse meu marido. Meu pai também roncava muito e nessa época de solteira todos em casa sofriam com isso e eu ainda ouvia. Então nós deficientes auditivos temos que ter alguma vantagem não é mesmo..durmo feito uma pedra nada me incomoda, coitado do meu marido que escuta todos os barulhos da noite cachorros latindo, carros, fogos…kkk..bjs e boa semana

    Reply
  • Cinara
    28/06/2012 at 12:33 pm

    ahahahah Achei divertido isso… É horrivel mesmo, ainda beeem temos a opçao do: “Botao mute”.
    Eu escutei meu primeiro ronco aos 12 anos quando me deparei com meu avô dormindo no sofá e do nada veio um barulho horrivel, e eu com o bastão na mao morrendo de medo de algum espirito do mal rondando pela casa ahhah (Sim, eu estava LITERALMENTE segurando o bastão), logo fui seguindo o som pude perceber que era meu avô e morri de rir depois.

    Reply
  • Amigos da Audição
    28/06/2012 at 11:06 am

    Muito bom o post e os comentários. Impressionante como acontecem as descobertas dos sons para nós surdos. Enquanto alguns sons nos emocionam como uma música, o cantar dos pássaros e até mesmo o barulho da chuva, outros nos causa ira e incômodo.

    Reply
  • Jane
    28/06/2012 at 10:51 am

    Paula, eu não tenho problemas de surdez, mas te juro que nessa situação eu até gostaria de ter! Quem é que consegue dormir sossegado com um RONCO nos ouvidos? Passo por isso diariamente, e quando minha irritação chega ao ponto de querer matar o roncador, coloco duas borrachinhas nos ouvidos, e…..zzzzzz……Adoro teus posts, tens um bom humor admirável. Além de divertida e inteligente, és muito linda!

    Reply
  • Ines Martins
    28/06/2012 at 9:26 am

    Mas Paula, você não ronca? rsrs
    Bem, eu ronco quando estou atacada da sinusite e meu marido sofre. Ele também ronca, só que pra minha sorte, a casa pode cair que eu não acordo hehehe. Nessas horas agradeço a Deus por ser surda!

    Reply
  • Deni
    28/06/2012 at 9:26 am

    Hahahaha… como você escreve bem! Até parece que está contando o “causo” pessoalmente!

    Pois então, o IC me possibilitou ouvir os roncos do meu pai, no começo achei engraçado, inacreditável mesmo que pudesso ter um som daqueles!!! Depois me peguei com dó de minha mãe… rsss… E sim, nessas horas horas acho ótimo poder “desligar” o ouvido/IC e dormir meu soninho… 😉

    bj

    Reply
  • Taís
    27/06/2012 at 10:11 pm

    Eu ri muito com o seu post! No começo é engraçado, mas depois começa a incomodar demais! Já aconteceu de eu me assustar com meu próprio ronco! Até acordei preocupada! hahaha!
    Paula, você tem IPhone 4s? Esses dias descobri que tem funções específicas pra deficiências visuais, auditivas e motora! Daí dá pra colocar flash para despertar! como tenho sensibilidade à luz, então consigo acordar com os flashes piscando. Fiquei tão feliz!
    Bjos!

    Reply
    • Taís
      27/06/2012 at 10:13 pm

      Ah! E com relação ao despertador, eu acho que não tem problema carregar não, porque nunca me pararam por causa disso. E carregava na mala de mão de mesmo! Mas nunca tinha pensado que poderiam achar que é bomba! hahaha! Bom saber disso! Vou ficar mais esperta na proxima vez!

      Reply
      • Maria
        28/06/2012 at 1:03 am

        Na Europa, quando um objeto parece bomba pelo formato no raio-x. Os policiais te chamam com muita educação para ir num canto, onde eles farão um teste de pólvora com um papelzinho sensível à esta substância, super simples!

        Isso aconteceu comigo na Alemanha por causa dos pesos do relógio-cuco.

        Então não me encucaria em levar o relógio despertador para surdo. Se alguém reclamasse do aspecto, iria orientar a procedência do produto, que veio da Suécia e mostrar no site do fabricante. E pediria para que façam o teste anti-pólvora.

        Reply
      • Crônicas da Surdez
        28/06/2012 at 11:06 am

        Eu levei pra Buenos Aires uma vez e foi tranquilo mas na Europa eles são tão chatos nos aeroportos que nem arrisco!
        Bjos,

        Reply
    • Crônicas da Surdez
      28/06/2012 at 11:06 am

      Tais,
      Não tenho iPhone, não me animo de comprar, acho mto caro…tenho só ipod Touch e iPad!
      bjosss

      Reply
  • Maria
    27/06/2012 at 3:09 pm

    Huahua me diverti muito com esse seu relato do ronco. Sempre que eu viajo em família, sou disputada pelo irmão ou mãe porque nenhum deles querem dormir no mesmo quarto que o meu pai que ronca muito e super alto! A solução acabou sendo que quem dorme no mesmo quarto que o meu pai será eu! E os ouvidos dos outros ficam em paz!! Nunca escutei o ronco e nem quero lorque acompanho de perto o pesadelo dos ouvintes! Ninguém consegue dormir com um serrote, britadeira ou algo parecido no ouvido!

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      28/06/2012 at 11:07 am

      É verdade Maria…e nao entendo como alguem que ronca nao acorda com o proprio barulhão!
      Beijos,

      Reply
      • Maria
        28/06/2012 at 1:03 pm

        Sério, os ouvintes acordam com o próprio ronco de veeez em quando. Foi o que me falaram!

        Reply
  • SôRamires
    27/06/2012 at 2:18 pm

    Para viajar com o despertador vibratório eu sempre levo o livreto de instruções e a nota fiscal na caixinha, assim posso provar que não é uma bomba relógio.
    Realmente quem tem que dormir com roncadores por perto passa mal, li até sobre casais que dormem em quartos separados por isso.

    Reply
    • Maria
      27/06/2012 at 3:13 pm

      Meus pais dormem em quarto separado justamente por causa do ronco. Dizem eles que assim acabam dormindo melhor e a saúde agradece! Com a idade fica mais difícil de ter sono de qualidade. O outro benefício de dormir em quarto separado é que ajuda no relacionamento afinal não precisa mais brigar com o outro por causa do ronco e preserva a individualidade do casal.

      Reply
    • Crônicas da Surdez
      28/06/2012 at 11:07 am

      Sô, eu ainda nao aprendi a guardar a NF das coisas…a do despertador já eras ha tempos! Rssrsrs
      Beijos!

      Reply
      • MONICA
        29/06/2012 at 9:14 pm

        Oi Paula, eu não tenho um despertador desses, mais uso o celular. É claro que não escuto ele tocando, mais deixo no modo vibra e toca.
        Largo ele em cima da cama, ele toca e vibra e claro, eu só acordo com o vibrado dele, e não é que funciona??? Não perco a hora de jeito nenhum rsrsrs. Bjs

        Reply
  • Angelita Tessmann
    27/06/2012 at 2:09 pm

    Adorei a franqueza, Paula!! Eu não tenho problemas de audição, mas sempre passo por aqui para ler seus textos e super me identifiquei com a parte de querer sufocar a pessoa com o travesseiro!! hahahha
    Sou filha única e sempre dormi sozinha no quarto. Aí quando tenho que compartilhar quarto com alguém que ronca simplesmente não dá pra mim. Fico mega irritada, não durmo e quero matar a pessoa!!
    A grande sorte é que meu namorado não ronca!! hehhe

    bjs

    Reply
    • Crônicas da Surdez
      28/06/2012 at 11:08 am

      Hahahaha acho o máximo quando alguém que ouve acha legal um post do CRônicas!
      Beijos Angelita!

      Reply
  • Thales
    27/06/2012 at 12:45 pm

    Mas isso é assunto que se comente em público?! Certas coisas a gente não fala, nem pelo bem da ciência! =D What happens in Vegas stays in Vegas… =P

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Marque a sua consulta na Clínica Sonora